Agende sua avaliação

Como escovar os dentes com aparelho da maneira correta?

Tempo de leitura 9 min

A higienização correta dos dentes com aparelho fixo ainda é um dos motivos que afastam muita gente, acredita? No entanto, embora um pouquinho mais complicada por conta da presença dos fios e bráquetes, a higiene bucal é fundamental até mesmo para o sucesso do tratamento ortodôntico e, com algumas dicas simples sobre como escovar os dentes com aparelho, pode ser realizada sem maiores problemas.

Então, para ajudar você a garantir um sorriso retinho e, acima de tudo, saudável, preparamos este post para mostrar a forma correta de realizar a escovação. Também mostraremos os tipos de escova para aparelho mais adequados. Continue conosco!

O que é o biofilme dental e como o aparelho ajuda a formá-lo?

Você já ouviu falar no biofilme? Esse é um assunto bem interessante de se conhecer caso você tenha ou pense em ter aparelho nos dentes. Mas, antes de compreendê-lo, precisamos entender um pouquinho mais sobre a película adquirida. Parece complicado? Nós explicamos!

Trata-se de uma biopelícula formada por proteínas, glicoproteínas salivares e fluido gengival. Ela é normal e importantíssima para os dentes, pois, embora seja bastante fina, protege o esmalte e serve como um reservatório de íons protetores — o flúor, por exemplo.

Em contrapartida, essa película também é o ambiente perfeito para a adesão de placas bacterianas e dentais, que nada mais são que comunidades de bactérias que se fixam sobre superfícies, inclusive no aparelho ortodôntico. São essas placas que chamamos de biofilme.

Ele pode conter micro-organismos produtores de ácidos capazes de desmineralizar o dente, o que causa manchas brancas em volta do bráquete e, claro, facilita o aparecimento de cáries e da doença periodontal.

Como escovar os dentes com aparelho ortodôntico?

O princípio básico é o mesmo daquele para pessoas que não usam o aparelho: escova em 45º e escovação sempre no sentido da gengiva para fora. Esse movimento garante a limpeza adequada da gengiva e retira a placa bacteriana.

A grande diferença, na verdade, está no material que será utilizado. Existem escovas especiais que se dividem em:

  • escova ortodôntica: possui cerdas internas em formato de V que alcançam, ao mesmo tempo, a superfície do dente, a região entre eles e o entorno do aparelho;​
  • escova interdental: caracterizada pelas cerdas cilíndricas ou cônicas, essa escova é ideal para alcançar os espaços entre os dentes;
  • escova bitufo: com cerdas aglomeradas em um único tufo e cortadas em formato especial, essa escova dispensa o uso de creme dental e faz a limpeza dente a dente.

Na hora da escovação, quem usa aparelho fixo deve ter atenção especial à área do dente que fica entre o aparelho e a gengiva, local que exige mais paciência por ser um pouco difícil de alcançar por causa dos bráquetes.

Normalmente, são indicadas as escovas ortodôntica e interdental para escovação diária, pois dessa forma é possível limpar as peças, a superfície do dente e completar a higienização com a escova cilíndrica.

Uma dica especial sobre o uso do creme dental: evite os que contenham propriedades clareadoras para que não ocorra branqueamento apenas na parte exposta do dente e o tom fique desigual após a retirada do aparelho fixo. Ao final do tratamento, já com os dentes alinhados, você e seu dentista poderão conversar sobre a melhor forma de conseguir o sorriso branco que você deseja.

Quais cuidados necessários além da escovação?

Embora a higienização com as escovas seja o principal método para a manutenção da saúde bucal, outros hábitos também são essenciais e potencializam a limpeza. Confira!

Passar o fio dental diariamente

Com a possibilidade de maior acúmulo de resto de alimentos na boca, o uso do fio dental é mais importante que nunca! Por causa dos fios que ligam os bráquetes do aparelho, de fato, esse trabalho se torna um pouco mais complicado, mas negligenciar esse cuidado pode ter consequências como gengivite e cáries ― sem falar no mau hálito!

Como o fio dental costuma enroscar nas peças, é importante dar preferência às versões do produto com cera, que deslizam facilmente. Esse passo pode ser feito tranquilamente com as mãos, tarefa que se torna menos complicada com a prática.

Entretanto, muitas pessoas adoram um instrumento chamado passa-fio: ele funciona como uma espécie de agulha em que se prende uma das pontas do fio dental, o que torna mais fácil passá-lo entre os conectores do aparelho.

Assim como na escovação, o princípio é o mesmo: inserir o fio entre os dentes e passá-lo no sentido da gengiva para fora, empurrando os restos de comida para a boca. Ah! É preciso ficar atento sempre à força aplicada, uma vez que o aparelho pode entortar.

Powered by Rock Convert

Utilizar um enxaguante bucal

Nada substituirá uma boa escovação para cuidar dos dentes. Mas se o aparelho ortodôntico tem deixado dúvidas sobre a qualidade da limpeza, é bom reforçar os cuidados. Os enxaguantes bucais são ótimos para combater bactérias e prevenir-se de manchas brancas causadas por placas bacterianas e cáries. Dê preferência para os que não contenham álcool na formulação.

