Ortodontia

Saiba como é o aparelho para bruxismo e quais as suas vantagens

março 8, 2019
Tempo de leitura 4 min

Você acorda com dores na mandíbula e no rosto? Tem enxaquecas frequentes e sensação de que seus dentes estão moles? Pode ser que o aparelho para bruxismo ajude no seu caso. Não se assuste, não tem nada a ver com magia ou bruxas!

Ligado ao estresse e à ansiedade, o bruxismo é um distúrbio comum e, muitas vezes, não diagnosticado. Quando leve, pode passar despercebido e ser confundido com dores de cabeça e desconfortos; porém, se agressivo, pode causar desgaste severo e fraturas dentais.

Aprenda mais sobre essa disfunção, como saber se o aparelho para bruxismo é necessário e de que maneira ele pode auxiliar no seu dia a dia.

O que é o bruxismo?

É um movimento involuntário de apertar e ranger os dentes, geralmente desencadeado por momentos de estresse.

Existe uma hiperatividade dos músculos mastigatórios que causa desgastes dentários, deterioração da articulação temporomandibular, fraturas e enxaqueca intensa que pode irradiar para toda a face.

Alguns cuidados podem aliviar os sintomas, mas o distúrbio não tem cura. É necessário reprogramar a musculatura utilizada na mastigação aos poucos; para isso, é utilizado o aparelho para bruxismo.

Como o aparelho para bruxismo funciona?

Muito parecido com as placas de clareamento caseiro, o dispositivo pode ser feito e utilizado de diversas maneiras. Um bom diagnóstico e um dentista especializado serão essenciais para determinar o tipo a ser recomendado.

A ideia do aparelho para bruxismo é impossibilitar ou dificultar a movimentação excessiva e impedir o encaixe dos dentes. Dessa maneira, aos poucos, o corpo deixa de insistir na ação.

Se o problema é apenas noturno, a placa pode ser usada só na hora de dormir. Porém, caso perceba que os movimentos involuntários acontecem no meio do dia, em situações estressantes, pode ser proposto o uso diário dela.

Os materiais também variam e cada um tem sua indicação. Uma escolha mal feita pode levar ao agravo da situação e ao estímulo de maiores movimentações involuntárias.

Como saber se ele é necessário?

O diagnóstico precisa ser feito por um dentista. Todavia, dores na face e na cabeça ao levantar, dor na articulação da boca, dificuldade de abrir e fechar a cavidade bucal, sensação de dentes moles, fratura ou desgaste são indicativos de bruxismo.

O material utilizado varia de acordo com o gatilho, o tipo e a intensidade do movimento. Conheça os aparelhos para bruxismo existentes.

Aparelho macio

Geralmente de poliéster, é mais maleável que os demais. Contudo, pode estimular o apertamento dental por ser macio. Seu desgaste é rápido por causa de sua menor resistência, mas seu preço é baixo.

Aparelho semi-rígido

Feito de plástico, sua confecção é muito parecida com a do macio, mas o material é diferente. Ele é mais resistente que o primeiro, pouco menos maleável e confortável também. É eficaz em não permitir a movimentação da arcada dentária.

Aparelho rígido

Esse último é de acrílico e é o mais indicado. Espesso, rígido e resistente, é mais caro que os anteriores e menos confortável. Todavia, é o que tem melhores resultados. Sua superfície lisa força a musculatura a abandonar o hábito parafuncional.

Existem outros cuidados que podem ajudar?

O uso da placa não é negociável. Só ela é capaz de reprogramar a musculatura e reeducar sua função. Por outro lado, o tratamento com o aparelho para bruxismo pode demorar algumas semanas para apresentar resultados; por isso, alguns cuidados ajudam a minimizar as dores e os incômodos.

Faça exercícios de relaxamento facial e aplique gelo. Quando os músculos são forçados demais, eles ficam inchados pela alta produção de ácido lático; por isso, o alongamento ajuda a dispersar essa substância e o gelado diminui o inchaço.

Tente não se incomodar com pequenas coisas. Dormir bem e beber água também são dicas infalíveis para manter a saúde: elas ajudam em tudo!

Gostou de saber mais sobre o aparelho para bruxismo? Se você tem curiosidade sobre saúde bucal, siga-nos no Instagram, inscreva-se em nosso canal no YouTube e curta a nossa página no Facebook!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário