Ortodontia

Veja 6 tipos de aparelhos ortodônticos que podem ser utilizados!

janeiro 16, 2019
Tempo de leitura 6 min

Há diversos tipos de aparelho ortodôntico no mercado atualmente. Cada modelo tem uma finalidade e há opções para todos os perfis de pacientes e bolsos. Graças à essa evolução, usar aparelho não é tão desagradável para quem não se sente à vontade para usar o modelo metálico.

Por isso, é cada vez maior o número de pessoas que recorrem ao tratamento ortodôntico, inclusive pessoas mais velhas. Como os modelos mais modernos proporcionam visual mais agradável, a aceitação do tratamento por pacientes maduros, que já passaram dos 30 ou 40 anos, é crescente.

Quer conhecer os tipos de aparelhos dentários disponíveis e suas características? Continue a leitura deste post!

Quais os tipos de aparelho ortodôntico?

Há modelos de aparelho fixos e removíveis, com ou sem bráquetes, metálicos e transparentes — cada um com uma finalidade específica. Vamos a eles!

1. Aparelho fixo metálico

Esse é o tipo mais comum de aparelho. Ele é caracterizado pela presença de fios, bandas e bráquetes. Além disso, esse modelo necessita do uso das borrachinhas coloridas, que tanto incomodam alguns pacientes.

A grande vantagem desse aparelho é que ele proporciona resultados bastante satisfatórios e é indicado para quase todos os tipos desalinhamento dentário.

A desvantagem é que o paciente pode sofrer com feridas na boca e nas mucosas. Sua higienização também pede bastante cuidados, caso contrário, a pessoa pode desenvolver cárie e doenças nas gengivas.

Seu custo é relativamente mais baixo do que outros modelos, como o estético e autoligado, por exemplo. Apesar de não ser o mais popular entre os adultos, as crianças e adolescentes podem gostar desse tipo de aparelho, pois podem mudar a cor das borrachinhas a cada consulta.

2. Aparelho fixo estético

Os aparelhos fixos estéticos se dividem entre os modelos de policarbonato, porcelana e safira. Esses tipos de aparelho têm bráquetes transparentes, o que torna o acessório quase imperceptível, principalmente a longas distâncias. Vamos conhecer a diferença entre cada um deles!

Aparelho de policarbonato

O aparelho de policarbonato é confeccionado com uma resina plástica. Seus bráquetes são maiores do que dos outros modelos estéticos e também, menos resistentes. Suas peças têm a cor branca e como o fixo metálico, ele também precisa das borrachinhas, mas nesse caso, elas precisam ser brancas, para tornar o aparelho mais discreto.

Aparelho de porcelana

O aparelho de porcelana apresenta uma cor branca e leitosa. Seus bráquetes são menores do que o modelo de policarbonato e também, mais resistentes. Também necessita do uso das borrachinhas e seu custo é mais alto do que o fixo de policarbonato.

Uma das principais vantagens desse aparelho é que suas pecinhas não mudam de cor com o passar do tempo.

Aparelho de safira

O aparelho de safira é o campeão dos três no quesito discrição, mas em contraponto, é o modelo com custo mais elevado. Suas peças são confeccionadas com porcelana monocristalina e por isso, se parecem com o vidro. Então, elas se misturam facilmente a cor dos dentes do paciente, tornando seu uso quase imperceptível.

Apesar de os modelos estéticos serem mais caros do que o aparelho metálico, o custo-benefício vale a pena, pois além de serem mais discretos, esses aparelhos ainda facilitam a higiene bucal do paciente durante o tratamento ortodôntico. Entre os três, o de safira é o mais caro e o de policarbonato, o de custo menos elevado.

3. Aparelho autoligado

O modelo autoligado também é confeccionado em metal, mas ele não necessita das borrachinhas coloridas. Isso porque o fio ortodôntico é preso diretamente no bráquete, o que torna seu uso mais confortável e discreto.

Outra vantagem desse aparelho é que seus bráquetes são pequenos se comparados ao modelo convencional. Além disso, ele é mais efetivo do que os outros, o que torna o tratamento bem mais rápido. O melhor de tudo é que há a versão de aparelho autoligado estético, de porcelana e safira.