Por que é importante manter a visita ao dentista em dia?

É claro que quem usa aparelho deve visitar o dentista com mais frequência, mas além de verificar o andamento do tratamento e a correção dos dentes, esse profissional também pode dar uma ajudinha extra na hora da limpeza.

Isso porque entre as manutenções mensais, o profissional poderá aplicar um jato de bicarbonato que garante a remoção de placas bacterianas e outros agentes causadores de cáries e doenças bucais. Pacientes que mantêm o aparelho bem limpo podem precisar dessa profilaxia uma vez a cada seis meses, mas o ideal mesmo é que a cada três meses seja realizada uma limpeza mais profunda.

Se para quem não usa aparelho ortodôntico a higiene bucal já é imprescindível, imagine para quem utiliza e está mais propício ao acúmulo de alimentos. Por isso, aprender como escovar os dentes com aparelho é o primeiro passo para garantir uma boca saudável e um tratamento eficiente.

Sim, a escovação pode até ser um pouco mais complicada, mas tenha certeza de que logo você poderá voltar a realizar a limpeza de maneira mais simples e o melhor: com os dentes perfeitos e completamente saudáveis!

Como escolher a escova ideal?

Quem utiliza aparelho ortodôntico tem necessidades de higienização de uma pessoa que não faz o uso desse tipo de produto. É preciso vencer as estruturas metálicas de fixação para realizar uma limpeza adequada, segura e que remova todos os detritos. Outro detalhe que merece atenção é o fato de que as pessoas que estão fazendo esse tipo de tratamento acabam por acumular mais resíduos.

Isso se deve ao fato de que a própria estrutura do aparelho ortodôntico favorece a fixação de restos de alimentos. Todos esses fatores só demonstram o quanto é importante a aquisição de uma boa escova que possibilite a máxima eficácia na higienização bucal. Em primeiro lugar, é preciso conhecer os 3 tipos mais comuns de escovas para quem usa aparelho. Veja abaixo!

Escova implant ortho

Na escovação diária, é interessante utilizar uma escova diferente da maioria das tradicionais. Existe um modelo conhecido no mercado, a implant ortho, que possui cerdas mais macias, em apenas duas fileiras.

Isso possibilita uma higienização efetiva e que alcança todos os cantos da região bucal. Além disso, tem uma boa empunhadura e um detalhe muito interessante: cabo flexibilizado. Ou seja, ele pode ser amolecido em água quente para que o uso fique mais confortável e ergonômico ao paciente.

Escova ortodôntica

Um mito muito comum no mercado é que todas as escovas são iguais. Isso não é verdade, pois existem variações de cerdas e adicionais para uma limpeza profunda. Um exemplo disso são as escovas ortodônticas, pois elas têm cerdas com um corte interno no formato “V”. Essa característica possibilita a limpeza em cima e embaixo do aparelho ortodôntico, exigindo apenas que a escova seja posicionada da forma correta.

A escova ortodôntica é muito efetiva para remover toda a placa bacteriana, além de resíduos entre os dentes e o aparelho dentário. Uma limpeza saudável para o aparelho e os dentes garante uma maior efetividade do tratamento, uma saúde bucal e uma melhoria da estética.

Escovas interdentais

Esse é um tipo particular de escova para aparelhos que alcançam espaços pequenos, que não são acessíveis com os modelos tradicionais. Para quem utiliza aparelhos fixos, a recomendação é escolher algum dos tamanhos: 0,05 mm, 0,06 mm ou 0,07 mm. Ela é bastante fina e se assemelha a um fio dental, sendo mais utilizada no fim da higienização para retirar resíduos ainda presentes.

Esse é um ponto importante sobre as escovas interdentais, pois elas são utilizadas como coadjuvantes da higienização rotineira. Ou seja, nunca são usadas de forma separada de outros modelos tradicionais. Lembre-se desse fator!

Qual é o tempo de troca ideal?

Quem faz uso de escova para aparelho precisa de muito atenção ao período de troca desse produto. Uma recomendação comum entre os dentistas é realizar a troca da escova ortodôntica de 3 em 3 meses. Porém, esse prazo varia com o uso e as características anatômicas de cada pessoa. Por isso, fique atento aos desgastes e a perda de cerdas durante o uso. Eles são fortes indicativos de que já está na hora de realizar a troca da escova.

É preciso muita atenção com a escova para aparelho. Afinal, uma boa higienização faz parte do trabalho de tratamento de toda a arcada dentária. Lembre-se sempre de ficar atento aos sinais de desgaste e converse com o seu dentista para escolher uma boa marca. Assim, você conseguirá manter um sorriso perfeito por muito tempo.

Gostou das dicas? Não se esqueça de assinar nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo do blog!

Powered by Rock Convert
será que eu preciso de aparelhoPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.