Agende sua avaliação

Como o ato de ranger os dentes tem relação com a ansiedade? Entenda!

Tempo de leitura 6 min

Você lida com o hábito de ranger os dentes? Há várias causas para esse movimento involuntário, sendo a ansiedade e o bruxismo as principais. Esse tipo de problema pode trazer vários prejuízos para a saúde, incluindo danos na estrutura dentária.

Mas, afinal, será que podemos prevenir esse tipo de ocorrência? Como tratar o hábito de ranger os dentes? Foi pensando em dúvidas como estas que preparamos um conteúdo completo para você!

Então, continue a leitura para verificar as respostas e aprender informações importantes sobre o ato de ranger os dentes e as suas implicações para a saúde, além de descobrir quais são os principais sintomas do bruxismo e por que procurar ajuda profissional é essencial. Vamos lá!

Em primeiro lugar: o que é ranger os dentes?

Caso você esteja em dúvida se está ou não rangendo os dentes, vamos tentar explicar como isso funciona.

Ao longo do seu dia, tente reparar se você se pega, de vez em quando, com as partes “de cima” e “embaixo” dos dentes fortemente apertadas uma contra a outra. Por vezes, essas pessoas também deslizam os dentes entre si, e podem também distribuir a tensão mais de um lado do que do outro.

Essa é uma atitude involuntária e, por isso, pode ser difícil pegá-la a princípio. Mas vá tentando se conscientizar ao longo do dia, especialmente em momentos de maior tensão.

Quais são as causas para o ato de ranger os dentes?

Como mencionado no começo da nossa conversa, o hábito de ranger os dentes pode estar associado a vários problemas, dentre eles a ansiedade e o bruxismo.

Mas vamos por partes!

O acúmulo de obrigações sociais, a preocupação excessiva e a rotina intensa podem levar a um quadro de ansiedade, uma doença psicológica que, em geral, causa sudorese, aumenta a frequência de respiração e contribui para o hábito involuntário de ranger os dentes.

A longo prazo, esse hábito pode ter, como consequência, o desenvolvimento do bruxismo. Vamos falar mais sobre ele a seguir!

Por que o movimento involuntário de ranger os dentes se associa ao bruxismo?

O bruxismo é uma doença bucal caracterizada, principalmente, pelo hábito involuntário de apertar os dentes. Nesse caso, o paciente não tem controle sobre o ato de exercer pressão na estrutura dentária, o que fica mais forte durante o sono e os ataques de ansiedade.

Por isso, conforme dito anteriormente, nem sempre é fácil identificar que o bruxismo está acontecendo. Nesses casos, é fundamental que outras pessoas estejam atentas, assim como prestar uma atenção especial aos sintomas do bruxismo.

Quais são os principais sintomas de bruxismo?

Você já sabe que o principal sintoma do bruxismo é a excessiva pressão sobre os dentes, principalmente ao dormir. Mas quais são os outros efeitos que essa doença causa ao organismo? Estas são algumas características comumente relacionadas à disfunção:

  • aumento da sensibilidade nos dentes;
  • dor de cabeça;
  • incômodo na região da mandíbula;
  • dor de dente;
  • desgaste do esmalte dentário, que reveste a dentição e protege a parte interna do dente da ação de micro-organismos;
  • dor de ouvido;
  • transtornos alimentares;
  • depressão;
  • ansiedade.

Em todo caso, é imprescindível ser avaliado por um profissional, tanto o dentista quanto o terapeuta, para obter o diagnóstico mais adequado sobre a sua saúde.

Por qual razão o ato de ranger os dentes é prejudicial para a saúde?

Quem sofre com o hábito de ranger os dentes deve procurar ajuda profissional para diagnosticar e tratar a disfunção. Em caso de bruxismo, esse cuidado deve ser redobrado, já que a disfunção exerce muita pressão sobre a dentição, podendo desgastar, amolecer, fraturar ou até mesmo levar à perda dos dentes.

Além disso, o bruxismo é responsável por causar um grande desconforto nas pessoas afetadas, prejudicando a qualidade de vida. Afinal, sentir dor de cabeça e incômodos no maxilar não é nada agradável, certo?

Sendo assim, o problema costuma virar uma “bola de neve” e se torna mais grave com a possibilidade de danos aos dentes, o que acaba também comprometendo a autoestima dos pacientes.

Qual é a relação entre o hábito de ranger os dentes e a ansiedade?

A ansiedade, o estresse excessivo, a sensação de raiva e a frustração podem ocasionar o quadro de bruxismo, uma vez que têm influência sobre a carga de pressão exercida sobre a dentição.

Esses efeitos são sentidos, principalmente, na região do maxilar — estrutura que sustenta os dentes superiores, ligando os músculos da cavidade bucal ao osso do crânio —, como um reflexo da situação psicológica pela qual passa o paciente.

Como o bruxismo é tratado?

O tratamento do bruxismo é feito, primeiramente, pelo cirurgião dentista especializado em ortodontia. Ele será o responsável por oferecer, ao paciente, um aparelho específico para essa disfunção

O objetivo é evitar que o paciente realize o movimento de ranger os dentes, fazendo com que o corpo desassocie as crises de ansiedade a essa atitude. Pouco a pouco, com a associação de outros tratamentos, isso deixa de ser um problema tão grave.

Mas isso não é tudo! Como vimos, o tratamento também deve envolver a odontologia integrada e uma equipe multidisciplinar, para controlar a sensação de ansiedade. Ou seja: são muitos fatores que devem ser abordados e não apenas o “impedimento” de ranger os dentes.

Por que buscar ajuda profissional para tratar essa condição?

O cirurgião-dentista é o profissional indicado para examinar, diagnosticar e tratar problemas bucais. Por isso, você deve recorrer a uma clínica segura, na qual seja possível fazer uma ótima avaliação oral e, se for o caso, começar rapidamente o tratamento de bruxismo.

O motivo de fazer esse tipo de busca ativa por um profissional é, claro, evitar as consequências graves de ranger os dentes a longo prazo e devolver a qualidade de vida aos pacientes que lidam com esse problema.

É possível prevenir os quadros de bruxismo?

Depende, em alguns casos, não, apenas o tratamento é indicado. Mas em outros, a prevenção é possível!

A dica para evitar que a situação chegue a esse ponto é tentar controlar a ansiedade no dia a dia. Algumas recomendações para isso são:

  • praticar atividades físicas frequentes;
  • fazer psicoterapia;
  • se engajar em atividades prazerosas;
  • passar o tempo com pessoas que fazem bem a você;
  • ocupar a mente com coisas que você gosta de fazer, entre outros.

E nunca tenha vergonha de buscar ajuda, ok? Você não está sozinho nessa!

Neste post, você viu por que o hábito de ranger os dentes é prejudicial! Então, a indicação é sempre buscar ajuda especializada caso algum sintoma seja identificado. Dessa forma, é possível evitar problemas mais graves e promover uma melhor qualidade de vida para o paciente.

Você ficou com alguma dúvida ou gostaria de narrar alguma experiência sobre o assunto? Então, fique à vontade para usar o espaço abaixo e deixar o seu comentário! Sua opinião é muito importante para a OdontoCompany. Vamos conversar!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.