Agende sua avaliação
dor no dente siso

Saiba como identificar a dor nos dentes do siso

Tempo de leitura 6 min
O que você sabe sobre saúde bucal? Venha descobrir!

Saber identificar a dor nos dentes do siso é importante para tomar as devidas providências e evitar novos incômodos. Afinal, quem já teve esse problema, não deseja esse desconforto novamente, principalmente se as complicações foram grandes.

Sabe-se que qualquer dor nos dentes é sinal de algo errado, normalmente proveniente de uma inflamação e infecção. Se não forem resolvidas rapidamente, podem se espalhar pela corrente sanguínea e contaminar outros órgãos.

O paciente com dor nos dentes do siso deve se preparar para os mais diversos tipos de tratamentos, que podem envolver desde a eliminação da infecção, até a extração dentária, para evitar novos problemas.

Quer saber mais sobre como identificar a dor nos dentes do siso? Então, fique por aqui e entenda mais!

Afinal, quais são os dentes sisos?

A arcada dentária completa do adulto é formada por 32 dentes, sendo que os últimos quatro molares são os sisos. Eles emergem entre os 16 e 20 anos e, às vezes, desequilibram o restante dos dentes permanentes.

Esse desequilíbrio pode acontecer no período em que o dente estiver aparecendo na gengiva ou quando já se estabeleceu no arcada superior e anterior, trazendo consequências anatômicas e dolorosas para as pessoas.

Como em algumas situações, o local destinado ao seu encaixe pode ser pequeno demais e, pelo processo natural, ocorrerá um desarranjo dos dentes à frente do siso, gerando uma série de alterações.

Como identificar a dor nos dentes do siso?

O processo de surgimento de dor nos dentes do siso é bem diferenciado em relação aos demais. Isso ocorre devido à localização, a estrutura da arcada dentária já formada e comportamentos inadequados do paciente.

Dessa forma, quando o dente siso “rasga” a gengiva, pode ocorrer uma inflamação dos tecidos moles que circundam esse ponto, causando dor intermitente de intensidade leve a moderada, aumento da temperatura local e inchaço observado no bochecha.

Essa inflamação pode facilitar o aparecimento de infecções oportunistas, uma vez que na boca existem diversos microrganismos, causando febre, aparecimento de secreções purulentas, entre outros sintomas.

Outras manifestações observadas são o mau hálito, decorrente do processo de putrefação das bactérias, dor ao abrir a boca, causada pela inchaço significativo, gengiva intensamente inflamada e avermelhada e, às vezes, com sangue e dor forte.

Nessas situações, é imprescindível o encaminhamento ao dentista para, primeiramente, evitar a exacerbação do processo inflamatório, para depois avaliar as causas do problema e que pode ser feito para resolver o quadro.

Como aliviar a dor nos sisos?

Saber identificar a dor nos dentes do siso é importante para entender o que deve ser feito até buscar a ajuda especializada, uma vez que essa sensação tende a piorar sem o tratamento adequado.

Portanto, algumas dicas que daremos a seguir, devem ser feitas logo se identifique a dor, porém em sinais de pouca melhora, é aconselhável buscar ajuda odontológica, nesse tipo de tratamento.

1.Use enxaguante bucal

O enxaguante bucal contém diversas substâncias antissépticas (antibacterianas e antifúngicas) em sua composição, que promove uma “varredura” dos microrganismos patogênicos presentes na cavidade bucal.

Todavia, ele serve como uma melhora temporária, já que os microrganismos podem se replicar após a duração de ação do enxaguante, retornando ao processo inflamatório novamente.

De qualquer forma, ele funciona como um “inibidor” temporário dos germes e, consequentemente, combate o mau hálito, sendo um forte aliado para quem está sofrendo com dor nos dentes do siso.

2. Aposte em uma escova de cerda macia

A região inflamada é bastante sensível ao contato, principalmente no final da cavidade oral, em que o acesso normalmente é mais difícil. Então, para amenizar a situação ou impedir traumas maiores, o uso de escovas de cerda macia é recomendado.

Isso porque a escova de cerda macia, não causará uma dano maior do que o já existente. Com isso, o processo de limpeza dentária também deve ser bem devagar, evitando as áreas de maior concentração da inflamação.

No entanto, deve-se preocupar com uma limpeza eficiente dos dentes, retirando todas as impurezas, fazendo uso do fio dental nos demais dentes para evitar o aparecimento de cáries e complicação do quadro.

3. Faça compressa com água morna

Quando o indivíduo está com dor nos dentes do siso é aconselhável fazer uma compressa com água morna, devido a seu efeito calmante. Para melhores resultados, sugere-se colocar dentro da água por alguns minutos e retirar logo após.

Também é possível fazer um gargarejo por alguns minutos com água morna e uma colher de sal, o que tende a amenizar a inflamação e aumenta as chances de “limpar” outras áreas da cavidade bucal.

Contudo, essas medidas possuem efeito temporário pois não estão atuando na raiz do problema e por isso é importante que após o pequeno alívio, o paciente busque um atendimento odontológico de emergência ou com seu dentista habitual.

4. Irrigue o local com soro fisiológico

O soro fisiológico é composto por cloreto de sódio a 0,9% e bastante utilizado nos procedimentos clínicos, odontológicos com propriedades diversas, principalmente para uma limpeza mais eficiente.

Por isso é recomendável que se irrigue o local afetado com ampolas de soro fisiológico para ajudar na retirada das impurezas, secreções e outros resíduos que podem intensificar o processo inflamatório.

As ampolas de soro fisiológicos podem ser aplicadas após alguns minutos em refrigeração, o que trará um alívio para aqueles pacientes que ainda sofrem com a dor de dente e inchaço.

Quando procurar um dentista?

A dor nos dentes do siso começa branda, mas pode se tornar latente e intensa, se o problema não for resolvido. As medidas caseiras servem apenas para retardar o processo inflamatório, mas não resolvem a situação.

Sendo assim é imprescindível que o indivíduo procure um dentista especialista no assunto, relate a duração, intensidade dos sintomas para que seja realizada a melhor conduta terapêutica.

Em algumas situações, é recomendada a extração do dente inflamado, o que não traz grandes mudanças na estrutura da boca, já que a eliminação de um ou até os quatro sisos, não afetarão o sorriso final.

Saber identificar a dor nos dentes do siso é crucial para tomar as medidas caseiras mais adequadas. Além disso, é importante saber o momento certo de buscar ajuda especializada, tanto para tratar o problema, quanto prevenir recorrências.

Além disso, a boa escovação, uso de fio dental e acompanhamento odontológico periódico são os pilares na busca de dentes limpos e bonitos.

E você, gostou do nosso texto? Então, compartilhe em suas redes sociais!

será que eu preciso de aparelho

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

3 Comentários

  1. Eu tenho 43 anos e ah uns 15 dias ah traz eu tive uma for de dente e desde então o meu siso está inregular não voltou ao normal eu estou esperando ele volta ao normal pra ir ao dentista mais ele não volta tá mim encômodo até no falar quando um encosta no outro o que fazer eu estou desesperada e com mto medo meu Deus tomara que não seja algo tão grave algum pode mim ajudar por favor,mim dando alguma explicação e o que eu devo fazer,desde já mto obg

    1. Olá Claudia como vai? Não é possível respondê-las de uma maneira resumida.
      Isso porque devemos levar em consideração as particularidades de cada caso, e de cada paciente.
      Recomendamos que procure um profissional para avaliar o seu caso.
      Agende já uma avaliação gratuita com um de nossos especialistas na OdontoCompany mais próxima de você pelo link https://odontocompany.com/

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.