Agende sua avaliação
carvão para clarear os dentes

Carvão para clarear os dentes: conheça 3 perigos dessa solução

Tempo de leitura 3 min

Ter um sorriso branco e brilhante está entre os principais desejos das pessoas que procuram tratamentos odontológicos. A fim de atingir esse objetivo, tem-se utilizado soluções caseiras ou produtos não convencionais disponibilizados no mercado, como o carvão para clarear os dentes.

Embora seja bastante tentadora a possibilidade de fazer um clareamento dentário apenas com esse cosmético, não há comprovação científica de que ele cumpre esse papel. Pelo contrário, efeitos colaterais bastante ruins para saúde bucal podem ser causados.

Neste post, você vai saber quais são os perigos de utilizar o carvão para clarear os dentes, e também vai descobrir bons motivos para realizar um clareamento com um dentista. Confira!

1. Desgaste do esmalte dentário

Ao contrário do que ocorre com outras partes do corpo, como a pele e o cabelo, os dentes não se recuperam ou crescem novamente quando desgastados.

Ao utilizar o carvão, é feita uma limpeza profunda que promove um atrito severo da superfície dentária. Então, é como se uma lixa estivesse sendo utilizada para deixar o sorriso mais branco.

Na realidade, ocorre a corrosão da camada externa do dente, já que o carvão é um ingrediente bastante abrasivo.

2. Exposição da raiz do dente

Geralmente, os cremes que contêm carvão ainda apresentam outros componentes, como argila e óleo. Essas substâncias deixam o produto ainda mais abrasivo. Como resultado disso, há não só remoção da camada externa e desgaste do esmalte, mas também prejuízos à gengiva, o que pode resultar na exposição das raízes dentárias.

Uma das consequências da exposição das raízes, é o aumento da sensibilidade dentária. Com a dentina exposta, sente-se dor no contato com líquidos quentes, frios ou açucarados.

Além disso, o paciente corre o risco de desenvolver lesões cervicais não cariosas.

3. Saúde bucal comprometida

Normalmente, o carvão é aplicado nos dentes por meio da escovação. Assim, o desgaste na superfície dentária cria um problema em toda a boca.

Com isso, a dentição fica mais suscetível a reduzir sua vitalidade e desenvolver outros problemas de saúde bucal.

Porque fazer clareamento dental com dentista?

O clareamento dental deve ser feito por alguém que realmente entende como a estrutura dos dentes será afetada com a aplicação de determinadas substâncias. Portanto, somente um dentista capacitado conseguirá é oferecer produtos de qualidade, que alteram a coloração dentária, sem provocar efeitos colaterais danosos.

Além disso, o dentista pode realizar o procedimento em seu consultório, utilizando a dose correta do clareador e fazendo um planejamento seguro.

É possível também, optar pelo clareamento feito em casa, mas com a orientação e acompanhamento de um profissional. Nesse caso, o dentista fornece um produto confiável, e os resultados são excelentes.

Como você pode perceber, é fundamental buscar uma clínica que tenha experiência em realizar o clareamento para deixar o seu sorriso mais brilhante.

Por isso, pesquise sempre sobre o histórico do especialista, antes de realizar qualquer procedimento dentário.

Gostou dessas informações? Compartilhe este texto com seus amigos nas suas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.