Agende sua avaliação

Restauração dentária: 11 dúvidas frequentes sobre o assunto

Tempo de leitura 9 min

A restauração dentária é um dos tratamentos mais procurados dentro dos consultórios, pois além de melhorar a estética do sorriso, o procedimento ainda restabelece as funções mastigatórias dos dentes. É um procedimento simples, rápido e indolor, mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como ele funciona.

Por isso, criamos este post para responder às dúvidas mais frequentes em relação a ele. Ficou curioso? Então continue a leitura e confira informações valiosas sobre o tratamento de restauração.

1. O que é uma restauração dentária?

Uma restauração dentária é um procedimento odontológico realizado para restaurar a função e a aparência de um dente danificado por cárie, fratura, desgaste ou outras condições.

A restauração é feita removendo a parte danificada do dente e preenchendo a cavidade resultante com um material de restauração, como amálgama, resina composta ou porcelana.

O objetivo da restauração é devolver a forma, a função e a estética do dente afetado, além de prevenir o agravamento da condição e possíveis complicações, como infecção e perda dentária. O tipo de material de restauração utilizado dependerá do tamanho da cavidade, da localização do dente afetado, da preferência do paciente e das considerações clínicas do dentista.

Sobre esse tema, é importante destacar que o processo de restauração pode ser feito na boca do paciente, no caso de cáries ou pequenos reparos, ou fora da boca, quando a reconstrução é maior. No segundo caso, é confeccionada uma peça, que é fixada no dente pelo dentista.

2. Quando o tratamento é indicado?

O tratamento de restauração é recomendado nas situações em que o paciente está com cáries. Isso porque a deterioração é retirada por meio da utilização de brocas, e isso poderia prejudicar toda a estrutura do dente.

Dessa maneira, essa região precisa ser reconstruída para que o dente cumpra suas funções e para que não haja infiltrações por bactérias, que poderiam causar mais problemas.

Nesse momento, temos a seguinte dúvida: por qual motivo a cárie é a causa mais comum de restaurações dentárias? Essa questão acontece porque, se não tratada, a cárie pode avançar para a polpa do dente, causando dor, infecção e até mesmo a perda do dente.

Além da cárie, outras condições que podem exigir uma restauração dentária incluem:

  • fratura ou quebra do dente, causadas por trauma ou mordida em alimentos duros.
  • desgaste excessivo do dente, causado por bruxismo, que é o hábito de ranger os dentes.
  • perda de estrutura dental devido a procedimentos dentários anteriores, como tratamento de canal ou extração de cárie.

3. Como funciona o tratamento de restauração nos dentes?

O tratamento de restauração nos dentes depende da causa do problema na arcada dentária. Quando o procedimento é realizado por conta de cáries, primeiramente, é preciso tirar a região comprometida do dente. Na sequência, o profissional da odontologia faz a limpeza da região afetada e realiza o preenchimento com material de restauração.

Se a reconstrução, por sua vez, for ocasionada por um trauma ou fratura, a falha é coberta com material específico, para que o dente volta à sua forma normal. Nas situações em que é preciso confeccionar uma peça maior, o dentista tira um molde da boca do paciente e o envia ao laboratório para fazer a peça.

4. Quais são os cuidados necessários com uma restauração?

Apesar de ser um processo simples e não invasivo, o tratamento com a restauração dentária pede alguns cuidados, e o dentista vai orientar o paciente quanto a algumas precauções a serem tomadas após o procedimento.

É importante destacar que os cuidados a serem tomados variam conforme cada tratamento. Isso porque eles podem variar de acordo com os dentes tratados ou mesmo com o material aplicado.

5. Quanto tempo dura uma restauração no dente?

A duração de uma restauração dentária varia dependendo do tipo de material utilizado, da localização do dente na boca e dos cuidados do paciente.

Para otimizar a duração da restauração, é importante evitar alguns hábitos negativos, como:

  • má higiene oral: se não escovarmos e usarmos o fio dental regularmente, pode ocorrer a formação de placa bacteriana ao redor da restauração, o que pode levar à sua deterioração;
  • bebidas e alimentos ácidos: o consumo frequente de bebidas e alimentos ácidos pode corroer o esmalte dental e a superfície da restauração, comprometendo sua durabilidade.

6. Qual a diferença entre restauração e obturação?

A obturação tem como objetivo reconstruir, principalmente, a funcionalidade dos dentes. O dentista foca em fazer o fechamento da região deteriorada para evitar que o dente sofra novas danos.

Já a restauração dentária reconstrói o dente de forma que ninguém perceba que ele passou por algum tipo de tratamento. Por esse motivo, são usados produtos que apresentam a mesma cor dos dentes, como a resina composta e a porcelana.

