Agende sua avaliação
tipos de cáries

Conheça 4 tipos de cáries e como prevenir

Tempo de leitura 3 min

A cárie é uma das doenças bucais mais comuns e uma das principais responsáveis pela perda dentária. Mas você sabia que existem diversos tipos de cáries? No entanto, independentemente do tipo, o problema aparece por causa de maus hábitos alimentares aliados a uma higiene bucal deficiente.

Neste post, vamos apresentar para você os diferentes tipos de cáries, mas, primeiro, saiba do que se trata a doença. Continue a leitura!

O que é a cárie?

A cárie nada mais é do que a deterioração do dente, que ocorre devido ao acúmulo de resíduos alimentares na boca após a má higiene bucal. Vulgarmente chamada de dente podre, a cárie é caracterizada pela presença de manchas marrons ou brancas na superfície do dente.

A cárie também apresenta sintomas como dor ao consumir alimentos doces, quentes ou frios, sensibilidade nos dentes e inchaço e dor nas gengivas.

Se tratada incorretamente, pode causar um estrago muito grande, e a única solução nesse caso será a extração do dente afetado.

Quais são os tipos de cáries?

Como descrito no início do post, há diferentes tipos de cáries. Elas são classificadas de acordo com as características da lesão, como área do dente afetada e a forma pela qual o problema se manifesta.

A seguir, veja as variações dessa doença:

1. Cárie coronária

A cárie coronária é o tipo da doença mais comum e ocorre em adultos e crianças. Ela se desenvolve nos locais onde ocorre a mastigação, ou seja, na coroa e na superfície de contato dos dentes.

Essa variação da doença é mais superficial. Por isso, o diagnóstico e o tratamento são bem mais fáceis.

2. Cárie radicular

A cárie radicular é comum em adultos e idosos. Isso porque está relacionada à retração das gengivas, que ocorre progressivamente com o avançar da idade. Como a raiz dos dentes fica exposta, fica mais fácil aparecer a cárie no local.

Nesse caso, a doença é mais grave, pois na raiz dentária não há o esmalte, que é responsável por proteger o dente das cáries. Por isso, o local fica mais vulnerável à deterioração.

3. Cárie profunda

Também conhecida como cárie aguda, essa variedade da doença atinge a polpa dentária. Em alguns casos, a lesão toma uma proporção muito grande e atinge também os tecidos internos do dente.

Outra causa comum da cárie profunda, é a presença de uma pequena trinca ou de um ponto minúsculo que favorece a penetração de resíduos alimentares, causando a deterioração nessa área.

Além de causar uma dor intensa, se a cárie profunda não for tratada logo, será necessária a realização de um canal ou, em último caso, a extração do dente.

4. Cárie recorrente

Esse é um dos tipos de cáries que é mais comum em pessoas adultas e idosos. Nesse caso, a deterioração se manifesta sempre no mesmo local e aparece em lugares com maior propensão ao acúmulo de placa bacteriana, que são regiões onde há restaurações e próteses fixas.

Como evitar a cárie?

Apesar de ser um problema comum e de fácil tratamento, caso seja diagnosticado no início, as cáries podem ser evitadas. Basta escovar os dentes corretamente e usar o fio dental. Complementar a higiene com um enxaguante bucal indicado pelo dentista ajuda a matar as bactérias responsáveis pela cárie.

Além disso, é bom evitar o consumo excessivo de açúcar e visitar o dentista regularmente. O ideal é marcar uma consulta pelo menos a cada 6 meses. Essas medidas são simples e ajudam você a ficar livre de todos os tipos de cáries.

Gostou do post sobre os tipos de cáries? Que tal descobrir agora se é possível tratar um dente podre sem sentir dor?

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

9 Comentários

  1. Boa noite Dr!

    Tenho periodontite,mas está controlada.Por conta da doença tive uma perda óssea parcial, e como perdi 4 dentes da frenre meu sonho é fazer os implantes.
    Qual o valor desse enxerto ósseo?é acessível para as pessoas com poucas condições?
    Um forte abraço!

    .’

    1. Olá Elizabete, como vai? É acessível sim, e além disso, possuímos várias formas de pagamento e sempre buscamos pela que será melhor para você. Caso precise, procure a OdontoCompany mais próxima de você para avaliarmos a situação pelo link https://odontocompany.com/

  2. Fiz canal em um dente na parte de baixo essa semana , no dia não senti dor ,mas depois senti muita dor no dente , é normal ? Tô tomando remédio pra dor , mas não melhora ….

    1. Olá Amanda, como vai? A dor já melhorou? Sentir dor após o procedimento, é algo bastante comum. Essas dores ocorrem como consequência do próprio procedimento que é delicado e, normalmente, cessam após 2 ou 3 dias. Porém, se esse sintoma de dor persista, é importante que consulte o profissional que realizou o procedimento operatório para avaliar seu quadro. Caso precise, procure a OdontoCompany mais próxima de você para avaliarmos a situação pelo link https://odontocompany.com/

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.