Agende sua avaliação

Entenda a importância da limpeza do implante dentário

Tempo de leitura 8 min

Colocar um implante dentário é um procedimento que faz bem para a saúde e para a autoestima. No entanto, os cuidados com a higiene bucal não terminam com a conclusão dele. É essencial que a limpeza de implante dentário seja feita de forma correta em casa para garantir um sorriso bonito por muito mais tempo.

Afinal, o sucesso do procedimento também está associado a uma higienização correta da boca. Descuidar desse passo tão importante pode levar a inúmeros problemas, como mau hálito, placa bacteriana e mucosite. Neste post, você entenderá a importância de realizar a limpeza de implante dentário e terá algumas dicas de como manter a higiene em dia. Confira!

Por que realizar a limpeza de implante dentário?

Colocar um implante dentário é, para muitas pessoas, não só uma questão de saúde. É, também, um passo importante para elevar a autoestima, com um sorriso bonito e saudável.

No entanto, por mais que a colocação do implante dentário seja bem-sucedida, com um excelente resultado, é importante não descuidar da limpeza após a finalização do procedimento. A manutenção é um passo essencial para garantir que a implantação seja um sucesso.

Fazer a higienização correta do implante é muito importante para assegurar a sua maior durabilidade e evitar doenças que podem levar, até mesmo, à perda dele. Além disso, realizar a limpeza corretamente evita desconfortos como hálito ruim e dentes com aparência amarelada.

O que pode acontecer quando a higienização do implante não é feita?

A falta de higienização adequada dos implantes dentários gera uma série de problemas que vão reduzir a sua qualidade de vida e a saúde bucal. Conhecer esses prejuízos é um bom modo de garantir a higiene correta. Por exemplo, a falta de limpeza pode levar à acumulação de placa bacteriana e tártaro ao redor dos implantes, o que tem potencial para resultar em infecções na gengiva ou nos ossos circundantes.

Além disso, a perda óssea e a inflamação crônica podem contribuir para a mobilidade do implante, comprometendo sua função e estabilidade. Em casos graves, a falta de higienização adequada resultará em muitas dificuldades, podendo, inclusive, exigir sua remoção. Explicamos as consequências, em mais detalhes, a seguir.

Quais as consequências da higienização incorreta?

Descuidar da limpeza do implante dentário e de sua manutenção pode levar a uma série de consequências negativas. Entre elas, temos a formação de placa bacteriana, a mucosite e a peri-implantite. Saiba mais sobre esses danos a seguir.

Placa bacteriana

Não são poucos os pacientes que pensam que, depois de colocar um implante, podem relaxar com a higiene bucal. Isso não é verdade! Os cuidados após o procedimento devem ser os mesmos que ocorriam com os dentes naturais.

Ao abandonar a higiene da boca e deixar de escovar os dentes com frequência, por exemplo, um dos problemas que podem surgir é o acúmulo de placa bacteriana no implante. A placa, além de causar inconvenientes como mau hálito e de prejudicar a aparência dos dentes, pode evoluir para casos mais graves, como a mucosite ou a peri-implantite.

Mucosite

Quando a placa não é tratada, as bactérias que se acumulam sobre o implante podem provocar uma inflamação nos tecidos que ficam ao seu redor.

Essa inflamação tem o nome de mucosite. Nesse estágio, a mucosa ao redor do implante fica avermelhada e costuma sangrar com facilidade. Essa condição causa incômodo e pode evoluir para uma inflamação mais grave.

Peri-implantite

Quando não é tratada, a inflamação na mucosa pode evoluir para uma peri-implantite. Nesse estágio, o tecido ao redor do implante não só está inflamado, mas há, também, a perda do osso de sustentação, o que acontece de forma progressiva. Caso a doença não seja tratada, existe o risco de perder o implante dentário.

Apesar de a falta de higienização poder levar a um quadro mais grave, como a perda óssea, muitas vezes os pacientes não se dão conta do que está acontecendo, principalmente no início dos sintomas. Por isso, é essencial ter atenção redobrada a pontos como mudança de cor na gengiva, sangramentos ao escovar os dentes, qualquer tipo de dor e problemas de fixação no implante.

Quais as dicas para a limpeza de implante dentário?

A limpeza de implante dentário é coisa séria e pode evitar quadros mais graves, como vimos anteriormente. A boa notícia é que criar uma rotina de higienização em casa não é complicado. Veja algumas dicas!

Tenha atenção à frequência de escovação

A primeira dica é ter atenção à frequência de escovação. Para evitar qualquer tipo de acúmulo de resíduos alimentares no implante, é essencial escovar os dentes depois de cada refeição.

