Ortodontia

Tire 5 principais dúvidas sobre o aparelho de contenção

março 22, 2019
Tempo de leitura 3 min

Já pensou passar por um tratamento ortodôntico longo e perceber que, ao final, os dentes voltaram para a posição do início? Para que isso não aconteça, é preciso passar por uma etapa fundamental, o uso do aparelho de contenção.

Os aparelhos de contenção são responsáveis por manter o seu sorriso no lugar após a retirada do aparelho ortodôntico. Entretanto, muita gente ainda tem dúvidas sobre ele e acaba negligenciando o seu uso. Quer entender melhor essa etapa? Nós listamos as 5 principais dúvidas sobre o assunto.

1. O que é o aparelho de contenção?

O tratamento ortodôntico é composto por duas fases, a etapa ativa e a contenção. Enquanto a fase ativa garante o alinhamento dos dentes, a etapa de contenção é responsável por certificar-se de que os resultados serão duradouros.

Para isso, após o termino do tratamento ativo, são produzidos os aparelhos de contenção, confeccionados de forma personalizada, por meio de moldes da arcada dentária.

2. Por que eles são necessários?

Após a finalização da primeira fase, os dentes tendem a retornar às suas posições iniciais, o que chamamos de recidiva. Isso acontece porque os dentes ainda não estão firmes em sua nova posição e as fibras que fazem sua sustentação são elásticas e têm memória.

A recidiva é um risco e acontece, principalmente, nos incisivos inferiores, mas pode ocorrer em todos os dentes. Para evitar que eles voltem ao seu lugar inicial, é necessária, então, a intervenção do aparelho de contenção.

3. Como funciona o seu uso?

O papel do aparelho de contenção é manter, dentro das capacidades biológicas, os dentes o mais próximo possível da posição em que foram colocados durante o tratamento ativo.

Essa etapa é fundamental e exige comprometimento e colaboração do paciente com o dentista, visto que, não utilizando o aparelho de contenção, o paciente corre o risco de desperdiçar tudo o que conquistou na fase de alinhamento.

Apesar de ser muito eficaz na maioria dos casos, a contenção não garante 100% que os dentes não sofram alguma alteração ao longo dos anos.

4. Quais os tipos de aparelho de contenção?

Esse aparelho pode ser confeccionado de duas formas, fixa ou removível. O aparelho fixo é feito de fios de aço que são presos à face interna dos dentes anteriores. São normalmente usados na arcada inferior e muito eficientes para períodos longos. Além disso, são vantajosos por não comprometerem a estética dos dentes nem atrapalharem a fala.

Já a contenção removível, assemelha-se ao aparelho móvel e é mais higiênica. Pode ser utilizada tanto na arcada inferior quanto na superior, e é necessário o escaneamento intraoral para a confecção de um aparelho personalizado e confortável.

5. Em que caso é indicado o uso do aparelho de contenção?

Essa etapa é indicada para todos os pacientes, sem exceção, que passaram pela primeira fase do tratamento ortodôntico. O tempo de uso varia de acordo com cada caso e somente o dentista poderá oferecer uma estimativa. Alguns pacientes precisam utilizar o aparelho somente por algumas semanas, outros por anos e há até quem precise usar durante toda a vida.

O aparelho de contenção é fundamental para manter os resultados conquistados durante todo o tratamento ortodôntico e sua utilização deve ser feita de forma responsável. Por isso, a colaboração do paciente nesse período é muito importante.

Agora que você já entendeu a importância dessa fase, conheça também os 6 tipos de aparelhos ortodônticos que podem ser utilizados.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário