Ortodontia

Você sabe qual é a duração de um tratamento ortodôntico? Veja!

dezembro 17, 2018
Tempo de leitura 5 min

Uma das principais perguntas ouvidas pelos dentistas que iniciam um tratamento ortodôntico é quanto tempo vai durar todo o processo. Nesse sentido, entender quais as etapas e qual a duração do tratamento é vital para que o paciente possa se programar e não ter suas expectativas frustradas.

E, para que você entenda melhor todas as etapas desse tipo de tratamento e porque elas são importantes, preparamos este artigo. Confira!  

Quais são os resultados buscados com o uso do tratamento ortodôntico?

Para conseguir um sorriso bonito e harmonioso, pode ser necessário utilizar um aparelho dental. Ele é capaz de corrigir o posicionamento dos dentes, melhorando sua estética e seu funcionamento

O ortodontista é o profissional que vai avaliar a necessidade de utilizá-lo e indicará o aparelho ideal, sendo ele móvel ou fixo. O tempo de tratamento pode variar e depende de diversos fatores, como a colaboração do paciente, a experiência do profissional e o cumprimento de todas as etapas do tratamento.

Pular etapas pode ser muito prejudicial, interferindo não só na estética, mas também na saúde bucal. A má higienização também pode interferir no tratamento, aumentando seu tempo de duração.

Quais as etapas do tratamento?

Para entender melhor a duração do procedimento, é preciso conhecer todas as etapas do processo. Para que o tratamento alcance os resultados almejados, é preciso que o paciente passe por 6 passos, que explicamos a seguir.

Diagnóstico

Esse é o primeiro passo em busca do sorriso perfeito. É aqui que o dentista fará o primeiro exame clínico para identificar os problemas a serem resolvidos.

Essa é uma etapa simples, mas que exige cautela e atenção, pois o profissional vai avaliar o sorriso do paciente e solicitar exames para comprovar se a saúde bucal está em dia.

Com o diagnóstico em mãos, o ortodontista poderá traçar um planejamento de caso e apresentar ao paciente as opções de tratamento.

Instalação do aparelho

A segunda etapa será a instalação do aparelho. Paciente e profissional devem conversar e escolher o modelo ideal, de acordo com a estrutura dos dentes e resistência da gengiva.

Existem vários tipos de aparelho, como o móvel, o fixo e alinhadores transparentes. A instalação vai variar de acordo com o modelo. No caso do aparelho móvel, por exemplo, é feita a colagem dos bráquetes para sustentar os fios metálicos.

Na etapa de instalação, os dispositivos são preparados para iniciar a movimentação dos dentes.

Alinhamento

Essa é uma das principais etapas do tratamento. É preciso que os dentes estejam alinhados e nivelados para que a movimentação seja eficaz e surta o efeito necessário. Por isso, a primeira correção a ser feita é o alinhamento por meio de fios leves e finos que corrigirão giros e posições anormais.

Na maioria dos pacientes, o alinhamento ocorre de forma natural e sem grandes problemas, contudo, em alguns casos, pode ser necessário realizar a extração de algum dente.

Correção

Com os dentes alinhados e nivelados, o ortodontista poderá, então, começar as correções dos problemas encontrados. Nessa etapa são utilizados fios de aço mais grossos do que os usados anteriormente, combinados com elásticos.

Essa é a parte mais delicada e demorada do tratamento. É durante a correção que serão reparados problemas, como fechamento de espaços, ajuste de desvios, fechamento de mordidas abertas, entre outras falhas, para chegar ao objetivo almejado.

Finalização

A quinta etapa do tratamento é a finalização. Com os dentes já chegando ao objetivo esperado, é preciso um refinamento para alcançar o melhor resultado estético.

Nessa etapa podem ser utilizados elásticos verticais, novos bráquetes ou até mesmo dobras nos arcos para ajustes de posições individuais.

É uma etapa trabalhosa, que requer paciência, tanto do ortodontista quanto do paciente. É comum que, nessa fase, o paciente esteja ansioso para retirar o aparelho, contudo é preciso seguir à risca todas as recomendações do profissional.

Caso as correções não sejam feitas na etapa certa, pode ser difícil um ajuste futuro sem precisar instalar o aparelho novamente.

Contenção

Finalmente chegamos à etapa final, a contenção. Após a finalização do tratamento, os dentes ainda estarão em adaptação e com pouca estabilidade. Por isso, a contenção se faz necessária.

É comum que as contenções superiores sejam removíveis, enquanto as inferiores, sejam fixas. Pacientes com hábitos ruins, problemas de mordida aberta e prognatismo podem precisar de contenções diferenciadas.

Ainda que não seja possível garantir que os dentes se manterão para sempre na mesma posição, o uso das contenções é necessário para aumentar a estabilidade das arcadas dentárias.

A etapa de contenção marca o fim do tratamento ortodôntico e o início da fase de acompanhamento. A partir de então, será preciso visitar o ortodontista em intervalos de 3 a 6 meses para acompanhar a estabilidade do caso.

É importante, também, fazer toda a documentação logo após a remoção do aparelho, pois ela será o melhor parâmetro para que o profissional possa acompanhar o caso no período inativo.

Quanto tempo dura o tratamento?

Um tratamento ortodôntico normal dura em média entre 12 e 24 meses, contudo esse tempo pode variar devido a diversos fatores. Algumas das variáveis podem ser a gravidade da má oclusão, a necessidade de extrações, a idade do paciente, problemas hormonais, medicações e mecânica utilizada. Sendo assim, casos mais complexos podem demorar mais do que o tempo previsto.

É possível acelerar o processo?

A tecnologia vem buscando diversas opções para acelerar o tempo de tratamento, e muitos estudos vem sendo desenvolvidos. Uma opção, por exemplo, são os aparelhos autoligados, que prometem diminuir o tempo estimado.

Contudo, acelerar a movimentação dos dentes depende da resposta biológica de cada paciente à força aplicada, o que varia e acordo com cada organismo.

Portanto, o melhor caminho para conquistar o sorriso perfeito em menos tempo é procurar por um profissional qualificado e passar por todas as etapas do tratamento ortodôntico, seguindo as indicações do ortodontista e mantendo bons hábitos de higiene bucal.

Quer dicas de como manter a saúde bucal durante todo o processo de correção dos dentes? Então confira este post e descubra a melhor forma de escovar os dentes com o aparelho ortodôntico.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário