Ortodontia

Mordida cruzada: entenda o que é e como tratar esse problema

fevereiro 22, 2019
Tempo de leitura 3 min

Ao longo da vida, nosso corpo passa por muitas transformações e, com os dentes, não é diferente. Um exemplo é a mordida cruzada, um problema que costuma surgir na infância ou adolescência e pode evoluir para condições ainda mais sérias.

Quer saber mais sobre esse ela? Neste post, vamos explicar para você o que é a mordida cruzada, por que ela acontece e quais os tratamentos mais indicados. Boa leitura!

O que é mordida cruzada?

A mordida cruzada, também conhecida como mordida invertida, é uma alteração no posicionamento da dentição, caracterizada por um desalinhamento que resulta em má oclusão. O posicionamento correto se dá quando todos os dentes superiores se encaixam por fora da arcada inferior.

Nos casos de mordida cruzada, entretanto, acontece o contrário. Uma parte da arcada superior encaixa-se por dentro da inferior, o que pode impedir que o paciente consiga fechar a boca corretamente.

Quais suas principais causas?

É comum que o problema surja na infância, sendo que uma de suas principais causas é o uso de chupetas e o hábito de chupar o dedo. Além disso, o desalinhamento pode ocorrer devido a fatores genéticos que afetam o crescimento ósseo. A respiração bucal e a perda precoce dos dentes de leite também podem desencadear a mordida cruzada.

Quais prejuízos a mordida cruzada pode causar?

O mais adequado é que o tratamento seja feito ainda na infância, para que não venha a desencadear problemas mais sérios. Quando a mordida cruzada perdura por muitos anos, o paciente pode apresentar bruxismo, fraturas e até mesmo a perda de dentes.

A sobrecarga na articulação pode causar também retração gengival e outros problemas de deterioração. Além disso, a mastigação e a estética podem ser comprometidas. Por isso, assim que diagnosticado, é importante iniciar o tratamento com um profissional qualificado.

Quais os tratamentos recomendados?

Essa é uma falha difícil de identificar e, muitas vezes, pode passar despercebida pelos pais. Os tratamentos são diversos e vamos abordar os principais a seguir.

Expansor de palato

Esse aparelho que é fixado no céu da boca, entre os molares, e empurra os dentes para fora. O tratamento exige consultas periódicas ao dentista, que aumentará gradualmente o tamanho do aparelho. O método é utilizado principalmente em crianças, contudo, pode funcionar em alguns adultos.

Remoção de dentes

Já nos casos em que a mordida é alterada por influência dos dentes inferiores, é possível que o tratamento seja feito por meio da remoção de um ou mais dentes. Isso auxiliará na criação de espaço suficiente para que eles possam crescer no local adequado.

Aparelho dentário

O tratamento mais comum para o problema, tanto em adolescentes quanto em adultos, é a utilização do aparelho ortodôntico. Ele puxa os dentes para o local correto, alinhando a mordida.

Cirurgia

Essa é a melhor técnica para solucionar o problema em adultos. Apesar de ser invasivo, o tratamento é o que gera melhores resultados estéticos. Nessa cirurgia, o profissional quebra o maxilar em várias partes e depois os recoloca no local correto, com o auxílio de parafusos e aparelhos dentários.

A mordida cruzada é um problema que afeta principalmente crianças e adolescentes e, se não tratado corretamente, pode evoluir para condições mais sérias. É importante visitar seu dentista periodicamente e, caso seja diagnosticado, iniciar o tratamento mais adequado.

Você já foi diagnosticado com mordida cruzada ou conhece alguém que tem o problema? Deixe seu comentário e conte um pouco mais sobre o seu tratamento.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário