Agende sua avaliação
apinhamento dos dentes

Apinhamento dos dentes: o que causa e como tratar?

Tempo de leitura 6 min

Hoje, a maior parte da população se preocupa com a saúde bucal e investe em tratamentos para melhorar as funções e a estética do sorriso. Mas muita gente não sabe, por exemplo, o que causa o apinhamento dos dentes, um sério problema ortodôntico que impacta o crescimento e o desenvolvimento da arcada dentária.

Pensando nisso, criamos este conteúdo, para mostrar quais são as características da disfunção, apresentar as principais causas do problema e apontar os riscos associados a recusar o tratamento de apinhamento dos dentes.

Ao final, você vai saber o que o paciente pode fazer no consultório odontológico para corrigir os desvios na dentição. Boa leitura!

O que é o apinhamento dos dentes?

Respondendo à questão, o apinhamento ou encavalamento é uma condição bucal caracterizada, principalmente, pela falta de espaço na arcada para a acomodação dos dentes, quando eles são maiores que a estrutura de sustentação dentária na cavidade, por exemplo. Como consequência, a disfunção leva a giros e deslocamentos na dentição.

Quais são as possíveis causas de apinhamento dental?

Agora que você já sabe o que caracteriza o apinhamento dental, a dúvida que fica é sobre as possíveis causas do problema, certo? Listamos as principais!

Fator hereditário

São várias as causas que podem justificar o apinhamento dentário, mas o principal fator associado a essa disfunção oral é a genética. Dessa forma, é possível notar a hereditariedade nesse tipo de diagnóstico quando ocorre o problema ortodôntico em vários membros da mesma família.

Falta de espaço na arcada

Por outro lado, o apinhamento dental é muito comum em pacientes que relatam falta de espaço na arcada dentária, uma vez que os dentes grandes não conseguem se desenvolver no maxilar e na mandíbula, movimentando-se em direção à dentição mais próxima.

Trauma dentário

Já o traumatismo na cavidade oral é muito frequente em crianças e adolescentes, podendo levar a problemas sérios, como a fratura no esmalte dentário e a perda definitiva do dente.

Igualmente, esse tipo de acidente pode provocar o apinhamento da dentição, em muitos casos, devido à força exercida sobre as arcadas superior e inferior do paciente.

Quais são os riscos de não tratar o apinhamento dos dentes?

Se você sofre com o encavalamento dos dentes, o ideal é procurar a ajuda de um dentista quanto antes, para que o profissional avalie o caso e indique um tratamento personalizado.

No entanto, quando o paciente negligencia a consulta odontológica, problemas sérios podem se desencadear a partir dessa disfunção. Saiba quais são os principais riscos!

Prejuízo à higienização

A lista de riscos associados ao fenômeno do apinhamento dentário não poderia começar de outra forma, visto que a doença prejudica a higiene bucal. O motivo é que os dentes não têm o devido espaço para se desenvolver na arcada e, assim, giram em direção à dentição mais próxima. Com o maior desvio ortodôntico, a escovação bucal fica cada vez mais difícil e menos eficiente.

Tendência a doenças bucais

É fato que pessoas com encavalamento dental têm dificuldade para realizar a higienização diária da boca. Por conta disso, essa condição se reflete na multiplicação de micro-organismos nocivos na cavidade, levando a problemas como cárie, gengivite (inflamação na gengiva) e periodontite (gengivite mais grave).

Dificuldades na mordida

O apinhamento é uma disfunção que acaba empurrando e empilhando os dentes, o que modifica bastante a acomodação da dentição nas arcadas superior e inferior.

Em decorrência desse problema, pode haver o desencaixe entre o maxilar e a mandíbula, levando o paciente a sofrer com problemas na mordida: aberta, cruzada, retrognatismo etc.

Quais tratamentos são indicados para apinhamento dentário?

Atualmente, existem vários tratamentos para corrigir o crescimento e o desenvolvimento dos dentes. Abaixo, reunimos as técnicas mais usadas para movimentar a dentição disfuncional e solucionar o apinhamento dentário!

Aparelho fixo

Constituído por dispositivos metálicos que exercem pressão sobre a arcada dentária, o aparelho ortodôntico fixo é recomendado para pacientes que precisam corrigir desvios na cavidade oral, como o encavalamento dentário e a má oclusão (ação de abrir e fechar a boca), melhorando não apenas as funções da boca, como também a estética do sorriso.

Aparelho lingual

O aparelho lingual, muito similar à técnica com dispositivo fixo, é ideal para quem precisa corrigir desvios na dentição, a exemplo do apinhamento, mas não quer ficar com um sorriso metálico.

Nessa técnica, colocam-se peças na parte interna da dentição, em contato com a língua, ajudando a movimentar os dentes disfuncionais.

Aparelho móvel

O aparelho móvel, por sua vez, é um dispositivo que fica encaixado no palato (céu da boca), sendo removido pelo paciente, por exemplo, ao ingerir comidas e praticar atividade física.

O tratamento é ideal para direcionar, estimular ou inibir o desenvolvimento da dentição em relação à arcada, corrigindo o apinhamento e outros problemas de raiz ortodôntica.

Extração dentária

A extração de um ou mais dentes pode ser um tratamento adequado para quem apresenta um grau avançado de apinhamento, em especial, quando existe uma diferença considerável entre a base óssea e o espaço ocupado pela dentição.

Nesse caso, o dente apinhado não será alinhado por um aparelho ortodôntico, logo, é aconselhado ao paciente remover o elemento dentário disfuncional para não comprometer a arcada e o tecido gengival.

Desgaste dos dentes

Desgastar o dente apinhado — técnica chamada pelos especialistas de desgaste interproximal de esmalte — é um tratamento ortodôntico indicado para alguns casos de apinhamento, quando o paciente precisa ganhar espaço na arcada dentária.

Dessa maneira, o dentista remove uma parte do tecido mineralizado (esmalte) da dentição para corrigir giros, inclinações e desvios em decorrência do agravamento do apinhamento dentário. Como consequência, amplia-se o espaço na arcada, podendo os dentes se desenvolverem funcionalmente na área.

Aqui, entendemos quais são as causas do apinhamento dos dentes, uma disfunção que afeta o desenvolvimento da dentição e pode levar a sérios problemas orais. Por isso, é necessário consultar um cirurgião-dentista, profissional que deve avaliar o quadro e indicar um tratamento adequado para o mal-estar.

O texto foi útil para você? Se sim, continue aprendendo sobre doenças bucais e tratamentos para ficar com um sorriso bonito e saudável. Agora, curta a nossa página no Facebook e veja sempre materiais interessantes sobre o tema!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

4 Comentários

  1. Olá doutor eu fiz um raio x deu no exame giroversão dentário, desgaste incisal , numeralização nódulo pulpar existe tratamentos? Quais os profissionais devo procurar? obrigada.😉

    1. Olá Luciana, como vai?
      Sobre o giroversão dentário: A giroversão dentária pode ser tratada, principalmente, com a instalação de cunha de rotação no aparelho ortodôntico. Procure um dentista.
      Desgaste incisal: O tratamento desses casos exige abordagem complexa e, na maior parte das vezes, planejamento transdisciplinar. A integração da Dentística com a Ortodontia tem proporcionado resultados muito favoráveis e compatíveis com a grande expectativa estética da sociedade atual. Procurar dentista especializado em ortodontia (aparelhos ortodônticos).
      Numeralização nódulo pulpar: Procure por um Endodontista.
      Procure uma de nossas unidades da OdontoCompany mais próxima de você para avaliarmos a situação e tirarmos todas as suas dúvidas pelo link https://odontocompany.com/

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.