Agende sua avaliação

Extração dentária: quais os cuidados após o procedimento?

Tempo de leitura 6 min

A extração dentária é um procedimento comum nos consultórios odontológicos. Basicamente, extrair um dente significa removê-lo por meio de uma cirurgia — simples ou mais complexa, quando o elemento dentário está por baixo da gengiva — e isso pode ser necessário devido a cáries extensas, infecções, tratamento ortodôntico etc.

Após a extração, o paciente pode sentir desconforto e notar inchaço na região. No entanto, com alguns cuidados, é possível uma recuperação mais rápida. Neste artigo, daremos dicas essenciais para seguir após extrair um dente. Acompanhe!

Como é feita a extração de um dente?

A extração dentária ou exodontia consiste em um procedimento simples, pouco invasivo e que não envolve grandes riscos à saúde do paciente. Entretanto, um dente só deve ser extraído se realmente houver indicação, uma vez que a ausência de um único dente na arcada traz diversas consequências para a saúde oral e qualidade de vida.

Com isso em mente, é preciso destacar que você deve procurar um dentista capacitado e que faça um diagnóstico correto da sua condição bucal. Após constatada a necessidade de extração de um ou mais dentes, o profissional pode prescrever algumas medicações, com o intuito de prevenir qualquer complicação na cirurgia.

Antes de extrair o dente, faz-se a aplicação de uma anestesia local, tornando o procedimento totalmente indolor. A etapa de remoção do elemento dentário dura, em média, de 5 a 30 minutos, a depender de algumas variáveis, tais como posição do dente, formato das raízes etc.

Finalizado o procedimento, o cirurgião dentista fará uma sutura — etapa popularmente conhecida como “dar os pontos” — que será removida após 7 dias.

Quais os cuidados após extração dentária?

Além de aliviar a dor, os cuidados após extração dentária também evitam complicações. Por isso, são de extrema importância e devem ser seguidos corretamente. Veja alguns deles!

1. Manter uma alimentação saudável

Comer alimentos mais saudáveis, sem gordura em excesso, favorece a cicatrização da área operada. Por isso, prefira manter uma dieta rica em legumes, vegetais, frutas e carnes magras. Nos primeiros dias, é indicado o consumo de comidas mais pastosas e frias.

O que comer

  • sopas;
  • purê;
  • sorvete;
  • açaí;
  • sucos;
  • ovos mexidos;
  • gelatina;
  • caldos;
  • mingau.

Nenhum alimento deve ser consumido muito quente, visto que altas temperaturas podem aumentar o sangramento devido à estimulação da circulação sanguínea.

O que evitar

  • alimentos picantes;
  • alimentos gordurosos;
  • itens condimentados;
  • alimentos crocantes.

2. Fazer uma higienização adequada

A higiene bucal durante o pós-operatório deve ser mantida, com o uso de escova e fio dental. No entanto, ao escovar os dentes, deve-se ter cautela e não passar a escova diretamente sobre o local, pelo menos nos primeiros dias.

Essa medida tem o intuito de não lesionar a área que estará sensível, bem como de manter o coágulo que se forma na região e que auxiliará no processo de cicatrização.

3. Realizar compressas com gelo

O uso de compressas frias ajuda no alívio da dor e do inchaço, que são sintomas comuns após uma extração dentária. Dessa forma, o gelo pode ser aplicado na região, envolvido em um pano limpo ou gaze. Jamais aplique-o diretamente sobre a pele, pois isso pode provocar queimaduras.

Faça a compressa por 5 a 10 minutos durante o dia, até notar a melhoria dos sintomas.

4. Evitar tabaco e álcool

O ato de fumar exige o movimento de sucção, que causa pressão na região da extração. Além disso, a fumaça do cigarro pode interferir no processo de cicatrização, aumentando o tempo de recuperação.

Já o consumo de bebidas alcoólicas provoca interação do álcool com os medicamentos que devem ser tomados no pós-operatório, fazendo com que eles percam o seu efeito.

5. Fazer bochechos

O bochecho pode ser um aliado para complementar a higienização, porém, deve ser feito somente após os primeiros dias de cirurgia para não provocar pressão na área.

6. Pausar a atividade física

Após extrair um dente, é fundamental evitar a prática de exercícios físicos, especialmente aqueles de grande intensidade. Isso porque a atividade física aumenta o risco de sangramento e pode, inclusive, prejudicar a cicatrização.

Desse modo, você deve ficar de repouso durante alguns dias e evitar qualquer ação que cause pressão na região do dente que foi extraído.

7. Não tomar sol

A exposição solar após extração dentária não é recomendada, uma vez que prejudica a cicatrização e pode piorar o inchaço. Se houver necessidade de se expor ao sol, não esqueça de aplicar filtro solar e usar peças como bonés ou chapéus para garantir sua proteção.

7. Tomar as medicações corretamente

Geralmente, o cirurgião-dentista costuma prescrever alguns medicamentos, como analgésicos e antibióticos, para serem administrados no pós-operatório. Eles têm a função de desconfortos e complicações ocorram.

Assim, é primordial tomá-los nas dosagens indicadas e respeitar o tempo de tratamento estabelecido, por mais que você sinta melhoria dos sintomas antes de terminar as medicações.

8. Não usar canudo

Tomar líquidos com canudo faz com que haja uma pressão no local operado, devido à sucção. Então, é melhor optar por não utilizar esse item, principalmente porque essa pressão pode levar ao sangramento.

9. Não tirar os pontos em casa

Muitas vezes, os pontos tendem a se soltar naturalmente. No entanto, eles não devem ser retirados em casa, pois o profissional precisa avaliar se a cicatrização está ocorrendo da maneira prevista. Dessa forma, se houver qualquer complicação, ele poderá intervir e solucionar o problema.

Quais as consequências de não tomar esses cuidados?

Se você extrair um dente e não tiver os cuidados indicados, diversas complicações podem ocorrer, entre elas:

  • infecções como a alveolite;
  • sangramento excessivo;
  • aumento da dor.

Como é possível perceber, o pós-operatório de uma extração dentária exige cuidados adequados para garantir uma recuperação mais rápida e sem intercorrências. Portanto, não deixe de seguir as recomendações do seu dentista e de retornar às consultas de acompanhamento.

Em caso de dúvidas ou se perceber algo diferente em relação à sua saúde bucal, comunique o profissional para receber as orientações necessárias.

E aí, gostou deste post? Então, aproveite a visita no blog e descubra o que fazer para evitar inflamação após a extração de dente!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.