Agende sua avaliação

Mini implante dentário: entenda o que é e quando ele é recomendado

Tempo de leitura 9 min

Vários tratamentos ortodônticos estão usando o mini implante dentário para obter um resultado incrível, principalmente quando recomendadas por especialistas no assunto e que acompanham todo o tratamento.

Mas você sabe o que é essa técnica inovadora? Entenda, neste conteúdo, como funciona o tratamento que é ideal para fechar espaços na arcada, melhorar disfunções na mordida e alinhar o movimento entre os dentes.

Descubra também para quais casos o método — que usa pequenos parafusos para melhorar a aparência e a função dentais — é indicado e por que ele se diferencia dos tipos de implantação convencional. Comece a leitura agora mesmo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

O que é um mini implante dentário?

Antes de conhecer os detalhes sobre o procedimento, é importante saber que o mini implante dentário é feito em metal chamado titânio, que serve para melhorar o crescimento e o desenvolvimento dental do paciente.

A implantação serve direta ou indiretamente para apoiar o aparelho ortodôntico e impulsionar o movimento dos dentes. Em outras palavras, o mini implante dentário serve para a ancoragem e correção das imperfeições encontradas nos dentes.

No entanto, sua colocação exige uma prévia e sucinta avaliação do especialista, que explicará todos os procedimentos e cuidados para que o paciente se sinta seguro e confiante nesse método.

Como funciona a cirurgia do mini implante?

Antes de qualquer coisa, o dentista investiga a disfunção oral do paciente por meio de uma série de exames. Depois, chega a hora de fabricar a peça em metal. O mini implante é constituído de pequenos parafusos de aço cirúrgico ou titânio. O tamanho do elemento é de 4 a 13 milímetros de comprimento por 1 a 2 milímetros de diâmetro.

A confecção do mini implante dependerá do problema ortodôntico do paciente. Concluída a etapa do mapeamento clínico e da confecção personalizada da peça, a cirurgia dura até 20 minutos.

Se você está se perguntando sobre o local da implantação, a resposta é simples: o implante se posiciona na região da gengiva, sendo apoiado no osso maxilar. Diferentemente do que se imagina, a técnica leva anestesia local para que o paciente não sinta nenhum incômodo durante a cirurgia.

Para quem o tratamento é indicado?

Ainda resta uma dúvida: para quem o processo é indicado? Para responder à questão, é importante saber que nem todos os problemas no crescimento e na disposição dos dentes são resolvidos com o mini implante.

Para descobrir se esse é o seu caso, nada melhor que agendar uma consulta com o dentista e verificar se ele indica o tratamento com as mini peças metálicas. Se não indicar esse método, avaliará outras opções para sua situação.

Caso o especialista recomende a técnica, entenda que ela é bastante satisfatória, pois, ao invés de desgastar um dente remanescente, usa pequenos parafusos que apoiam o aparelho ortodôntico e dão nova aparência e funcionalidade ao sorriso.

São quatro as principais melhorias associadas ao tratamento com o mini implante:

  • fechar espaços entre as raízes diminuindo as chances de gerar outras complicações ortodônticos;
  • melhorar disfunções na mordida, principalmente daqueles pacientes que se queixam desse sintoma e sofrem por não conseguir fazê-lo sem incômodo ou dor;
  • corrigir aspectos de intrusão e extrusão dos dentes molares, garantindo inclusive uma harmonização facial;
  • agir em casos de distalização e mesialização (ambos problemas de movimento dental).

Por que o mini implante é diferente do convencional?

Os implantes se tornaram um importante método da odontologia hoje em dia. Mas há aspectos que diferenciam o mini implante da técnica convencional. O principal diferencial dos pequenos parafusos está no objetivo do tratamento.

As micropeças não servem para substituir dentes perdidos, como no caso tradicional, mas para sustentar o aparelho ortodôntico em situações específicas. Pelo mesmo motivo, a nova técnica impacta uma região menor na boca se comparada ao implante dentário.

Outra diferença está no pequeno diâmetro dos parafusos, que podem se romper na hora do implante ou em caso de remoção com excesso de pressão. Apesar da resistência do material metálico ao risco de quebra, o profissional deve ser cauteloso quando mexer no mini implante.

Em comparação com o método tradicional, muitas pessoas se perguntam sobre o valor do mini implante. Na maioria dos casos, o aumento do preço do método se deve à colocação do parafuso no osso maxilar, uma vez que a implantação é delicada e depende de um planejamento certeiro.

Então, nesses casos, o que vale é a experiência do profissional em colocar o mini implante dentário. Como existem poucos no mercado, o agendamento é mais demorado, e o valor da consulta e do procedimento podem ser altos.

Powered by Rock Convert

Quais são os benefícios do mini implante dentário?

Não é por menos que a técnica é uma das tendências da ciência odontológica, uma vez que consegue harmonizar o sorriso sem recorrer a um procedimento invasivo. A implantação dos mini parafusos tem uma rápida recuperação, e a colocação da peça é indolor. O paciente consegue voltar à rotina poucos dias após a cirurgia.

Pela dimensão da peça, o mini implante é funcional e pode ser colocado em diversas regiões da boca, desde a mandíbula até o maxilar, o que amplia a taxa de correção dos problemas com alinhamento dental.

