Por que o dente dói? Explicamos tudo para você!

Tempo de leitura 9 min

Manter bons hábitos com a higiene bucal é fundamental para garantir a saúde dos nossos dentes, mas, mesmo tomando esses cuidados, você ainda pode sofrer com dor intensa nos dentes. Isso acontece porque ela nem sempre está relacionada a um dente estragado ou bactérias específicas.

Nas horas do sofrimento, é comum tomar um analgésico e esperar o desconforto passar, no entanto, muitas pessoas fazem isso e se esquecem de voltar ao dentista para investigar a causa da dor. É preciso entender por que o dente dói e cuidar da raiz do problema, garantindo, assim, que ele não traga maiores prejuízos.

Quer conhecer quais as causas da dor de dente e o que deve ser feito em cada situação? Nós listamos para você os principais motivos. Confira abaixo!

Quais são as principais causas da dor de dente?

Cáries

A cárie é o principal fator relacionado às queixas de dores nos dentes. Isso porque muitas pessoas não contam com uma higiene bucal regrada e consomem mais açúcar industrializado do que deveriam.

Quando a higiene bucal não é feita de forma correta, o açúcar acumulado nos dentes permite a reprodução de bactérias que vivem na boca. Esses organismos — principalmente a Streptococcus mutans — são responsáveis por liberar ácidos que desmineralizam o esmalte dentário, causando buracos na superfície dos dentes. A dor acontece porque esses buracos ficam muito fundos e acabam alcançando a dentina, ou até mesmo a polpa do dente, estimulando os nervos.

A melhor forma de prevenir o aparecimento das cáries é impedindo que as placas bacterianas se formem, realizando uma boa higiene bucal, ao menos 3 vezes ao dia, evitando o excesso de alimentos e bebidas açucaradas e visitando seu dentista regularmente.

Nos casos em que a cárie já está instalada, é preciso realizar tratamentos de restaurações e aplicação de flúor. O tratamento de canal é indicado quando a polpa do dente já está comprometida.

Inflamação na gengiva

Nem todas as dores são causadas especificamente por problemas nos dentes. Doenças nas gengivas, como a gengivite e a periodontite, também podem causar fortes desconfortos e chegam de forma silenciosa.

A gengivite é uma inflamação da gengiva que, se não tratada, pode evoluir para a periodontite. Nesse estágio, ocorre uma reabsorção do osso, criando um espaço chamado de bolsa periodontal. O avanço dessa perda óssea afeta a polpa do dente, provocando infecção, dores fortes e abcessos, causados pela formação de bolsas de pus.

A infecção também pode levar à retração gengival, ou seja, a quantidade de gengiva que cobre o dente se retrai, deixando as raízes expostas e os dentes, aparentemente, mais longos. Esse problema, além de muitas dores, pode ter consequências graves em casos mais avançados, levando à danificação do osso, do tecido do maxilar e, até mesmo, à perda da dentição.

A gengivite é causada, principalmente, pelo acúmulo de placa bacteriana, por isso, a melhor forma de prevenir o problema é por meio de uma boa higiene bucal. Caso note vermelhidão e sangramentos recorrentes nas gengivas, o paciente deve procurar um dentista para que a inflamação não evolua para uma infecção. Em casos mais graves, pode ser necessário recorrer a uma cirurgia gengival de enxerto.

Desgaste do esmalte dentário

A sensibilidade causada pelo desgaste do esmalte dentário é outra queixa comum que incomoda muitos pacientes. Nesses casos, a dor costuma ser mais aguda ao consumir alimentos frios, quentes e doces, bem como ao tocar no dente.

Powered by Rock Convert

Essa sensibilidade pode ocorrer por duas razões, alimentação inadequada com excesso de produtos corrosivos e escovação muito forte associada ao uso de cremes dentais muito abrasivos. O tratamento do problema inclui o uso de produtos específicos, aplicação de flúor e laser terapêutico em consultório.

Bruxismo

O bruxismo é uma desordem funcional bastante comum que consiste em apertar e ranger os dentes de forma involuntária. Ele pode acontecer tanto durante o sono quanto quando a pessoa está acordada.

A desordem, além de provocar dores nos dentes, mandíbula e cabeça, também pode contribuir para o desgaste prematuro do esmalte e causar fraturas, sensibilidade e hipertrofia dos músculos da mastigação.

O bruxismo não tem cura, por isso, o tratamento tem como objetivo o alívio da dor e a prevenção de futuros problemas. O uso de protetores bucais e placas de silicone é indicado para reduzir o desgaste dos dentes.

O problema também pode estar relacionado a fatores emocionais, servindo como válvula de escape em momentos de pressão e crises de ansiedade. Nesses casos, o ideal é associar o tratamento com atendimento psicoterapêutico.

Traumas

Os traumas também podem causar dores nos dentes, principalmente em crianças, como consequência de quedas, tombos e acidentes. Em adultos, as situações mais recorrentes estão relacionadas à prática de esportes.

É comum que o paciente não note nenhuma rachadura e, por isso, não procure um médico com urgência. Contudo, caso a lesão atinja a dentina ou a polpa dentária, as dores aparecerão ao morder e mastigar.

Caso perceba os sintomas, evite mastigar e procure um dentista imediatamente. Ele poderá fazer um diagnóstico preciso por meio da radiografia e indicar o melhor tratamento de acordo com o dano causado.

