Agende sua avaliação

5 problemas de gengiva mais comuns e quais os seus sinais

Tempo de leitura 5 min

Para ter um sorriso bonito, é necessário cuidar da saúde bucal. Alguns problemas na gengiva podem afetar a sua qualidade de vida, a estética dos seus dentes, o sono, a comunicação, a fala, o processo mastigatório e a autoestima. Assim, é preciso ter atenção, cuidado e visitar de forma regular o profissional odontológico.

Nesse sentido, é importante ressaltar que as infecções gengivais podem acometer pessoas de qualquer idade e, normalmente, estão associadas à falta de higienização. A maior parte do problema começa diretamente na área acometida, mas outros locais podem ser afetados. Logo, é preciso uma atenção sistêmica, ou seja, de todo o organismo. 

Continue a leitura e conheça os 5 problemas mais comuns na gengiva! 

Quais as doenças na gengiva mais comuns? 

As doenças periodontais consistem em uma infecção dos tecidos que sustentam e protegem os dentes, isto é, a gengiva. Ela é capaz de revestir o osso e de manter as estruturas dentárias em seu lugar. As doenças podem surgir por falta de cuidados, especialmente os relacionados à higienização. Confira a seguir quais são elas! 

1. Gengivite 

A gengivite é um dos problemas mais recorrentes e é a fase inicial da infecção periodontal. Os pacientes apresentam sangramento na região ao mastigar algum alimento ou durante o processo de escovação, e a região gengival fica avermelhada. 

A gengivite pode aparecer por diversos fatores, como estresse, uso excessivo de cigarro e álcool, infecções, medicações e problemas hormonais. Alguns pacientes não sentem nenhum desconforto durante essa fase, assim, acabam negligenciando o problema. 

2. Periodontite 

Ao não tratar corretamente a gengivite, ela pode progredir para a periodontite. Essa doença é mais séria e tem diversas consequências para a vida do indivíduo. Sendo assim, saiba que a periodontite é uma infecção bacteriana dos ossos, ligamentos e dos tecidos relacionados com a sustentação dos dentes. 

3. Endocardite bacteriana 

A doença endocardite bacteriana é infecciosa e afeta um importante revestimento interno do coração, o endocárdio. O problema deve ser tratado com precisão e por um profissional especializado, para que não exista maiores contratempos. 

Mesmo que a doença acometa o coração, ela faz parte das enfermidades da gengiva, já que ela acontece quando a gengivite e a periodontite não são tratadas corretamente. Assim, as bactérias atingem o coração. 

4. Periodontite avançada 

A periodontite avançada é uma das doenças gengivais mais graves. Nela, os tecidos fibrosos e os ossos que suportam os dentes estão destruídos. Assim, o dente fica mole e pode ser necessária a sua extração, devido à perda dos tecidos de sustentação. No entanto, essa ação só ocorre se o tratamento não alcançar bons resultados. 

5. Retração gengiva 

A retração gengival é uma alteração ocasionada por uma redução da porção de gengiva que recobre a base dos dentes. O problema ocasiona uma aparência desagradável, uma vez que a raiz fica mais exposta. 

É importante ressaltar que esse problema pode acometer um ou vários dentes, que a perda de gengiva pode acontecer de forma lenta e que pode existir perda óssea. Desse modo, é fundamental buscar o especialista para iniciar o tratamento mais adequado. 

Quais os sinais que merecem atenção ?

É primordial ficar atento a alguns sinais que podem aparecer. Ao percebê-los, é necessário ir até uma clínica odontológica para fazer uma avaliação de sua saúde bucal. Veja a seguir quais são eles! 

Mau hálito persistente 

É preciso atenção ao apresentar mau hálito com frequência. Isso pode indicar problemas sistêmicos ou bucais. Contudo, a halitose pode indicar um problema na gengiva, visto que as diversas bactérias causadoras de problemas gengivais são capazes de liberar um odor desagradável. 

Amolecimento dos dentes 

Um dos sinais mais importantes de problemas na gengiva é a presença de dentes amolecidos. Essa situação é provocada pelo afastamento da gengiva dos dentes, devido ao crescimento da placa bacteriana da região. Ao apresentar esse sintoma, é primordial ir até uma clínica odontológica para que o dente não seja perdido. 

Placas bacterianas

A visita regular ao dentista é primordial para evitar o surgimento de placas bacterianas na região dos dentes. Elas podem afetar a gengiva, e problemas mais sérios podem aparecer. Dessa forma, ao perceber que a sua boca já apresenta diversas placas, é preciso ir ao consultório odontológico para fazer uma limpeza e retirá-las. 

Pequenas feridas 

As feridas, geralmente, surgem em mucosas. Elas podem ser provocadas pela ação de bactérias. O surgimento de ulcerações pode ser ocasionado por problemas gastrointestinais. Um profissional será capaz de perceber o problema e, assim, indicar o tratamento mais adequado. 

Quais os cuidados para prevenir os problemas de gengiva ?

Com algumas práticas durante o dia a dia, é possível evitar os problemas nas gengivas. Alguns cuidados são essenciais para manter a boca saudável e os dentes bonitos. Confira a seguir quais são eles! 

Utilize corretamente o fio dental

O uso do fio dental de maneira regular é essencial. Ele evita o surgimento de uma série de doenças bucais, como cáries e infecções gengivais. O fio dental consegue retirar toda a sujeira entre os dentes, em locais que a escova não consegue limpar adequadamente.

Escove os dentes após as refeições 

Uma maneira eficiente de evitar maiores problemas bucais é por meio de uma boa escovação depois das refeições. É recomendado que ela seja feita em torno de dois minutos e seja utilizada uma escova com cerdas macias para não machucar.  

Faça limpeza rotineiras 

Mesmo que você busque escovar os dentes corretamente em sua casa, não deixe de ir ao dentista para fazer uma boa limpeza. O profissional utilizará os produtos adequados e removerá todas as placas bacterianas presentes na boca. Além do mais, analisará a situação de seus dentes e gengivas. 

Como vimos, existem diversos problemas na gengiva. Mas, com algumas ações, é possível evitar maiores contratempos. Por isso, não deixe de contar com o auxílio de um profissional capacitado e preparado para atender suas necessidades. Ao visitar regularmente o dentista, ele conseguirá encontrar o problema na fase inicial, o tratamento ocorrerá de forma rápida e o resultado será ainda mais satisfatório. 

Gostou do nosso post? Então, aproveite para compartilhar o conteúdo em suas redes sociais para que seus amigos fiquem por dentro do assunto!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.