4. Aparelho lingual

O aparelho lingual, também conhecido como aparelho invisível, é idêntico ao modelo fixo tradicional. É confeccionado em material metálico e tem fios e bráquetes, além de necessitar do uso de borrachinhas. A única diferença é que ele é colado na parte interna dos dentes, e isso possibilita que o paciente faça todo o tratamento sem que ninguém perceba que ele usa aparelho.

O aparelho lingual corrige diversos problemas, mas como sua higienização é mais complexa, ele é mais indicado para pessoas que praticam esportes de alto impacto, como futebol e luta. Isso porque ele diminui os riscos de lesão no caso de o atleta receber uma pancada, por exemplo.

5. Alinhadores transparentes

Os alinhadores transparentes — também conhecidos como “aparelho invisível” —, são um dos modelos mais modernos existentes atualmente. Eles são confeccionados com a ajuda de softwares específicos, sob medida, de acordo com a arcada dentária do paciente.

Dessa forma, eles se encaixam com perfeição na boca do paciente e por isso, seu uso é praticamente, imperceptível. Esse tipo de aparelho não exige que o paciente vá ao consultório com tanta frequência, pois a troca dos alinhadores — que são responsáveis pela movimentação dos dentes — é feita em casa mesmo, de acordo com as orientações do dentista.

Além disso, os alinhadores transparentes são removíveis e devem ser retirados na hora das refeições e do higiene bucal.

O aparelho invisível é bastante confortável, o que faz com que o investimento valha a pena, mesmo que o modelo seja mais caro que os demais. Esse modelo é indicado para casos mais simples de desalinhamento dentário.

6. Expansor palatino

O expansor palatino é um tipo de aparelho pouco conhecido pela maioria das pessoas. Ele é utilizado para corrigir a mordida do paciente ou aumentar o tamanho do palato — céu da boca. É mais indicado para crianças, mas pode ser usado também por adultos, mas nesses casos, uma intervenção cirúrgica talvez seja necessária.

Como escolher o melhor tipo de aparelho ortodôntico?

Na realidade, nem sempre é o paciente quem decide qual aparelho vai usar durante o tratamento. Isso porque cada modelo é indicado para um caso específico e por isso, a palavra final é sempre do dentista. Então, mesmo que você queira usar um modelo móvel, por ser mais confortável e discreto, só poderá fazer seu uso de acordo com as recomendações do profissional.

Casos mais severos de desalinhamento dentário pedem o uso do aparelho fixo, pois com ele o dentista tem um controle maior das movimentações feitas nos dentes do paciente.

Vale ressaltar, ainda, que todos os tipos de aparelho ortodôntico aqui citados oferecem excelentes resultados. Além disso, independentemente do modelo escolhido, os cuidados com a higiene bucal devem ser redobrados, pois os aparelhos fixos contribuem para a acúmulo de resíduos alimentares na boca.

Gostou do post e quer saber mais informações sobre tratamentos odontológicos para você e sua família? Entre em contato conosco para conhecer nossos serviços. Temos uma equipe completa de profissionais capacitados nas diversas especialidades odontológicas!

Você também pode gostar

6 Comentários

  • Avatar
    Responder Francisco abril 2, 2019 at 1:03 pm

    Muito bom, pena que faltou as fotos de cada um

    • Dr. Paulo Zahr
      Responder Dr. Paulo Zahr setembro 18, 2019 at 5:18 pm

      Olá, Francisco! Muito obrigado pelo feedback! Vamos levar em consideração as suas dicas para os próximos conteúdos!

  • Avatar
    Responder Lara Luize junho 10, 2019 at 5:17 pm

    Adorei esse post! De verdade, parabéns ❤

    • Dr. Paulo Zahr
      Responder Dr. Paulo Zahr setembro 18, 2019 at 5:18 pm

      Fico feliz em saber disso, Lara! Muito obrigado!

  • Avatar
    Responder Raquel Pereira Klem agosto 30, 2019 at 2:27 am

    Excelente matéria. Mas para ter ficado impecável, o recomendável seria postar a foto de cada tipo de aparelho.

    • Dr. Paulo Zahr
      Responder Dr. Paulo Zahr setembro 18, 2019 at 5:15 pm

      Obrigado pelo feedback e pela dica, Raquel! Vamos procurar melhorar sempre o nosso trabalho!

    Deixe um comentário