Agende sua avaliação
restauração do dente

Como evitar cárie? Veja 7 conselhos fundamentais!

Tempo de leitura 6 min

Hoje em dia, as pessoas estão mais preocupadas em ter um sorriso bonito e saudável. Mas nem sempre os pacientes tomam os devidos cuidados para deixar a boca livre da ação de bactérias. Pensando nisso, este conteúdo mostra como evitar a cárie, doença infectocontagiosa causada por micro-organismos na cavidade bucal.

Além disso, vamos explicar o que caracteriza a cárie e quais são os sintomas associados à disfunção, seja a maior sensibilidade a alimentos quentes e frios, a dor na boca e os furinhos na dentição.

Por fim, você vai saber por que contar com a ajuda profissional para ter um tratamento adequado para a doença. Vamos lá? Boa leitura!

Afinal, o que é a cárie?

A cárie é uma das doenças bucais mais comuns do mundo, sendo caracterizada por áreas danificadas (uma espécie de buraco) na superfície ou no interior do dente (nesse último caso, pode se tratar de cárie oculta).

A disfunção é causada por bactérias, que se alimentam de restos orgânicos na cavidade e produzem um ácido que destrói a estrutura do dente, podendo levar, em casos mais graves, à perda total da dentição, além de afetar o tecido gengival.

Quais são os sintomas de cárie?

Na fase inicial da doença, a cárie pode não manifestar sintomas, mas, em geral, o paciente apresenta um ou mais sinais dessa disfunção, a exemplo de:

  • dor de dente ao beber e comer alimentos frios ou quentes;
  • manchas (geralmente, marrons ou brancas) na superfície dentária;
  • gengiva dolorida;
  • furos em um ou mais dentes.

Em todo caso, é indispensável recorrer ao dentista para ser avaliado sobre a saúde bucal. E, havendo o diagnóstico de cárie, iniciar um tratamento adequado para combater a ação dos micro-organismos na boca.

Como a cárie prejudica a saúde?

O paciente que sofre com a ocorrência de cárie não deve negligenciar o tratamento para essa doença, uma vez que a disfunção pode comprometer o dente e o tecido gengival, evoluindo para a periodontite, que é uma infecção grave na gengiva e no osso bucal.

Além disso, por se tratar de uma doença infectocontagiosa, as bactérias que provocam a cárie podem entrar em contato com a corrente sanguínea, espalhando-se para órgão vitais no ser humano, como o pulmão, o coração e o cérebro.

Quais são as melhores dicas de como evitar cárie?

Até aqui, você sabe o que é, quais são os sinais e como a cárie prejudica a saúde da boca e de outros órgãos do corpo humano. No entanto, quais são as dicas para se prevenir dessa doença? Veja abaixo, os principais cuidados!

1. Escovação adequada

A lista não poderia começar de outra maneira, já que a má higiene da boca é uma das principais causas da doença. Porém, para não sofrer com esse mal-estar, você deve apostar em uma escovação bucal adequada, fazendo movimentos circulares e suaves na arcada, sempre após as refeições, para remover restos de alimentos presos entre os dentes e a gengiva.

2. Escolha do creme dental e escova

Não basta realizar a escovação bucal com periodicidade. É preciso, ainda, utilizar os utensílios corretos para remover restos de comida da boca e deixar a saúde em dia. Assim, peça a indicação do seu dentista a respeito do melhor creme dental e escova de dentes para o seu caso clínico.

Lembrando-se de colocar na escova dental, uma porção de creme equivalente a uma lentilha, evitando o excesso dessa substância na cavidade oral.

3. Uso do fio dental

Existem lugares na boca aos quais a escova de dente dificilmente consegue chegar. Dessa forma, é indispensável usar o fio dental pelo menos uma vez ao dia, já que o item remove impurezas e dificulta a proliferação de bactérias na boca, prolongando a saúde bucal do paciente.

Deve ter cuidado, apenas, para não colocar muita força ao passar o filamento pela dentição, evitando cortes na região da gengiva.

4. Atenção a manchas nos dentes

Manchas nos dentes podem afetar a autoestima do paciente, que se sente desconfortável com o sorriso. Porém, além do fator estético, é preciso ficar alerta ao notar que a dentição está manchada.

O motivo é que esse fator pode ser um indício de cárie, devendo ser avaliado por um profissional capacitado, seja para fazer o diagnóstico de cárie, ou para examinar outras possíveis condições bucais que se caracterizam pela alteração da coloração dos dentes.

5. Consumo de água

Beber uma boa quantidade de água todos os dias também ajuda a prevenir a ação da cárie, sabia?

A justificativa se deve ao fato de a água corrente conter uma quantidade de flúor, que ajuda a eliminar bactérias da cavidade.

Além disso, a substância mantém a salivação na cavidade, repondo minerais e contribuindo para a manutenção da saúde oral.

6. Dieta equilibrada

A alimentação tem um impacto direto sobre a saúde da boca, e não seria diferente no combate à cárie. Portanto, uma dica para evitar o surgimento dessa doença é seguir uma dieta balanceada, deixando, gradualmente, de consumir sacarose e gorduras em excesso, uma vez que esses componentes facilitam a multiplicação das bactérias que causam a cárie dentária.

7. Visitas regulares ao especialista

O cirurgião-dentista cumpre uma função essencial para a prevenção e a manutenção da saúde bucal. Nesse sentido, a recomendação para quem não quer sofrer com a ocorrência de cárie é visitar o consultório odontológico a cada 6 meses.

Na clínica, o profissional avalia o estado das estruturas dentárias e, se for o caso, indica um tratamento adequado para doenças bucais, promovendo um sorriso harmônico.

Neste artigo, você entendeu como evitar cárie, seguindo uma rotina de cuidados que vão desde a higiene oral até a escolha certa do creme dental, passando pela correta ingestão de água e pela dieta balanceada.

No entanto, em todo caso, é indispensável procurar a ajuda de um cirurgião-dentista para manter as funções e a estética do sorriso, eliminando as impurezas da boca e evitando problemas futuros nesse órgão.

Gostou do texto? Se sim, siga as nossas redes sociais para receber outros materiais interessantes sobre saúde bucal. Estamos no Facebook, no Instagram, no YouTube e no LinkedIn!

será que eu preciso de aparelho

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

4 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.