Agende sua avaliação

Cúrcuma clareia os dentes? Veja se isso é fato ou fake

Tempo de leitura 4 min

Nos últimos anos, cresceu a procura por tratamentos estéticos na odontologia, incluindo o clareamento dental, procedimento que pode ser realizado tanto no consultório quanto na casa do paciente, sob supervisão profissional, para clarear os dentes.

Ao mesmo tempo, muitas pessoas começaram a buscar soluções alternativas para eliminar manchas dos dentes e deixar o sorriso mais bonito e saudável. Pensando nisso, este conteúdo explica se é verdade que a cúrcuma clareia os dentes, mostrando quais são os benefícios do composto natural para o organismo.

Boa leitura!

O que é e para que serve a cúrcuma?

A cúrcuma é uma planta herbácea da família Zingiberaceae, a mesma do gengibre. A raiz é originária do sudeste da Ásia e da Índia, país onde é base para muitos preparos até hoje. A cúrcuma também pode ser encontrada em mercados com outros nomes, seja açafrão-da-terra, turmérico, açafroa, raiz-de-sol, açafrão da Índia e gengibre amarelo.

Em relação aos usos da cúrcuma, por se tratar de uma planta medicinal, ela é bastante utilizada na medicina oriental para tratar problemas digestivos, dores e incômodos em geral no corpo, sendo um tempero básico da ayurveda, um sistema alternativo que propõe a harmonia do corpo, da mente e da alma.

Quais são os benefícios da cúrcuma para o organismo?

A cúrcuma, quando consumida de maneira adequada, está associada a vários benefícios para o organismo, contribuindo, principalmente, para aliviar dores nas articulações. Isso ocorre porque o composto vegetal interrompe a liberação de proteínas responsáveis por estimular o processo de inflamação no corpo humano.

Além disso, a raiz originária da Ásia tem estes benefícios em seres humanos:

  • antioxidante, inibindo a oxidação de outras moléculas;
  • hepatoprotetora, tratando inflamações, lesões e doenças do fígado;
  • anticancerígena, bloqueando o crescimento descontrolado de células malignas;
  • cardioprotetora, com nutrientes protetores que evitam doenças cardiovasculares;
  • regulação da pressão arterial;
  • neuroprotetora, atuando na proteção de neurônios contra danos do sistema nervoso central.

De todo modo, para consumir cúrcuma naturalmente e aproveitar o melhor dos seus compostos naturais, a recomendação é utilizar a raiz em preparos com pimenta e alguma gordura. Dessa forma, a alimentação potencializa a absorção do açafrão-da-terra em até 20 vezes.

É verdade que a cúrcuma clareia os dentes?

Muitas pessoas se perguntam se a cúrcuma clareia os dentes. Na verdade, não existem evidências científicas de que a raiz contribua para o clareamento dental, seja utilizada junto à pasta, seja misturada ao óleo de coco.

Desse modo, apesar de o tempero ter propriedades antioxidantes, antibacterianas e neuroprotetoras, os dentistas não recomendam o seu uso para clareamento dental. O motivo é que, além da falta de comprovação científica sobre os benefícios da raiz na cavidade oral, o produto pode ser prejudicial para o esmalte dos dentes.

Qual é o tratamento mais indicado para clarear os dentes?

Existem muitos tratamentos para clarear os dentes disponíveis no mercado, a exemplo do:

  • clareamento a laser, que combina a luz de laser com um agente clareador;
  • clareamento com moldeira, que permite ao paciente clarear os dentes com moldeira e substância clareadora;
  • clareamento com pastas de dentes, que conseguem clarear os dentes, mas têm efeito abrasivo em longo prazo;
  • fitas de clareamento dental, usadas para deixar os dentes mais claros.

No entanto, antes de realizar qualquer procedimento, a recomendação é procurar ajuda especializada. Na clínica odontológica, o cirurgião-dentista examina a cavidade oral e sugere ao paciente um tratamento estético adequado para clarear os dentes.

Neste conteúdo, você descobriu se a cúrcuma clareia os dentes. Lembre-se de que, apesar de esse não ser um benefício comprovado cientificamente, ela conta com ações antioxidantes, hepatoprotetoras, anticancerígenas, cardioprotetoras e neuroprotetoras.

Gostou do artigo, mas ainda tem dúvidas sobre o tema? Deixe o seu comentário aqui!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.