Agende sua avaliação

Clareamento em dentes restaurados: entenda como funciona

Tempo de leitura 8 min

Cigarro, medicamentos e consumo de alguns alimentos e bebidas são os principais vilões do escurecimento dentário, o qual pode ser revertido com técnicas odontológicas. Mas, a dúvida que fica é esta: é possível fazer o clareamento em dentes restaurados? Não precisa ter pânico, pois este texto esclarecerá muitas informações sobre o procedimento e o que fazer ao ter restauração.

Fora isso, entenda o passo a passo para ficar com dentes mais claros, saiba para quem o clareamento é indicado, quais são os cuidados que você deve tomar após a técnica e os desafios antes e depois do clareamento dental. Comece a leitura agora mesmo e tire as dúvidas sobre o assunto!

O que é clareamento dental?

O clareamento dental é um procedimento estético que visa remover manchas e pigmentações dos dentes, proporcionando um sorriso mais branco. Os principais agentes clareadores utilizados são o peróxido de hidrogênio e o peróxido de carbamida. Essas substâncias atuam penetrando nos poros da dentina, quebrando as partículas responsáveis por tonalidades amareladas. 

Existem dois métodos predominantes de clareamento dental: o realizado em consultório, muitas vezes envolvendo a aplicação de gel clareador ativado por laser, e o clareamento caseiro, onde o paciente aplica um gel de menor concentração usando moldeiras personalizadas.

O que fazer antes do clareamento?

Antes de iniciar qualquer procedimento de clareamento, é crucial uma consulta com o dentista. Essa etapa é ainda mais vital quando se trata de dentes restaurados. O profissional realizará uma avaliação abrangente da saúde bucal, verificando a presença de restaurações, cáries ou problemas gengivais.

Entre os principais cuidados pré-clareamento, podemos destacar:

  • identificar possíveis complicações antes do procedimento;
  • realizar tratamentos necessários, como a troca de restaurações antigas;
  • remover tártaro e placa bacteriana para otimizar a eficácia do clareamento;
  • avaliar a condição das restaurações existentes;
  • em alguns casos, pode ser necessário substituir restaurações para garantir harmonia na coloração.

É possível clarear dentes restaurados?

Apenas a dentição natural consegue ser clareada, como explica o especialista em estética avançada, clareamento e lentes de contato da OdontoCompany Poços de Caldas, Dr. Alan F. Barbosa: “tudo que tiver de restauração terá que ser trocado futuramente”, afirma.

Em resumo, para não prejudicar a estética bucal, pessoas com dentes restaurados conseguem fazer o clareamento desde que as restaurações sejam trocadas para manter a tonalidade da dentição e a harmonia do sorriso.

Como funciona o clareamento de dentes restaurados?

A primeira etapa é a aplicação do gel clareador, feito à base de substâncias como o peróxido de hidrogênio ou o peróxido de carbamida. Em contato com a superfície do dente, essa concentração libera oxigênio, o qual interfere no pigmento amarelado ou acinzentado da dentição. Concluído o procedimento inicial, o resultado são dentes com mais reflexão de luz, o que os torna mais claros.

Depois disso, ocorre uma avaliação clínica e as restaurações, principalmente nos dentes da frente, sofrem alternância de cor, uma vez que a dentição natural é clareada e a parte restaurada mantém o pigmento. “Depois de o clareamento ser finalizado, é preciso trocar as restaurações para manter a estética”, diz o Dr. Alan.

Cuidado após clareamento

Depois do clareamento, é preciso ter alguns cuidados, principalmente se o paciente tiver hipersensibilidade, pois o procedimento deixa a dentição mais sensível. A principal recomendação do Dr. Alan é diminuir a ingestão de alimentos ácidos, como vinagre, limão, laranja e abacaxi, uma vez que a acidez aumenta a sensibilização dental.

Ainda que essa restrição não altere o resultado do clareamento, é importante frisar que a sensibilidade aumenta bastante e o paciente não conseguirá fazer bom uso do produto para clareamento, não atingindo o resultado esperado, esclarece o profissional. Para facilitar o entendimento, elencamos abaixo algumas precauções cruciais para o bom aproveitamento do seu clareamento.

Mantenha uma higiene bucal regularmente

Mantenha uma rotina de higiene bucal consistente, incluindo escovação, uso de fio dental e enxaguante bucal. Isso ajuda a prevenir manchas e preservar o branco alcançado.

Evite alimentos pigmentados

Alimentos como café, vinho, refrigerantes, entre outros, podem manchar os dentes. Reduza o consumo desses itens, e se consumir, escove os dentes imediatamente após.

Aproveite para deixar de lado o tabagismo

O cigarro não apenas prejudica a saúde geral, mas também contribui para o escurecimento dos dentes. Parar de fumar é uma decisão benéfica para a estética bucal e a saúde.

Visite o dentista regularmente

Consultas regulares ao dentista são essenciais para monitorar a saúde bucal, garantindo que os resultados do clareamento se mantenham. O profissional pode oferecer orientações específicas e realizar procedimentos preventivos.

