Agende sua avaliação
manutenção de prótese

Qual a importância da manutenção de prótese dentária? Entenda mais!

Tempo de leitura 6 min

Atualmente, existem tratamentos para quem perdeu um, dois ou vários dentes, seja por doenças bu~ipcais ou por trauma na região. No entanto, independentemente da técnica utilizada, a manutenção de prótese dentária é necessária, para evitar a proliferação de bactérias que destroem a estrutura dentária e comprometem o restabelecimento das funções e da estética da boca.

Pensando nisso, este conteúdo mostrará por que é essencial ter cuidado com a prótese, que pode ser um dispositivo removível ou móvel, a depender do caso clínico.

Além disso, explicaremos que problemas podem surgir com a má higiene oral e como é realizada a manutenção da peça na clínica do dentista.

Continue a leitura para entender melhor o assunto!

Por que o tratamento com prótese dentária requer limpeza e manutenção?

Engana-se quem pensa que a prótese dentária não requer uma rotina de cuidados, como a limpeza diária e uma recorrente manutenção do dispositivo no consultório odontológico. O motivo é que esse tratamento, assim como a dentição original, pode acumular restos de alimentos, o que implica na multiplicação de bactérias e possíveis infecções na boca, como a gengivite (doença no tecido gengival) e a candidíase oral (sapinho).

Além disso, o paciente deve procurar o cirurgião-dentista a cada 6 meses, para verificar a saúde bucal, já que muitas próteses são fixadas na dentição e devem ser analisadas clinicamente para não comprometer o avanço do tratamento.

Que problemas podem ser evitados com manutenção da prótese?

Até agora, você aprendeu que a prótese dentária requer um cuidado para não piorar o quadro clínico do paciente. Mas a dúvida que fica é sobre os possíveis problemas que podem ocorrer, caso a pessoa que é acompanhada por um profissional não faça a devida manutenção da peça. Confira quais problemas surgem!

Placa bacteriana

A placa bacteriana, também conhecida como biofilme dental, é uma película incolor ou amarelada, formada por restos de alimento e micro-organismos que se prendem à superfície do dente.

Caso não haja uma limpeza eficiente da dentição, a placa bacteriana pode destruir o esmalte dentário (tecido mineral que reveste o dente e o protege da ação de bactérias) e contribuir para o aparecimento de cáries na região, além de causar inflamação da gengiva.

Cáries

A cáries é uma das doenças mais comuns no mundo, sendo causada por um tipo de bactéria que destrói a superfície (esmalte) e, em alguns casos, a parte interna do dente (dentina). O motivo é que restos de alimentos na boca contribuem para a proliferação de bactérias, que, ao se alimentar dos compostos orgânicos, produzem um ácido, responsável pela desmineralização da estrutura dentária.

Perda do implante

Caso não haja limpeza e uma correta manutenção da prótese, doenças bucais, como a periodontite, podem comprometer a estrutura óssea da boca. Como a parte óssea da boca é responsável, em geral, por dar sustentação à maior parte dos implantes dentários, o paciente pode perder o tratamento e contrair sérias doenças na cavidade oral.

Gengivite

A gengivite é outro problema acarretado pela falta de higiene e manutenção da prótese dentária. A inflamação compromete o tecido gengival, deixando a região sensível, inchada e mais propícia a sangramentos. O tratamento deve ser feito pelo cirurgião-dentista, com uma limpeza profissional da área e, caso seja necessário, com o uso de anti-inflamatórios e enxaguantes bucais.

Periodontite

A periodontite, assim como a gengivite, compromete o tecido gengival (responsável por sustentar a dentição), e é causada também pela má higiene da boca.

A disfunção, que é um fator de risco para problemas cardíacos e pulmonares, pode não só comprometer a gengiva, mas também destruir o osso da boca, ocasionando a perda dental e o comprometimento do implante dentário.

Como é realizada a manutenção de prótese dentária?

Até aqui, você já sabe que deve manter cuidados com a prótese dentária para não comprometer o tratamento. Mas o que se deve fazer exatamente? Em caso de prótese fixa, são estas as recomendações:

  • utilizar uma escova de dentes com cerdas macias;
  • realizar a escovação com movimentos suaves, para não comprometer o funcionamento das peças e não machucar a gengiva;
  • escovar bem a região da gengiva e da língua;
  • não esquecer de usar o fio dental após a escovação, removendo restos de alimentos entre os dentes;
  • finalizar a higienização com um enxaguante bucal recomendado pelo dentista.

Já a prótese removível, ideal para quem ainda conta com a maior parte dos dentes saudáveis, requer outros cuidados, além dos habituais, como:

  • não dormir com a prótese na boca, o que contribuiria com a proliferação de micro-organismos;
  • usar sabonete neutro ou algum produto específico para higienizar o dispositivo móvel;
  • escovar a peça depois de cada refeição.

Por fim, é importante ser avaliado periodicamente pelo dentista, para conferir se o tratamento está de acordo com o planejamento e se a dentição original, caso haja, não apresenta nenhum dano.

Por que realizar tratamento em uma boa clínica odontológica?

É verdade que a prótese dentária, seja o dispositivo fixo ou do tipo removível, ajuda a melhorar o equilíbrio oral, recuperando as funções e a estética após a perda dental. No entanto, o tratamento deve ser realizado e acompanhado por um implantodontista, ou seja, um cirurgião-dentista especializado na instalação e na manutenção de próteses e implantes dentários.

Por isso, a dica é procurar uma clínica bem-conceituada, uma vez que um local com boa reputação no mercado investe em profissionais qualificados, com experiência para examinar, diagnosticar e tratar doenças bucais.

Nesse sentido, peça indicação a amigos e conhecidos, pesquise na internet quais são as melhores redes odontológicas próximas a você e confira o currículo dos profissionais que atuam na clínica.

Neste texto, você viu por que é necessário realizar a manutenção de prótese dentária, uma técnica que substitui um ou vários dentes perdidos, melhorando o funcionamento e a aparência da boca. No entanto, para ter sucesso com o tratamento, é preciso escolher uma boa clínica odontológico, com tecnologia de ponta e profissionais qualificados para cuidar da sua saúde bucal.

Não perca mais tempo e faça um tratamento bucal com os melhores cirurgiões-dentistas da sua região. Entre em contato com a Odonto Company e agende já a sua avaliação odontológica!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

2 Comentários

  1. Gostaria de saber uma informação para ser franqueado no site diz que não precisa ser dentista. Mas e quem faz os tratamentos?

    1. Olá Maria, como vai? Quem faz os tratamentos são os dentistas, com registro no CRO (Conselho Regional de Odontologia). O que ocorre é que para abrir a franquia, pode ser uma pessoa do ramo administrativo/comercial, que é a pessoa responsável técnica pela unidade, ou seja, essa pessoa vai gerenciar administrativamente a clínica. Nesse caso, essa pessoa pode ser dentista, pode ser de outro ramo (mas precisa ter uma sociedade ou contratar os profissionais de odontologia para atuarem na clínica.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.