Agende sua avaliação

Descubra as 10 principais causas da afta na boca!

Tempo de leitura 9 min

Por acaso você já acordou e notou que estava com afta na boca? Não se sinta sozinho ou sozinha, o aparecimento de afta é bastante comum. Quando esse problema acontece uma vez ou outra, não há com que se preocupar. No entanto, se a ocorrência é frequente, é preciso buscar ajuda. Mas, afinal, você sabe quais são as causas da afta na boca?

Existem muitos fatores que podem provocar esse problema. O uso de aparelhos ortodônticos, por exemplo, pode ocasionar a afta devido aos pequenos traumas provocados pelo aparelho.

A afta também é comum em quem tem algum tipo de deficiência nutricional.

Quer saber quais são os outros motivos? Acompanhe nosso post! Vamos explicar tudo sobre quais são as principais causas e como tratar!

O que é afta?

A afta é uma lesão de formato arredondado ou ovalado na boca. Ela é recoberta por uma membrana com uma tonalidade branca ou amarelada e uma leve mancha vermelha ao redor. A afta pode surgir tanto na parte interna da boca quanto na língua.

Pessoas com afta geralmente sentem dor e incômodo na região, principalmente no ato de falar ou comer. A afta dura normalmente entre 5 a 15 dias, desaparecendo após esse período sem deixar alguma cicatriz ou marca característica.

É importante destacar que a afta não é contagiosa. Portanto, uma pessoa com afta pode naturalmente compartilhar talheres ou beijar, por exemplo, levando uma rotina normal.

O que causa afta na boca?

Existem diversos fatores que podem gerar o surgimento da afta. Algumas delas são fáceis de identificar, enquanto outras necessitam de um exame laboratorial e clínico mais detalhado.

A seguir, vamos conhecer as principais causas do surgimento da afta:

1. Uso de aparelhos ortodônticos

Pacientes que possuem aparelho ortodôntico frequentemente tem afta. Isso acontece porque o uso do aparelho provoca o surgimento de pequenos traumas na boca devido ao atrito entre o aparelho e a mucosa. Embora essas aftas possam causar desconforto, é importante não deixar de fazer a higienização da boca corretamente.

2. Baixa imunidade

A afta na boca também pode indicar que a imunidade do paciente está baixa. Nesse caso, a afta se manifesta como um sinal de alerta demonstrando que o corpo não está em seu pleno desempenho.

Nesse momento, vale a pena solicitar exames para doenças crônicas e até mesmo avaliar o nível de estresse do paciente.

3. Alimentação ácida

Você costuma tomar suco de laranja, abacaxi ou até comer aquele tomate da salada? Esses alimentos ácidos podem provocar afta, e isso acontece porque a alimentação tem impacto direto na saúde dos dentes.

No caso da afta, os alimentos ácidos têm uma enzima responsável por agir nas células da boca, causando pequenas fissuras. Esses ferimentos podem evoluir para a afta.

4. Boca machucada

No dia a dia, é comum ter pequenos machucados na boca que surgem por várias razões. Por exemplo, morder a língua sem querer quando está mastigando ou usar escova de dente com muita força e as cerdas ferirem a boca.

Também pode acontecer de uma pessoa mastigar um alimento muito duro e, consequentemente, causar pequenos ferimentos na boca. Todas essas situações podem evoluir naturalmente para um quadro de afta.

5. Alterações hormonais

As alterações hormonais podem desencadear o surgimento de aftas na boca. Esse fenômeno é mais comum em mulheres, especialmente durante certos períodos da vida, como a puberdade, a gravidez e a menopausa. Durante essas fases, os níveis hormonais flutuam e podem afetar a saúde bucal.

Durante a puberdade, o aumento dos hormônios sexuais pode deixar o sistema imunológico mais sensível, tornando-o propenso ao desenvolvimento de aftas. Durante a gravidez, as mudanças hormonais e o estresse físico podem aumentar a probabilidade de surgirem essas lesões. Já na menopausa, a diminuição dos hormônios pode afetar a cicatrização e a resistência da mucosa oral, favorecendo o aparecimento de aftas.

6. Estresse

O estresse é conhecido por desencadear uma série de problemas de saúde, e as aftas bucais não são exceção. Quando estamos estressados, o sistema imunológico pode ser comprometido, tornando o corpo mais suscetível a doenças e inflamações, incluindo as aftas.

Além disso, o estresse pode levar a comportamentos como morder os lábios, roer as unhas ou apertar os dentes, o que pode causar pequenas lesões na boca e desencadear o desenvolvimento de aftas. Portanto, é importante adotar estratégias para gerenciar o estresse, como a prática de exercícios físicos, a meditação e a busca por momentos de relaxamento.

7. Uso de alguns medicamentos

Alguns medicamentos também podem contribuir para o surgimento de aftas na boca. Entre eles, destacam-se os antibióticos, os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) e os medicamentos utilizados no tratamento de doenças autoimunes, como o lúpus.

Os antibióticos podem alterar o equilíbrio da flora bacteriana da boca, favorecendo o crescimento de bactérias patogênicas e aumentando o risco de aftas. Já os AINEs podem causar irritação da mucosa oral, levando ao desenvolvimento dessas lesões. No caso dos medicamentos utilizados no tratamento de doenças autoimunes, eles podem afetar diretamente o sistema imunológico, tornando-o mais propenso ao aparecimento de aftas.

8. Relação com outras doenças

Embora a maioria das aftas seja benigna e desaparece espontaneamente em uma ou duas semanas, em alguns casos, elas podem estar relacionadas a outras doenças. A presença de aftas recorrentes, em grande número ou de tamanho anormal pode indicar a existência de condições médicas subjacentes.

Algumas doenças sistêmicas, como doenças inflamatórias intestinais, doenças imunológicas e deficiências nutricionais, como a deficiência de vitamina B12, podem causar aftas recorrentes. Nessas situações, é fundamental buscar a orientação de um profissional de saúde para o diagnóstico e o tratamento adequados.

9. Reações alérgicas 

As aftas podem ser desencadeadas por reações alérgicas a certos alimentos, produtos dentários ou materiais odontológicos. Algumas pessoas podem ser alérgicas a determinados alimentos, como chocolate, café, nozes, queijo ou alimentos condimentados. Quando esses alimentos entram em contato com a mucosa bucal, podem causar irritação e inflamação, levando ao desenvolvimento de aftas.

Além disso, algumas pessoas podem ter alergia a certos ingredientes encontrados em produtos dentários, como cremes dentais e enxaguantes bucais. O contato desses produtos com a mucosa bucal pode desencadear uma resposta alérgica, resultando em aftas. Da mesma forma, alguns materiais odontológicos, como próteses dentárias ou aparelhos ortodônticos, podem causar reações alérgicas em algumas pessoas, levando ao surgimento de aftas.

10. Tabagismo

O tabagismo é um fator que pode contribuir para o aparecimento de aftas na boca. A fumaça do cigarro contém numerosas substâncias irritantes que podem causar danos à mucosa bucal. A exposição contínua a essas substâncias irritantes pode levar à inflamação e ao enfraquecimento da mucosa bucal, tornando-a mais suscetível ao desenvolvimento de aftas.

Além disso, o tabagismo pode afetar negativamente o sistema imunológico, reduzindo a capacidade do organismo de combater infecções e interferindo no processo de cicatrização. Isso pode prolongar a duração das aftas e aumentar o desconforto associado a elas. É importante ressaltar que parar de fumar não apenas reduz o risco de desenvolver aftas, mas também traz inúmeros benefícios para a saúde bucal e geral.

Como tratar a afta na boca?

A afta pode incomodar bastante, fazendo com que a pessoa busque, de forma imediata, algo para resolver esse problema. Se você está passando por isso ou tem alguém nessa situação, saiba que existem soluções que podem amenizar o incômodo provocado pela afta.

Abaixo, separamos algumas dicas que você pode colocar em prática. Confira!

Usar chás

As ervas são produtos naturais que podem trazer muitos benefícios ao organismo. Um deles é combater o incômodo da afta. Por exemplo, o chá de aloe vera com própolis pode ser eficiente para amenizar os ferimentos que dão origem à afta.

É importante preparar o chá e esperar esfriar um pouco para fazer bochechos.

Reajustar o aparelho ortodôntico

Se o surgimento da afta está relacionado ao uso do aparelho ortodôntico, é importante buscar um dentista. Esse profissional poderá fazer ajustes no aparelho para reduzir o surgimento de machucados.

O dentista também pode indicar o uso de resinas ou ceras de proteção para que a higiene da boca seja feita de maneira menos abrasiva.

Melhorar alimentação

Para a afta de origem nutricional, é importante turbinar a alimentação. Isso significa fazer o uso de nutrientes que contenham, principalmente, ferro, vitamina B12 e zinco. É importante buscar um nutricionista para fazer essa reposição da maneira correta.

Ainda no aspecto da alimentação, é fundamental evitar o consumo de alimentos ácidos por tempo prolongado.

Se você precisar tomar alguma bebida ácida, como suco de limão, uma dica interessante é fazer bochecho com água logo em seguida. Assim, você consegue restabelecer o PH bucal e evitar o surgimento de afta.

Consertar o estilo da mordida

O surgimento de afta na região interna da boca e na língua também pode estar relacionado ao formato da sua mordida. Por isso, pode ser importante consultar um dentista para saber qual é a maneira mais adequada de melhorar a mordida.

Escolha uma escova adequada

Escovação também pode promover machucados que se desenvolvem para afta. Para evitar que isso aconteça, observe qual o modelo de escova que você utiliza. É sempre importante utilizar escova de cerdas macias e verificar seu modo de escovação.

Também é fundamental utilizar o fio dental para evitar o surgimento de placa bacteriana que pode acabar se acumulando e aumentando o risco de afta.

Quando procurar um dentista para eliminar o que causa afta na boca?

Até aqui, você viu algumas estratégias para evitar o surgimento de afta ou amenizar os incômodos provocados por esse problema. Porém, nem sempre é possível resolver a presença de aftas de forma tão simples.

É preciso buscar orientação profissional em alguns casos. Por exemplo, quando a afta é acompanhada por fortes dores, quando o surgimento é frequente ou quando as feridas são muito grandes. Um dentista pode examinar detalhadamente cada caso e fazer um diagnóstico completo da situação.

Neste post, vimos algumas informações sobre o que causa afta na boca. Vale salientar que a visita regular ao dentista pode ajudar a desenvolver hábitos de higiene que ajudam a controlar a afta.

Então, não deixe de visitar seu dentista regularmente para evitar esse e outros problemas.

Gostou das dicas? Se você tem enfrentado esse problema, com qual frequência as aftas costumam aparecer? Assine já a nossa newsletter e receba em primeira mão as nossas dicas e novidades a respeito da saúde bucal.

Quer receber mais conteúdo como esse de graça?

Cadastre-se para receber nosso conteúdo por e-mail.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

2 Comentários

    Boa tarde! Meu nome é Viviane Andrade, sou do interior de MG. Moro é cuido de uma tia idosa, de 81 anos de idade. Em outubro de 2021,ela precisou passar por uma cirurgia cardíaca, troca de valva aórtica,por caráter na virilha. Depois dessa cirurgia ela vem decaindo a cada dia. Agora começou a aparecer aftas em diversos pontos da boca, como gengiva e língua. Impedindo-a de mastigar. Só sopa. O que isso pode significar??

      Olá, Viviane, como vai? Não é possível respondê-la de uma maneira resumida.
      Isso porque devemos levar em consideração as particularidades de cada caso,
      de cada paciente. Recomendamos que procure um profissional para avaliar o caso dela.
      Agende já uma avaliação gratuita com um de nossos especialistas na
      OdontoCompany mais próxima de você pelo link https://odontocompany.com/clinicas

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.