Nesse sentido, o mini implante é viável em muitos casos para o paciente obter um sorriso harmônico. Apesar de pequenos, os parafusos têm um desenho especial para tratar o problema da pessoa. A técnica é mais eficaz e rápida do que a convencional por servir de âncora ao aparelho dentário.

Quais são os cuidados após o mini implante dentário?

Para o pós-operatório, os especialistas indicam os cuidados necessários. Alguns são rotineiros para manter a saúde bucal, enquanto outros são específicos devido ao procedimento, mas todos são fáceis para colocar em prática. Confira!

Manter a higiene bucal diariamente

Pode parecer repetitivo, mas a higiene bucal é um dos fatores do sucesso de qualquer tratamento dentário, além de ser prioridade no cuidado com os dentes. Por isso, a higienização deve ser feita após cada refeição, mesmo nos pequenos lanches. Mas se não for possível, pelo menos após café, almoço e principalmente à noite.

A escovação eficiente, no tempo adequado, limpando toda a arcada dentária, é fundamental para a ótima manutenção dos dentes. O creme dental usado deve ser de acordo com as especificidades do paciente, assim com a escova escolhida.

Usar fio dental para eliminar restos de comida

Após o implante dentário, alguns pacientes acreditam que não se pode usar fio dental. No entanto, esse acessório é mais que recomendado para ajudar a retirar restos de comida.

O ideal é passá-lo entre as duas faces dos dentes, entrando pela gengiva, e executar essa ação em toda a arcada, principalmente nos últimos dentes (os que mais acumulam restos de comida, além dos caninos, e gerar cáries ocultas).

Ter atenção redobrar para não pressionar o local implantado

Por mais que o mini implante seja uma cirurgia simples, com anestesia local e condições para voltar a rotina em poucos dias, o pós-operatório depende do bom senso para não realizar movimentos não indicados para a situação.

Nesse sentido, é importante não pressionar o local implantado e nem cutucar o dente com objetos pontiagudos, pois eles podem gerar um processo inflamatório, causando dor e outras complicações.

Qualquer movimento brusco pode danificar o metal que foi inserido de forma cuidadosa pelo especialista. Essa peça foi inserida de forma a não interferir no funcionamento dos dentes adjacentes. Por isso, vale a pena prezar pelo cuidado!

Procurar o especialista em caso de complicação

Dores, vermelhidão no local e até mesmo sangramento não são bons sinais. Nesses casos, é fundamental buscar imediatamente uma ajuda odontológica para sanar o problema e evitar danos maiores.

O acompanhamento periódico desse procedimento deve ser preconizado pelo especialista, principalmente se for apenas uma das etapas do tratamento dentário, exigindo mais comprometimento e adesão dos pacientes.

Sempre que tiver dúvidas, não hesite em procurar o profissional que realizou seu tratamento. Juntos, ambas as partes podem entender o problema e discutir as melhores soluções.

Por que fazer tratamento com clínica especializada?

É importante procurar uma clínica especializada para realizar o diagnóstico adequado e conhecer as possibilidades de tratamento.

Como vimos, o mini implante é versátil para corrigir muitos problemas dentários, já que pode ser colocado em diversas regiões da boca. Contudo, são poucos os profissionais que dominam a técnica precisamente. Com um consultório gabaritado, você tem todas as chances de sucesso no procedimento — do diagnóstico até o planejamento da peça para o rosto e a boca — e, assim, consegue conquistar o sorriso perfeito.

Vimos que o mini implante não substitui dentes perdidos, mas auxilia o tratamento ortodôntico com rapidez e segurança. Você também viu para quais situações a técnica é indicada e por que ela deve ser uma opção viável para corrigir disfunções orais com uma equipe especializada.

O mini implante dentário é um procedimento complexo, que exige atuação de um especialista com experiência no assunto, mas que possui diversas indicações que vão desde a facilitação da mordida, abertura de espaços entre os dentes e a harmonização facial. No pós-operatório, é preciso muito cuidado para prezar pelo trabalho feito pelo profissional da saúde bucal.

Agora que você saber como funciona e conhecer os benefícios do mini implante dentário, assine nossa newsletter e marque a sua próxima consulta com o dentista!

Powered by Rock Convert
será que eu preciso de aparelhoPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

7 Comentários

  1. Boa tarde. Gostei muito de sobre isso , porque esse é um dos meus maiores sonhos, mas muitas pessoas quando mé vêem comentando, falam que é muito caro. É o que eu gostaria muito de fazer na minha boca.

    1. Olá, Selma. Tudo bem? Hoje esse procedimento é muito mais acessível! Vale a pena!

  2. Quanto custa um mini implante

    1. Oi, Kênia. Tudo bem? O valor pode variar de pessoa para pessoa. Você pode agendar uma avaliação para entendermos o seu caso melhor: https://odontocompany.com/

  3. Onde fica a clínica , que cidade ?

    1. Tania, como vai? A OdontoCompany está presente em todo o Brasil 😀 você pode agendar uma avaliação na unidade mais próxima de você pelo link: https://odontocompany.com/

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.