Dente do siso

Os estágios de nascimento do dente do siso também são responsáveis por causar dores e incômodos. A erupção do dente e os deslocamentos provocados por ele para driblar a falta de espaço são alguns dos motivos da dor aguda, no entanto, a principal razão da sensação é a inflamação da gengiva, difícil de ser acessada durante a higienização.

A dor pode passar e retornar de acordo com a inflamação e, por isso, o mais indicado em casos de siso dolorido é realizar a extração em consultório, para evitar futuras complicações.

Qual a importância de tratar quanto antes a dor intensa nos dentes?

É comum que as pessoas procurem maneiras de tratar a dor intensa nos dentes. Uma delas é adotando tratamentos caseiros, por exemplo, a utilização de medicamentos por conta própria.

Os medicamentos analgésicos, em especial, podem sim aliviar a dor intensa nos dentes. No entanto, esse recurso deve ser apenas momentâneo, uma vez que esses medicamentos não eliminam o problema.

Além disso, o uso dos medicamentos pode mascarar o diagnóstico sério. Sem contar que, quando isso é feito de maneira indiscriminada, pode ocasionar intoxicação e sobrecarregar o funcionamento dos rins e fígados.

Além do mais, quando o paciente procura o tratamento, é possível reduzir as chances de evolução do problema. Por exemplo, se a dor é provocada por uma restauração que infiltrou, é importante tratar quanto antes para que essa obturação não acabe expondo a raiz do dente, o que pode provocar um problema mais grave.

Dessa maneira, realizar o tratamento antecipadamente pode reduzir a chance de agravamento da situação. Além de que o paciente economiza mais dinheiro, pois ele evita gastar em reparações que provavelmente demandarão maior custo de tratamento.

Como é feito o diagnóstico da dor intensa nos dentes?

O diagnóstico é feito por um profissional da área, ou seja, um dentista. Ele vai realizar perguntas a respeito das condições gerais de saúde do paciente. Por exemplo, indagará se o paciente fez tratamento de canal, tem histórico de fraturas nos dentes e quais são os hábitos de higiene dele.

Em seguida, o dentista pode solicitar exames complementares, como radiografias, que permitem identificar mais profundamente a situação do dente.

A compressa fria pode ajudar a reduzir a dor intensa nos dentes?

A dor intensa nos dentes pode ser amenizada utilizando uma compressa fria. Ela pode ser preparada com um saco de gelo enrolado em uma toalha e ser aplicada no lado afetado do rosto. A compressa fria auxilia na contração dos vasos sanguíneos.

Como ter uma excelente saúde bucal?

Como vimos, a dor de dente pode ter várias razões. O mais importante é sempre manter a saúde bucal para evitar o surgimento de problemas que comprometam os dentes. Nesse sentido, vamos conferir um passo a passo para uma higienização perfeita.

Escove os dentes ao menos três vezes ao dia

Remover os resíduos alimentares da boca é uma maneira de evitar que bactérias que podem provocar dor intensa nos dentes se proliferem. Nesse sentido, é fundamental escovar os dentes após as refeições ou ao menos três vezes por dia.

A escova deve ser de cerdas macias e cabeça arredondada. Além disso, deve ser trocada a cada três meses ou quando as cerdas estiverem desgastadas.

Não deixe de escovar a língua

Muitas pessoas acham que escovar os dentes já é o suficiente para eliminar a sujeira da boca. Mas, na verdade, a língua é um grande depósito de bactérias que podem migrar para a região da gengiva e dos dentes. Por isso, é importante fazer a limpeza da língua utilizando, de preferência, um limpador lingual.

Não se esqueça do fio dental

O fio dental é outro recurso realmente importante para manter a saúde dos dentes. Ele atua na limpeza das regiões onde a escova não consegue alcançar. Ele deve ser utilizado pelo menos uma vez ao dia. 

Essas foram algumas informações sobre dor intensa nos dentes. Lembre-se de que a saúde bucal pode ser potencializada com as visitas frequentes ao dentista. Somente esse profissional conseguirá fazer um diagnóstico a respeito da saúde dos seus dentes e indicar tratamentos. Por exemplo, é possível realizar limpeza e outros procedimentos necessários para a manutenção da vitalidade dos seus dentes.

Gostou deste artigo? Quer receber diretamente em seu e-mail outros conteúdos interessantes? Assine a nossa newsletter!

será que eu preciso de aparelho

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

10 Comentários

    1. Oi, Amélia. Como vai você? É muito gratificante saber que você gostou da OdontoCompany. Trabalhamos diariamente para tornar a vida de nossos clientes melhor!

  1. obturei um dente a 5 dias desde de então ele doi muito, e agora não posso encostar nele que ele doi, o que pode ser , pq a cárie era bem profunda

  2. Excelente explanação sobre dores dentárias, tomando os cuidados de higiene bocal evitamos sérios problemas…

    1. Obrigada!!! Continua nos acompanhando!

  3. Meus dente ta tudo doendo eu acho que vo estrair tudo o que axa doutor mim da uma sugestao

    1. Olá Marinete, como vai? Vamos dar um jeito nisso aí? Procure a OdontoCompany mais próxima de você para avaliarmos a sua situação pelo link https://odontocompany.com/

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.