Dessa forma, você impede a formação de tártaro e uma possível inflamação na gengiva em torno do implante. Portanto, adote uma rotina de escovação com uma frequência mínima de três vezes ao dia para assegurar uma limpeza adequada.

Escolha a escova certa

O ideal é usar uma escova de cerdas macias, para uma escovação suave. Dependendo do tipo de implante ou de prótese, é recomendado o uso de escovas interdentais ou unitufo.

Em relação ao creme dental, em geral, não há contraindicações, mas é sempre indicado conversar com o dentista para saber se há algum de preferência do profissional.

Tenha cuidado com cada movimento na escovação

Para manter os implantes dentários em dia, é importante não só ter atenção a uma escovação frequente, como escovar com movimentos suaves, sem deixar nenhuma área de fora. Além de escovar os dentes, garanta que língua e gengivas também sejam higienizadas corretamente.

Pessoas que têm próteses fixas sobre o implante podem utilizar aparelhos com emissão de jato de água. Dessa forma, ficará mais fácil limpar a região e remover qualquer tipo de resíduo de alimento que a escova de dentes não conseguiu retirar.

Use o fio dental como aliado

Assim como pessoas que não têm implante dentário, pacientes que passaram pelo procedimento precisam usar o fio dental com regularidade. É preciso escolher o item adequado para garantir uma boa limpeza.

O ideal é investir no tipo floss, desenvolvido para remover a placa bacteriana em casos de uso de aparelho ortodôntico, pontes e implantes. Assim, você evita qualquer tipo de acúmulo que cause as consequências descritas anteriormente.

Use enxaguante bucal

Para completar a rotina de higiene, pode-se usar um enxaguante bucal. Só é necessário ter atenção à sua composição, para garantir que nenhum componente do produto interaja negativamente com o material do implante.

O enxaguante ajuda a reduzir a placa bacteriana, prevenir cáries, combater o mau hálito e controlar a gengivite. Lembre-se de que o enxaguante bucal não substitui a escovação e o fio dental, sendo complementar a uma boa higiene oral.

Faça consultas regulares

A realização de consultas regulares com o dentista é crucial para o cuidado efetivo dos implantes dentários. Esse passo é importante para realizar o monitoramento da saúde dos implantes.

Por exemplo, a partir da ajuda de profissionais, é possível fazer a detecção precoce de eventuais problemas e a realização de limpezas profissionais que ajudam a prevenir o acúmulo de placa bacteriana e a gengivite ao redor dos implantes.

Além disso, o dentista fornece orientações personalizadas de higiene oral, garantindo a manutenção apropriada dos implantes e contribuindo para uma saúde bucal de primeira.

Como hábitos ruins podem ser prejudiciais?

Adotar bons hábitos é fundamental para ter uma saúde bucal perfeita. As práticas inadequadas levam a uma série de problemas que prejudicam não apenas os implantes, mas toda a higienização.

Por exemplo, não seguir uma rotina regular de higiene oral gera muitos prejuízos. Por isso, é fundamental evitar os seguintes hábitos:

  • excesso de açúcar — dietas ricas em açúcar aumentam a formação de cáries e a deterioração do esmalte dentário;
  • tabagismo — o tabaco não apenas mancha os dentes, mas também compromete a saúde gengival, aumentando o risco de doença periodontal;
  • roer unhas — esse hábito danifica os dentes e leva a problemas na articulação da mandíbula;
  • morder objetos duros — isso leva a rachaduras nos dentes e danos ao esmalte;
  • adiamento de consultas — não realizar exames dentários regulares resulta na não identificação precoce de problemas, agravando condições bucais.

Adotar hábitos saudáveis, tanto na higiene oral quanto no estilo de vida, é essencial para prevenir esses problemas e promover uma boa saúde bucal e geral, independentemente do tipo de prótese que você estiver usando.

Por que buscar orientação de especialistas?

Buscar a ajuda de um profissional de odontologia é essencial. Com um dentista especialista em implante dentário, você tem o acompanhamento adequado para garantir a higienização e os cuidados necessários.

A limpeza de implante dentário é uma etapa constante e importante para o sucesso do procedimento. Para conservar os dentes em dia e sempre bonitos, é essencial criar uma rotina completa de higienização, sem descuidar da escovação e do uso do fio dental.

Ao entender como fazer a limpeza de implante dentário e seguir nossas dicas, você garante maior saúde bucal. Além disso, buscar a ajuda de dentistas especializados é importante para verificar a existência de qualquer tipo de problema com o implante dentário antes que ele evolua para uma questão mais grave.

Este conteúdo sobre limpeza de implante dentário foi útil para você? Então descubra também se quem tem implante pode usar aparelho!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.