7. Como saber se preciso me submeter ao tratamento de restauração?

Para saber se você precisa de uma restauração dentária ou não, é preciso passar pela avaliação de um cirurgião-dentista. Se você tem problemas com cáries ou tem um dente quebrado ou fraturado, o ideal é marcar uma consulta para que o profissional faça o tratamento.

Caso você tenha restaurações antigas e identifique algo de errado, também deve marcar uma consulta. Reconstruções malfeitas ou que já têm muito tempo podem sofrer com infiltrações, problema que se não for resolvido logo de início pode levar o paciente à perda dentária.

No entanto, somente depois de fazer uma avaliação criteriosa o profissional é capaz de dizer a você a necessidade do tratamento. Dependendo do caso, ele vai pedir exames radiográficos para ter certeza de seu quadro.

8. Como é a restauração para cárie?

Uma das dúvidas mais comuns sobre o tema é sobre como é feita a restauração dentária para cárie. Isso porque as cáries são um dos problemas bucais mais comuns e, por isso, infelizmente, acometem muitas pessoas. Vamos descobrir juntos como funciona esse procedimento?

Na restauração para cárie, o dentista limpa a região com cárie e tira os tecidos afetados com um aparelho próprio. Na sequência, ele coloca resina, com o objetivo de cobrir a região e, assim, evitar o surgimento de novas cáries.

Em outras situações, a cárie pode ser mais profunda. Quando isso acontece, o profissional pode optar por tirar parte do dente ou removê-lo. Nessas situações, coloca-se implante no local para não prejudicar a mastigação e a autoestima do indivíduo.

9. Quais são os tipos de restauração?

Existem dois tipos de restauração dentária para cárie, são elas:

  • direta: é feita quando o dano causado é menos complexo. Nessa situação, coloca-se o material diretamente na superfície do dente;
  • indireta: indicada quando há mais danos. Por isso, pode ser utilizada, por exemplo, depois do tratamento de canal.

10. O que fazer quando o dente quebra?

Por diferentes motivos, o dente pode quebrar. Além disso, há alguns acidentes que acontecem. Para diminuir os impactos do ferimento, há algumas ações que podem ser adotadas. Vamos compartilhá-las logo abaixo:

  • estancar o sangramento: primeiramente, deve-se buscar estancar o sangramento. Nesse momento, é uma ótima ideia utilizar uma gaze com água fria. Pressione a região lesionada levemente até a diminuição do sangramento;
  • fazer o bochecho: por meio dessa prática, torna-se possível retirar resíduos de sangue da boca e fazer a limpeza da região afetada. Utilize somente água e não acrescente outro produto, como enxaguante ou creme bucal, pois ambos podem causar irritação;
  • colocar gelo no local: após o bochecho, deve-se colocar gelo na região, até conseguir atendimento com o dentista. Consumir alimentos líquidos e gelados também é uma ótima ideia. Entre eles estão sorvetes e açaí. Ambos ajudam a reduzir o edema e evitam a piora da inflamação no dente.

É importante destacar que essas medidas são paliativas até você consultar o dentista. Por isso, deve-se procurar o profissional quanto antes, pois ele vai fornecer a você orientações sobre o seu caso.

Além disso, o dentista é o profissional recomendado para fazer o tratamento do dente quebrado, realizar a intervenção adequada e atuar na manutenção ou na reconstrução.

11. Como escolher o dentista para fazer o tratamento de restauração?

Sabemos que a escolha do dentista para fazer o tratamento de restauração não é uma tarefa fácil. Assim, é importante levarmos algumas questões em consideração para que seja possível fazer uma boa escolha. Entre as medidas a serem tomadas estão:

  • pesquise: faça uma busca na internet ou peça recomendações de amigos e familiares. Procure por um dentista experiente e especializado em restauração dentária;
  • considere a localização: escolha um dentista que seja conveniente para você em termos de localização e horário de atendimento;
  • agende uma consulta: agende uma consulta com o dentista para discutir seu caso e avaliar sua abordagem e habilidade em lidar com o tratamento de restauração;
  • verifique a higiene do consultório: veja se o consultório é limpo e se segue as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde;
  • pergunte sobre as opções de tratamento: não se esqueça de verificar as alternativas de tratamento disponibilizadas.

Vale ressaltar que, embora a restauração dentária seja um procedimento não invasivo, o tratamento só pode ser feito por profissionais devidamente qualificados. Um dentista mal preparado pode utilizar um material de baixa qualidade ou não realizar o procedimento da forma adequada, o que vai trazer prejuízos tanto para sua saúde bucal quanto para seu bolso.

Gostou do post e quer saber onde encontrar dentistas qualificados para cuidar de seu sorriso? A OdontoCompany é uma rede de clínicas odontológicas completa que oferece diversos tipos de tratamento com qualidade. Entre em contato conosco e agende uma avaliação sem compromisso.

Quer receber mais conteúdo como esse de graça?

Cadastre-se para receber nosso conteúdo por e-mail.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.