Implantes

Quando fazer implante dentário? Entenda aqui!

setembro 18, 2019
Tempo de leitura 6 min

Com o passar dos anos, os tratamentos odontológicos passaram por muitas mudanças. Os avanços tecnológicos permitiram o desenvolvimento de procedimentos cada vez mais eficientes, rápidos e, claro, indolores, que proporcionam não só melhores resultados, mas também uma melhor qualidade de vida aos pacientes. Assim, fazer implante dentário se tornou algo cada vez mais comum.

Os implantes são procedimentos altamente tecnológicos, muito eficazes e essenciais para a saúde de pessoas que perderam um ou mais dentes por qualquer razão — e, aqui, destacamos a importância da boa higiene bucal, constante e de maneira correta, que atua como prevenção para doenças na boca e nos dentes. No entanto, muitas pessoas ainda têm uma série de dúvidas sobre o assunto e não sabem exatamente como esse tipo de tratamento é feito.

Pensando nisso, preparamos um artigo especial para ajudá-lo a entender melhor esse conceito e prepará-lo para um futuro procedimento. Ao longo da conversa, você descobrirá o que são os implantes, quais são os tipos, quando são indicados e os benefícios de sua execução. Tudo pronto? Então, boa leitura!

O que são implantes dentários?

Qualquer um de nós é suscetível a perder um ou mais dentes, não é mesmo? E, felizmente, frente a essas situações não é necessário, de modo algum, que passemos o resto de nossas vidas com a tão indesejada “janelinha” em nossa boca.

Os implantes são estruturas sintéticas produzidas com o objetivo de substituir os nossos dentes naturais. Eles, muitas vezes, contam também com um suporte que é fixado na região óssea da face, garantindo estabilidade e segurança para os usuários.

Quais são os tipos de implantes mais comuns?

Há vários tipos de implantes diferentes. Cada um deles terá, evidentemente, objetivos e indicações bem variados. Para conhecer o que melhor se encaixa ao seu caso, é necessário conversar com um dentista especialista em próteses, que determinará quais são as suas necessidades e qual tipo se adapta melhor a essas demandas.

A seguir, confira alguns dos tipos mais comuns:

  • prótese ósseo-integrada: é implantada diretamente no osso e feita em pequenas etapas;
  • prótese protocolo: ideal para a reabilitação de pessoas que perderam muitos ou todos os dentes;
  • prótese overdenture: prótese que pode ser removida pelo paciente;
  • implantes unitários: feitos quando um ou poucos dentes foram perdidos.

Esses são apenas alguns dos tipos de implantes disponíveis atualmente. Novamente, é preciso salientar que não há uma recomendação única que valha para todos os pacientes com determinada característica. É sempre preciso avaliar bem cada caso para uma recomendação mais precisa do melhor implante.

Como eles são feitos?

Os implantes podem ser feitos utilizando vários materiais, seja simultaneamente ou não. Todos eles são completamente seguros para a saúde e podem ser utilizados tranquilamente, oferecendo segurança, resistência e durabilidade.

Os materiais mais comuns são:

Esses são os materiais utilizados tanto na prótese (a parte que é semelhante ao dente) quanto no parafuso que a fixa ao osso do paciente (corresponde aos metais citados). Para este, inclusive, há a utilização de muitas outras ligas, que podem conter alumínio e mais.

Quando devemos fazer implante dentário?

O implante é recomendado no caso de perda dentária, seja ela total (quando afeta todos os dentes), parcial (quando apenas alguns são perdidos) ou unitária (no caso em que apenas um dente é perdido). Essa perda pode ser ocasionada por uma série de fatores, entre eles:

  • acidentes;
  • bruxismo;
  • gengivite;
  • infecções;
  • cáries.

Além disso, doenças variadas, como o câncer, também podem fazer com que alguns dentes sejam perdidos. Nesse caso, a implantação de próteses também pode ser recomendada.

Apesar de todas essas recomendações, a indicação de implante sempre partirá do cirurgião dentista, que avaliará as necessidades do paciente e o seu estado geral de saúde, liberando ou vetando a execução do procedimento.

Quais são os benefícios de se investir nesse procedimento?

Já aprendeu bastante sobre os principais implantes dentários, seus tipos e as indicações? Agora, chegou o momento de descobrirmos os principais benefícios de se investir nesse tipo de tratamento. Confira a seguir.

Segurança para sorrir e autoestima

Quando não temos todos os dentes, sentimo-nos inseguros para sorrir devido ao receio de julgamentos pela sociedade. Isso é sempre um problema, que pode gerar muita ansiedade e destruir a autoestima dos pacientes que sofreram a perda dentária. Assim, os implantes são uma ótima forma de fazer com que essa segurança seja recuperada.

Ao poder sorrir novamente, o paciente restaura a sua autoestima. Com isso, todos os âmbitos da vida de uma pessoa podem ser beneficiados, desde o pessoal até o profissional. Lembre-se de que o sorriso é o nosso cartão de visitas e que deixá-lo bonito, confiante e saudável também pode ser muito vantajoso para os negócios.

Função mastigatória

Outro problema muito comum e recorrente em casos de perda dentária é a dificuldade de mastigação. Assim, comer pode deixar de ser um prazer e se transformar em um verdadeiro tormento. Para resolver essa situação, os implantes são realmente indicados, já que devolvem a função mastigatória ao paciente quase que instantaneamente.

Prevenção de problemas

Muitos problemas podem ser causados com a perda dentária. Dentre eles, podemos citar a movimentação dos dentes, fazendo com que eles fiquem tortos e desalinhados. Isso gera impactos tanto para a saúde (dentes que estão um por cima do outro, por exemplo, estão mais propensos a desenvolver cáries) quanto para a estética.

Redução de dores

Além dos problemas com as cáries e outras doenças ocasionadas pelo acúmulo de placa bacteriana, a movimentação dos dentes pode gerar dores de outra natureza, como problemas nos nervos, devido à pressão inadequada, ou fortes dores na cabeça. Para prevenir esse tipo de ocorrência, podemos contar com os implantes!

É interessante saber quando fazer implante dentário, não é mesmo? Além de aprender mais sobre isso, agora você também sabe tudo sobre esse assunto e está pronto para procurar um dentista qualificado e especializado para fazer as suas próteses! Assim, seu sorriso e sua qualidade de vida poderão ser restabelecidos de maneira rápida e muito simples.

Para saber ainda mais sobre esse assunto, confira o nosso artigo sobre como deve ser feita a manutenção de dentes implantados. Assim, você poderá conhecer também os cuidados que devem ser tomados após a colocação da prótese e resolver se esse é o momento certo para realizar o procedimento. Boa leitura!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário