Agende sua avaliação

Quem tem implante pode usar aparelho? Entenda o caso

Tempo de leitura 8 min

Quem não quer ter um sorriso harmônico para gargalhar sem medo nos eventos com os amigos e a família? Prioridade na vida de muitos brasileiros que desejam restabelecer a beleza e a função da boca, a situação pode deixar dúvidas em quem já tem uma prótese com aparelho e precisa alinhar os dentes.

Neste post, saiba tudo sobre o implante dentário e descubra se quem fez a cirurgia pode usar aparelho ortodôntico. Fora isso, entenda por que pacientes com implantação devem ter cuidados com a higiene oral, para quem a técnica é indicada e por que o procedimento deve ser acompanhado pelo profissional. Comece a leitura agora mesmo e tire todas as dúvidas sobre esse assunto!

Quais casos precisam de implante dentário?

Antes de responder à pergunta sobre o uso específico do aparelho, é necessário explicar o que é, para quais casos é indicado e como o implante é colocado pelos profissionais. Fique tranquilo, nós esclarecemos tudo para você!

A prótese é uma solução ortodôntica para quem perdeu um ou vários dentes, seja de forma acidental, seja em decorrência de algum problema bucal, como o surgimento de cáries, a evolução de uma disfunção na gengiva ou até mesmo a agenesia, que é a incapacidade de desenvolver os dentes.

Para essas situações, recomenda-se, em geral, tratamento com pinos de titânio para que as funções da boca — como a mastigação, a fonação e a respiração — sejam restabelecidas e voltem a ser executadas perfeitamente.

No entanto, de que material são feitos os implantes e onde exatamente são colocados? Tirando a dúvida, eles são construídos com material metálico (compatível com o corpo humano), a exemplo do titânio, que apresenta fixação bastante segura e uma aparência muito natural na substituição da raiz do dente.

Se você ainda tem questões sobre a região implantada, pode-se dizer que o maxilar ou a mandíbula são as áreas que recebem o procedimento que devolve as funções da boca e dá uma nova harmonia ao sorriso. Mas o implante, certamente, requer uma rotina de cuidados!

Por que dentes implantados necessitam de cuidados?

Quem apresenta perda dentária pode sofrer má oclusão e outros problemas no corpo, e não é por acaso que a prótese tem sido uma revolução na odontologia para acabar com a desarmonia na aparência. Porém, como a implantação é um tipo de cirurgia, ela requer cuidados para ser feita de forma saudável.

Estão entre as responsabilidades do paciente visitar sempre o dentista, fazer exames radiológicos, ter higiene bucal diária, evitar o fumo e fugir dos alimentos com textura muito resistente.

Manter higienização bucal

A escovação de duas a três vezes ao dia e o uso do fio dental para remover restos de alimento na dentição são duas ferramentas importantes que mantêm a saúde bucal.

Pacientes com implante e aparelho ortodôntico devem ter cuidado redobrado nessa etapa, a qual pode ser complementada com substâncias que ajudam a limpar os dispositivos, dependendo da indicação do seu dentista.

Atentar para alimentação

Com implante e aparelho ortodôntico, o paciente também deve atentar à alimentação. O ideal é que haja um período de adaptação aos procedimentos no qual a pessoa escolha produtos com textura macia, facilitando a mastigação da comida.

Além disso, com o passar dos meses, é preciso ter atenção ao ingerir alimentos muito duros ou pegajosos, que podem atrapalhar o tratamento.

Evitar fumar

Para quem está no pós-operatório e mesmo depois da cirurgia de implante, a indicação é não fumar, pois o hábito prejudica a recuperação dos tecidos bucais e pode danificar a implantação ou o sucesso do seu tratamento ortodôntico.

O motivo é que as inúmeras substâncias do cigarro agem na boca, aumentando a proliferação de bactérias e desequilibrando as funções orais.

Quando pessoas com implante podem usar aparelho?

Muitos pacientes com perda dental chegam ao consultório com dúvidas. Entre as questões, esta chama a atenção: o tratamento com aparelho pode ser indicado para quem tem ou pretende colocar implante?

Ora, é possível que a recomendação do dentista inclua os dois procedimentos, uma vez que a implantação restabelece o vazio deixado pela perda do dente e o uso do aparelho melhora o espaço e o posicionamento dentário.

Antes de tudo, no entanto, o aparelho do tipo ortodôntico é ideal para quem apresenta desarmonia na dentição, já que a técnica auxilia a movimentar os dentes a partir do uso de algumas peças, a depender do tipo (móvel, fixo ou combinação de ambos).

Agora, quando ele é permitido para quem tem implantes? A resposta depende de cada caso diagnosticado, mas a prótese bem colocada não causa nenhuma restrição à vida do paciente (muito pelo contrário) e pode perfeitamente ser alinhada ao aparelho para restabelecer as funções bucais diárias.

