Contenção fixa: entenda a importância e por quanto tempo usar!

Tempo de leitura 3 min

Praticamente todo mundo que passa por um tratamento ortodôntico sonha com o dia de, finalmente, tirar o aparelho. Mas você sabia que após a retirada, é preciso utilizar, ainda, uma contenção fixa?

Trata-se de uma etapa fundamental para garantir bons resultados no tratamento e eu asseguro para você que ela vale a pena. Quer entender melhor sobre o assunto? Então, continue a leitura!

O que é o aparelho de contenção fixo?

O aparelho de contenção é a última etapa do tratamento ortodôntico. Após a retirada do aparelho fixo, é utilizada a contenção para que os dentes permaneçam alinhados e não retornem à posição original.

Existem dois tipos de aparelho de contenção, o fixo e o removível. A versão fixa é constituída por um fio de aço que fica presa na superfície interna dos dentes, não gerando comprometimento estético. Normalmente, é utilizada na arcada inferior, isso porque, esses são os dentes que apresentam maiores chances de movimentação. 

Por que ela é importante?

A etapa de contenção é extremamente importante para garantir os resultados do tratamento ortodôntico. Após a retirada do aparelho fixo, a tendência é que os dentes voltem a se movimentar e retornem à posição inicial. Isso acontece porque as fibras periodontais e ósseas são elásticas e têm memória.

A contenção, portanto, oferece uma resistência que impede a movimentação, mantendo os resultados do tratamento e reeducando o organismo, para que ele entenda que essa deve ser a nova disposição natural dos dentes.

Por quanto tempo é preciso utilizá-la?

Uma dúvida bastante comum sobre os aparelhos de contenção sobre o período necessário de utilização. Quanto a isso, não existe uma resposta definida. O tempo de tratamento varia caso a caso e é importante que seja acompanhando pelo dentista.

Em média, as contenções móveis costumam ser usadas por um ano. Já os modelos fixos têm um período de uso indeterminado. Atualmente, é comum que os dentistas recomendem a contenção fixa pelo maior tempo possível, realizando apenas trocas e não a remoção completa. 

Por fim, há casos de alguns pacientes que chegam a utilizá-las pelo resto da vida. Sendo assim, a dica é questionar seu dentista sobre o tempo planejado de uso e comparecer às visitas regularmente.

Quais cuidados devem ser tomados com a contenção fixa?

As contenções fixas são presas na face interior dos dentes, por isso, ficam praticamente imperceptíveis. No entanto, elas também precisam de cuidados e é importante seguir todas as recomendações indicadas pelo dentista.

Nesse caso, o uso de escovas interdentais é uma boa opção para a higienização dos espaços entre o aço e os dentes. Além disso, é preciso evitar alimentos muito duros ou que causem o movimento de alavanca na mordida.

Uma vantagem da contenção fixa em relação ao aparelho fixo é que, com ela, é possível passar o fio dental sem precisar do auxílio do passa-fio. Sendo assim, não existe desculpas para negligenciar esse passo da higiene.

Como vimos, a contenção fixa é uma etapa fundamental no tratamento ortodôntico e deve ser realizada de forma correta para garantir bons resultados, evitando a movimentação dos dentes. Ignorar essa parte, pode fazer com que todo o tempo de cuidados tenha sido em vão.

Agora que você já conhece tudo sobre a contenção fixa, descubra outros 6 tipos de aparelho ortodôntico que podem ser utilizados

será que eu preciso de aparelho

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. Eu queria saber o valor da contenção?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.