Agende sua avaliação

Bichectomia: o que é e quais as suas vantagens?

Tempo de leitura 8 min

Nos últimos anos, a bichectomia entrou para o hall de cirurgias queridinhas entre os brasileiros. Isso porque, muitas pessoas famosas como Kim Kardashian e Kylie Jenner aderiram à cirurgia para conquistar um rosto mais fino. Mas o que muita gente se pergunta é quem faz bichectomia.

Você se incomoda com o tamanho das suas bochechas e gostaria de ter o rosto mais magro e acentuar as maçãs? Então, esse procedimento pode ser indicado para você. No post a seguir, explicaremos melhor o que é a bichectomia, para quem é indicada e quais os cuidados necessários no pós-operatório.

Um spoiler: a cirurgia é bem mais simples do que você imagina! E um cirurgião dentista pode fazê-la!

Acompanhe o texto e descubra mais sobre esse procedimento estético!

O que é bichectomia?

A bichectomia, ou lipoplastia facial, é um procedimento cirúrgico realizado pelo cirurgião dentista e que tem como objetivo reduzir as bochechas, deixando o rosto mais fino e alongado.

Nesse procedimento, acontece a retirada total ou parcial das bolas de Bichat, estruturas gordurosas, também chamadas de corpos adiposos bucais, que ficam localizados entre o maxilar e a mandíbula e conferem o formato arredondado ao rosto.

Apesar de serem formadas por tecido adiposo, as bolas de Bichat não respondem ao emagrecimento, ou seja, elas continuam presentes mesmo que ocorra a perda de peso. Por questões genéticas, muitas vezes, essa estrutura é maior do que o desejado, causando incômodos estéticos ao paciente, por isso, é possível fazer a remoção.

Para que serve a bichectomia?

A bichectomia, conhecida como lipoplastia facial, é um procedimento cirúrgico realizado por cirurgiões dentistas, cujo propósito principal é promover a estética para harmonização orofacial.

Seu objetivo central é conferir ao rosto uma aparência mais magra, fina e alongada. Além dessa finalidade estética, a bichectomia também é indicada para pacientes que, devido a bochechas naturalmente grandes, enfrentam traumas e dores na mucosa bucal, resultantes de mordidas constantes.

Dessa forma, além do aspecto puramente estético, esse procedimento pode oferecer benefícios funcionais, aliviando desconfortos associados ao volume excessivo das bolas de Bichat.

Para quem a bichectomia é indicada?

Antes de mais nada, é preciso que o paciente passe por uma avaliação profissional para entender se está elegível para o procedimento e quais são as suas expectativas. Também é importante a realização de exames pré-cirúrgicos.

A cirurgia é indicada para pessoas que apresentam o formato do rosto muito arredondado, volume pouco definido, bochechas muito grandes ou pouca definição da mandíbula em razão da gordura da papada e pescoço. Mas é claro, desde que o paciente se incomode com essas características.

Apesar de ser mais procurado por mulheres, homens com esse biotipo também podem optar pela cirurgia e se beneficiarão com os resultados.

Quais as contraindicações?

É preciso que o profissional avalie as expectativas e o formato do rosto do paciente para verificar se o procedimento é mesmo necessário. Pacientes que já apresentam o rosto fino e magro não devem realizar a cirurgia, com o risco de sofrerem com o envelhecimento precoce.

Além do formato de rosto, outros fatores também são contraindicações para a bichectomia, são eles:

  • uso de radioterapia ou quimioterapia;
  • cardiopatias severas;
  • infecções locais ou sistêmicas;
  • deficiências de coagulação;
  • problemas hepáticos e renais graves;
  • gravidez;
  • menores de idade.

Quais as vantagens de fazer uma bichectomia?

A bichectomia é uma cirurgia com recuperação rápida, baixo custo e resultados satisfatórios, por isso, desperta o interesse de tantos pacientes. A principal vantagem do procedimento é a melhora da autoestima e autoconfiança promovida pela mudança estética.

Além disso, é um procedimento relativamente simples e minimamente invasivo. Por ser feito com anestesia local, é um processo indolor e o pós-operatório assemelha-se ao de uma extração do terceiro molar.

Os resultados também podem ser vistos rapidamente. Em aproximadamente 15 a 20 dias é possível conferir as primeiras mudanças e a remodelação total pode ser notada em 90 dias.

Dentista pode fazer bichectomia?

A bichectomia, sendo um procedimento que envolve a região facial e a cavidade bucal, levanta naturalmente a questão sobre qual profissional está apto a realizar essa cirurgia. A resposta é que, sim, um dentista pode realizar a bichectomia, desde que tenha a formação adequada e esteja devidamente habilitado para procedimentos cirúrgicos.

A formação do dentista que realiza a bichectomia deve incluir estudos avançados em anatomia facial e técnicas cirúrgicas Adicionalmente, cursos de especialização em cirurgia estética facial são indicados para garantir que o profissional esteja atualizado com as melhores práticas e inovações na área.

A avaliação prévia do paciente também é crucial. Antes de realizar a bichectomia, o dentista deve conduzir uma análise detalhada do formato facial, discutir as expectativas do paciente e realizar exames pré-cirúrgicos para garantir que o procedimento seja seguro e apropriado para o caso específico.

Como é feita a cirurgia de bichectomia?

A cirurgia é bem simples e dura entre 30 minutos e uma hora. Com anestesia local, é realizada uma pequena incisão dentro da boca bem em cima da bola de Bichat em cada lado da face. Em seguida, é pressionado o lado externo da bochecha para a gordura atravessar o corte e a mesma é removida com uma pinça.

Após a remoção, o cirurgião fará a sutura, que acontece internamente, sem deixar cicatrizes externas. Os pontos podem ser do tipo absorvíveis ou normais. No caso dos normais, o paciente precisará fazer a remoção após 7 dias.

A bichectomia não é uma cirurgia reversível, isso quer dizer que, após realizado o procedimento, não se pode voltar.

Quais os cuidados antes e após a cirurgia?

Antes da cirurgia, é importante que você faça uma pré-avaliação com o profissional. Lembre-se de informá-lo sobre quais medicamentos você toma e tire todas as suas dúvidas sobre o procedimento.

No pré-operatório também serão realizados alguns exames para verificar a condição física do paciente, como o de glicemia, o coagulograma e o hemograma completo.

A recuperação não apresenta grandes complicações. O recomendado é fazer compressas de gelo e utilizar faixas de compressão facial nos três primeiros dias para diminuir os inchaços, dores e hematomas.

A alimentação nos dois primeiros dias deve ser, em sua maior parte, líquida. No entanto, o paciente também pode ingerir papinhas e alimentos que não demandem força na mastigação.

O repouso é recomendado nos dois primeiros dias e o paciente não deve fazer esforço físico na semana após a cirurgia. Além disso, devem ser tomados os medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos receitados pelo cirurgião. Por fim, é preciso uma atenção redobrada na higiene bucal, para evitar o risco de infecções.

Quais os riscos e possíveis complicações do procedimento de bichectomia?

Embora a bichectomia seja geralmente considerada uma cirurgia de baixo risco, é fundamental que os pacientes estejam cientes dos possíveis riscos e complicações associados ao procedimento.

A seguir você confere alguns dos riscos e complicações possíveis relacionados à bichectomia. Aprenda conosco!

Infecção

Como em qualquer procedimento cirúrgico, há o risco de infecção. Apesar de medidas rigorosas de assepsia serem adotadas durante a cirurgia, existe a possibilidade de infecção na área operada. Isso enfatiza a importância do uso adequado de antibióticos prescritos e da manutenção de uma boa higiene bucal no pós-operatório.

Assimetria facial

Uma complicação possível é a assimetria facial, que ocorre quando há uma diferença perceptível entre os lados do rosto após a bichectomia. A experiência e habilidade do cirurgião desempenham um papel crucial na minimização desse risco, mas é importante compreender que, em alguns casos, pequenas assimetrias podem ocorrer.

Lesão de nervos

A bichectomia envolve a manipulação cuidadosa das estruturas faciais, e há um risco mínimo de lesão nos nervos adjacentes. Isso pode resultar em dormência temporária ou, em casos raros, sensação alterada nas áreas circundantes. Por isso vale reforçar que a experiência do cirurgião é vital para reduzir esse risco.

Cicatrização anormal

A cicatrização inadequada pode levar a complicações estéticas. O paciente deve seguir rigorosamente as orientações pós-operatórias para garantir a cicatrização adequada e evitar fatores que possam prejudicar o processo de recuperação.

Resultados insatisfatórios

Em alguns casos, os resultados desejados podem não ser alcançados conforme esperado. Isso pode estar relacionado às expectativas do paciente, à resposta individual ao procedimento ou a fatores imprevisíveis durante a cirurgia.

Quais resultados esperar da bichectomia?

A bichectomia é uma cirurgia que promove uma melhoria na estética. Alguns pacientes notam mudanças significativas, enquanto em outros casos, a mudança é sutil. Por isso, é fundamental que você converse com seu cirurgião dentista para alinhar suas expectativas.

Os resultados esperados da cirurgia são o afinamento da parte inferior do rosto, promovendo a definição das mandíbulas e maçãs.

Apesar de ser um procedimento seguro, que praticamente não oferece riscos, a bichectomia ainda assim é uma cirurgia e, por isso, para que ocorra tranquilamente, é importante contar com um profissional qualificado e experiente, além de uma clínica especializada no assunto e equipada para lidar com possíveis complicações.

Além de descobrir quem faz bichectomia, é vital considerar diversos fatores relacionados à qualificação do profissional. Entre os diversos cuidados, é válido que você se certifique de que o cirurgião dentista possui qualificação e formação específica em cirurgia estética facial, demonstrando experiência prática por meio de casos anteriores e recomendações.

A Odonto Company conta com uma infraestrutura de qualidade e uma equipe multidisciplinar para atender todas as demandas da odontologia moderna. Entre em contato conosco e conheça mais sobre os nossos serviços!

será que eu preciso de aparelho

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.