Implantes

Afinal, o que é a perda óssea dentária e como tratá-la?

outubro 30, 2018
Tempo de leitura 6 min

Não é de hoje que as pessoas se preocupam com a aparência do sorriso. Conseguir um alinhamento perfeito que una a estética à função da boca é o sonho da maior parte dos pacientes, mas é preciso saber como tratar a perda óssea dentária.

Neste conteúdo, entenda o que é, o que causa e como o problema sensibiliza o tecido estrutural dos dentes, podendo levar a um desgaste definitivo em caso de negligência do tratamento. Além disso, compreenda como a limpeza e a restauração da área afetada darão mais segurança para o seu sorriso. Leia agora mesmo!

O que é a perda óssea dentária?

Antes de identificar como tratar a perda óssea dentária, é preciso entender o que é esse problema odontológico.

Dividido entre coroa e raiz, o dente se estrutura com base no osso que o constitui. Quando se fala em perda óssea, o que está em jogo é a resistência de tal tecido, que se fragiliza quando não se toma o devido cuidado.

O fato é que o desgaste vem a partir do momento em que há uma disfunção no tecido da boca, comprometendo o osso que está ao redor dos dentes.

Agora que você já sabe o que é, pode estar se perguntando quais são as causas da perda óssea. A alteração decorre geralmente da falta de hábitos saudáveis com os dentes. Quando você deixa de manter a escovação, a sua boca fica mais exposta a cáries, sangramentos e infecções.

Da mesma forma, o dentista pode chegar à conclusão que a perda do osso dentário se deve ao alinhamento dos seus dentes, pois a arcada que apresenta um posicionamento disfuncional facilita o acúmulo de restos alimentícios e aumenta a chance de você contrair uma inflamação.

Em outros casos, a deterioração do osso pode estar ligada ao avanço da doença periodontal, sendo acompanhada por inflamação na área dental e gengival. Se não tratada, a perda óssea lesiona o dente para sempre.

Para quem tem dúvidas quanto à idade mais comum para o desgaste aparecer, a resposta é simples. Pacientes que têm a estrutura dental mais delicada sofrem mais riscos de desenvolver o desgaste no osso dentário e os efeitos disso na saúde da boca. Porém, há opções para quem não quer sofrer com o mal-estar.

Como é possível evitar esse problema? 

Existem indicações para quem deseja evitar tal complicação. Com o acompanhamento profissional, aprenda a escovar corretamente os dentes para não deixar a área desprotegida à ação das bactérias.

Escovação correta

Para não sofrer com a perda óssea, o mais indicado é que você cuide dos seus dentes diariamente. Nesse sentido, a escovação deve ser feita sempre após o consumo de alimentos e, especialmente, antes da hora de dormir.

Se você não deixa restos de comida entre os dentes, a consequência é a diminuição da proliferação de bactérias.

Fora isso, não esqueça de usar o fio dental para ter certeza de que a limpeza está funcionando. Contudo, é preciso escovar com movimentos suaves e cerdas macias. Afinal de contas, você não quer lesionar a gengiva e fragilizar o tecido ósseo, não é mesmo?

Acompanhamento profissional

Se você já toma o devido cuidado diário para manter a saúde da boca, não deixe de visitar o dentista ao menos uma vez por ano.

As pessoas precisam de acompanhamento odontológico porque pode ocorrer alguma alteração bucal que comprometa outros órgãos do corpo. Para ficar despreocupado, não deixe de ir a um consultório com equipamento de ponta e os melhores profissionais.

Como resolver o desgaste ósseo na boca? 

Como tal deformação pode estar ligada à má higiene bucal e até à doença periodontal — que causa danos justamente na região que sustenta os dentes, chamada de periodonto —, cabe ao seu dentista investigar o caso específico.

Estando no consultório, o especialista verifica tanto a sensação (sensibilidade, dor de dente, mau hálito etc.) quanto a estética (vermelhidão, sangramento e retração da gengiva) da sua boca.

Com o exame clínico e um possível raio X, o profissional consegue ter um primeiro diagnóstico. Após constatar que de fato o paciente sofre com perda do osso dentário, o dentista explicará as principais soluções para você voltar a sorrir com tranquilidade.

A limpeza e a recuperação da região atingida são indicações comuns para tratar o problema desde a raiz!

Limpeza da região

Na clínica odontológica, todo cuidado é pouco para chegar ao tratamento indicado. Não seria diferente com a perda do osso dentário. Se a disfunção está em grau menos severo, o ideal é realizar uma limpeza no local, de modo a remover os restos alimentícios e acabar com a infecção bacteriana.

Processos de recuperação

Quando o paciente está com o tecido ósseo comprometido, o primeiro passo após a limpeza da parte danificada é o processo de recuperação do osso dentário.

Assim, podem ser indicados métodos distintos, sendo o mais popular o enxerto, no qual se recorre a implantes para aumentar a espessura e a altura da região desgastada.

As técnicas, entretanto, não param por aí. Considerando sempre a gravidade da lesão, a regeneração óssea pode usar laser para recompor o tecido. A luz especial, que passou a ser considerada como tratamento após uma pesquisa da Universidade Estadual de Campinas, acelera a reprodução das células ósseas.

De outra maneira, se a perda óssea tem a ver com o alinhamento dos seus dentes, é necessário recorrer a um tratamento ortodôntico, que restaura a posição da arcada e confere a função e a estética do seu sorriso.

Neste texto, você descobriu o que é e o que causa o desgaste do osso dentário. Comumente, o problema está relacionado à falta de cuidado com a saúde bucal e, em casos mais graves, ao avanço da doença periodontal.

No entanto, é possível tratar a alteração, que compromete a estrutura que sustenta os dentes e impacta diretamente sua mastigação. A limpeza e a recuperação da área afetada farão você sorrir sem medo de novo!

Agora que você descobriu o que é, quais fatores causam e como tratar a perda óssea dentária, curta a nossa página no Facebook para saber tudo sobre saúde bucal.

Você também pode gostar

4 Comentários

  • Avatar
    Responder Cilene Ferreira da Costa dezembro 21, 2018 at 1:39 pm

    Qual o valor desse tratamento para um dente ?

    • Dr. Paulo Zahr
      Responder Dr. Paulo Zahr setembro 18, 2019 at 5:31 pm

      Olá, Cilene! Tudo bem? Primeiramente, de qual cidade você fala?

  • Avatar
    Responder Angelina Negreiros junho 19, 2019 at 5:23 pm

    Muito bom saber, pois diz que eu estou com perda óssea. Usava o aparelho durante 3 anos, mas nunca me encaminharam pra um ortodontia. Hoje que resolvi mudar de clinica, que descobri sobre o fato. Mas, creio que ainda dar tempo de me recompor o meu sorriso. Agradeço pela leitura. De grande valia a todos nos, o conhecimento.

    • Dr. Paulo Zahr
      Responder Dr. Paulo Zahr setembro 18, 2019 at 5:32 pm

      Olá, Angelina! Tudo bem? Fico muito feliz em saber que contribui de alguma maneira!

    Deixe um comentário