Quando esse tipo de procedimento é recomendado?

O clareamento em dentes restaurados é indicado, principalmente, quando as restaurações estão mais visíveis — a exemplo de procedimento nos incisivos centrais, parte da dentição localizada na frente da boca cuja finalidade principal é cortar os alimentos.

“Antes do clareamento, não fica tão visível. Depois, a restauração vai se destacar. É preciso dar um prazo de 21 dias para trocar as restaurações”, resume o especialista em estética avançada. Ele ainda informa que o clareamento deixa o dente poroso, mas, no prazo de três semanas, o creme dental com flúor restabelece a estrutura normal da dentição, que não fica mais fraca nem clareia mais.

Quais são os resultados esperados no pós-clareamento?

Os resultados do clareamento variam de pessoa para pessoa, dependendo de diversos fatores, como a saúde inicial dos dentes, tipo de clareamento realizado e a manutenção pós-tratamento.

Em dentes restaurados, sabemos que as restaurações não mudarão de cor com o clareamento. Portanto, a harmonização entre dentes naturais e restaurações é fundamental.

Os pacientes podem observar um sorriso mais branco e radiante, mas é essencial ter expectativas realistas. O clareamento visa recuperar a cor natural dos dentes, e a obtenção de dentes extremamente brancos pode requerer abordagens adicionais, como lentes de contato dentais.

Existem outras alternativas?

As técnicas de clareamento dos dentes naturais se diferenciam entre si desde a forma de aplicação até a concentração das substâncias clareadoras, mas nenhum método consegue mudar a coloração das restaurações em resina.

Por sua vez, o método de clareamento escolhido depende da situação clínica do paciente, cujas causas do escurecimento dos dentes são diversas e podem estar associadas a alguma disfunção na boca, como a gengiva retraída.

Além disso, existe o clareamento de dentes tratados canais, pois o procedimento pode deixar a dentição mais acinzentada com o tempo. Apesar de a técnica tradicional não clarear esse dente, existe um processo interno, mas o Dr. Alan o indica.

“Em pacientes que têm o dente tratado canal, eu aconselho fazer o clareamento normal, seja laser, seja caseiro ou dual (associação dos dois). Feito isso, aconselho a fazer uma coroa de porcelana no dente do canal para manter a estética e harmonia do sorriso”, sugere.

Como saber qual é o procedimento ideal para o meu dente restaurado?

O clareamento dental pode ocorrer em casa ou no consultório com o uso do laser, com concentrações diferentes do gel clareador. Porém, antes de ter ganho estético, o paciente deve passar por avaliação clínica e saber o que é mais indicado para melhorar a sua saúde bucal.

O dentista com especialização em estética avançada e clareamento é o profissional indicado para recomendar o tratamento, que traz benefícios não apenas para a harmonia do sorriso, mas também para a autoestima da pessoa.

Como um profissional especializado pode ajudar a encontrar a melhor solução?

A questão estética está em relevância na sociedade tanto para a autoestima quanto para conseguir destaque no mercado de trabalho. Se quiser deixar o sorriso harmônico, é preciso encontrar um profissional gabaritado, que avalie o caso e indique os tratamentos mais adequados.

“Temos que dar uma perspectiva de como seria o clareamento, pois cada dente tem um tom. Sabemos que vai clarear, mas a quantidade depende de alguns fatores, como a alimentação controlada do paciente e o uso correto do produto para clareamento caseiro”, detalha o Dr. Alan.

Além disso, ele destaca que é necessário avaliar o impacto das restaurações para deixar os pacientes a par da situação. “Assim, o tratamento é feito de uma forma correta, criando um vínculo de confiança entre o paciente e o profissional”, conclui. Conhecendo o passo a passo do tratamento, a pessoa segue a recomendação do dentista e obtém um resultado satisfatório.

A Importância da orientação profissional

Cada paciente é único, e as necessidades dentárias variam. É aqui que a importância de contar com uma ajuda especializada se destaca. O dentista, com sua expertise, pode orientar sobre o melhor tipo de clareamento, considerando as condições específicas do paciente, incluindo dentes restaurados.

Além disso, ao optar por procedimentos estéticos, como o clareamento ou outros, como restaurações, próteses ou implantes, a consulta profissional é crucial. A individualidade do caso demanda uma abordagem personalizada para garantir resultados mais satisfatórios e duradouros.

Neste conteúdo, você descobriu como os dentes restaurados são clareados. Primeiro, ocorre o clareamento da dentição natural e, depois, o paciente deve renovar a restauração. Procure um dentista para saber qual o tratamento mais indicado para reverter o escurecimento do seu sorriso. Com os cuidados antes e depois do clareamento dental, você voltará a sorrir sem medo.

Agora que você sabe como se dá o clareamento em dentes restaurados, entre em contato com a OdontoCompany e agende já a sua avaliação com os melhores dentistas e a maior rede odontológica do país!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.