Implante bem colocado

implante ajuda quem tem perda dentária a voltar a sorrir com qualidade de vida. Entretanto, é preciso ressaltar que o aparelho não deve ser uma opção viável caso a prótese tenha sido mal colocada. O principal objetivo da técnica é harmonizar o sorriso e não corrigir a implantação anterior.

Porém, se você já tem uma prótese e ela não aparenta estar bem posicionada, a primeira coisa que você deve fazer é procurar um profissional experiente. O cirurgião dentista diminuirá os danos anteriores ao focar em corrigir o formato (angular) do implante.

Ancoragem para prótese

Para que o aparelho trabalhe o posicionamento dos dentes (como é esperado pelo paciente), a posição do implante deve estar funcionando corretamente na boca. Em caso afirmativo, você consegue usufruir da cirurgia para, inclusive, conseguir ancorar a instalação do novo tratamento.

Sabe como o implante consegue ancorar o novo aparelho? O material da implantação é resistente e geralmente não sofre risco de quebrar. Nesse sentido, a região implantada se acomoda ao dispositivo como se fosse um parafuso sob o osso, trazendo mais estabilidade ao sorriso.

Sem apresentar movimento — o parafuso é, por exemplo, combinado ao osso da arcada —, o implante oferece um forte apoio para o aparelho conseguir puxar e alinhar os dentes. Nessas horas, o acompanhamento profissional deve ser sempre um aliado para você conseguir sucesso na intervenção.

Por que a situação requer acompanhamento profissional?

É certo que a perda de um ou vários dentes prejudica a sua saúde. Porém, hoje em dia, a odontologia apresenta várias possibilidades para reverter a aparência desdentada. Implantes e aparelhos ortodônticos ajudam pessoas a sorrir novamente, mas desde que acompanhadas por quem realmente entende do assunto.

Sabe por que você deve recorrer à ajuda do dentista? Com o paciente na clínica, o especialista faz um estudo amplo para planejar o tratamento indicado e chegar mais rapidamente ao resultado esperado. Se for o caso, a técnica escolhida pode combinar a instalação do implante com o aparelho e aumentar a perfeição do método.

Planejar o procedimento

O profissional faz, inicialmente, exames clínicos para alcançar um diagnóstico preciso. Nessa etapa, costuma-se perguntar se você está fazendo algum tratamento, se tem problemas de saúde e se toma medicação regularmente.

Depois da consulta, pede-se normalmente que a pessoa faça exames laboratoriais, como os de sangue, que avaliam a condição médica do paciente antes de submetê-lo a uma cirurgia.

Exames de imagem, a exemplo da tomografia, também ajudam a mapear a situação odontológica, oferecendo uma visão mais expandida das estruturas bucais do paciente. Analisando os resultados, o dentista consegue indicar o tratamento mais adequado para harmonizar o seu sorriso.

O planejamento, responsável por coletar informações sobre a cavidade bucal e o tipo de implante requerido, é bastante importante para o implantodontista não cometer erros durante o processo, aumentando a chance de o procedimento ser bem-sucedido.

Depois disso, o cirurgião realiza a implantação e ajuda o paciente a não ter complicações no pós-operatório.

Substituir dentes provisórios

Implantes usam um pino metálico dentro do osso, substituindo a raiz comprometida do dente, para restaurar a dentição. A implantação requer um tempo para que o material cicatrize e se integre ao organismo, mas o dentista pode optar por dentes provisórios, que ficam na boca até o paciente se recuperar da cirurgia, mantendo a estética e a função bucal.

Ajustar a mordida

Após a cirurgia e a colocação do aparelho, você deve continuar as consultas com o dentista, porque o profissional é o único capacitado para avaliar a eficácia do procedimento, ajustando a sua mordida e observando a sua mastigação, a evolução do tratamento e a manutenção das peças.

De toda forma, você também tem o seu papel no desempenho do processo, uma vez que o cuidado no dia a dia (seja após uma implantação ou uma colocação de aparelho) deve ser mantido com rigidez, ao escovar os dentes, alimentar-se bem e fazer a manutenção bucal.

Neste conteúdo, você ficou por dentro do que é o implante e o aparelho ortodôntico e descobriu que há como combinar os dois tratamentos para potencializar o processo dental do paciente. Como a implantação não se move, ela serve de suporte para que o alinhamento dos dentes ocorra satisfatoriamente.

Viu como há casos clínicos que incluem a prótese com aparelho? Para voltar a sorrir com segurança, entre em contato com a OdontoCompany agora mesmo e agende a sua avaliação com a maior rede odontológica do país!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

  1. Posso coloca aparelho nos dente com prótese adsiva ou tem que tiŕa a prótese

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.