Ortodontia

Entenda o que é bruxismo e os prejuízos que causa aos dentes!

setembro 26, 2018
Tempo de leitura 3 min

Um problema bastante comum que pode atrapalhar o sono de muita gente, inclusive de crianças, é o intenso ranger dos dentes. Muitos pacientes sofrem com as consequências desse quadro, porém não sabem ao certo o que é bruxismo.

São várias as causas para o surgimento desse hábito, na maioria das vezes inconsciente, de apertar com força os dentes. No entanto, é importante detectar essa condição o quanto antes e começar o tratamento o mais rápido possível para evitar prejuízos à dentição e também à saúde do organismo.

Quer entender melhor o que é bruxismo, suas causas e os danos que pode causar aos dentes? Confira este post!

O que é bruxismo?

Trata-se do hábito involuntário de friccionar excessivamente os dentes, que pode ocorrer durante o dia ou à noite, mas é mais comum na hora do sono. Acomete adultos e crianças.

O rangido entre os dentes pode ser tão forte que chega a incomodar o indivíduo que está dormindo ao lado. Contudo, a própria pessoa que sofre com o problema demora a procurar o dentista e o tratamento adequado. Acaba, muitas vezes, procurando o médico por conta da dor de cabeça desencadeada pelo bruxismo.

Quais são as causas desse problema?

O bruxismo pode ser resultado de vários fatores, como:

  • estresse — a pressão no dia a dia traz ansiedade e pode fazer o indivíduo transferir essa tensão para os músculos da mastigação, o que leva ao ranger dos dentes;
  • problemas de oclusão — arcadas desalinhadas comprometem o encaixe adequado dos dentes, levando ao bruxismo;
  • apneia — pacientes que apresentam apneia do sono também podem sofrer com o problema;
  • dor de ouvido — nesse caso, o ranger acentuado dos dentes é uma resposta para conter a dor de ouvido;
  • efeito colateral de alguns medicamentos antidepressivos.

Quais os prejuízos que esse problema pode causar aos dentes?

O bruxismo é um quadro que pode trazer sérios danos à dentição. Isso porque a fricção exagerada dos dentes provoca o desgaste do esmalte (camada dental mais externa), o que deixa a dentina mais exposta.

Consequentemente, o paciente passa a apresentar erosão dentária, perda óssea e até fratura de grande extensão. Outro dano é a sensibilidade, condição que gera dor durante o consumo de alimentos muito quentes, frios, açucarados ou até mesmo na hora higienização bucal.

A pressão que o bruxismo provoca nos dentes tem também consequências estéticas, pois pode deixar os dentes lascados ou achatados ou mesmo provocar a sua movimentação.

Além de todos esses prejuízos aos dentes, o problema causa também:

  • zumbido no ouvido;
  • dor na articulação temporomandibular (ATM);
  • estalos na mandíbula;
  • cansaço muscular na face;
  • dor de cabeça e no pescoço.

Quais são as formas de tratamento?

Muitos pacientes não perceberem que têm bruxismo. Então, é importante fazer um check-up odontológico a cada 6 meses, quando o dentista fará o exame clínico e será possível detectar esse problema e sua causa, além de outros. Isso é essencial porque há tratamentos ideais para cada causa.

O tratamento mais comum é o uso de uma placa miorrelaxante, que deve ser utilizada durante o sono para proteger os dentes. Em situações de bruxismo decorrentes de problemas de mordida, é indicado o tratamento ortodôntico.

Há casos em que o uso da toxina botulínica também tem bons resultados, visto que a substância promove o relaxamento dos músculos da mastigação.

Para indivíduos que têm bruxismo por conta da rotina estressante, o tratamento odontológico pode ser complementado com a psicoterapia.

Agora você já sabe o que é bruxismo e por que é fundamental visitar o dentista regularmente para detectar qualquer alteração na dentição. Também já entendeu que o problema é grave, pois pode comprometer os dentes, a saúde em geral e, consequentemente, a qualidade de vida.

Quer acompanhar outros posts sobre saúde bucal? Então, curta a página da Odonto Company no Facebook e confira outros conteúdos!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário