Implantes

TOP 5 tratamentos odontológicos para resolver assimetria facial

março 22, 2019
Tempo de leitura 6 min

Muita gente está insatisfeita com a aparência da face e do sorriso, mas o incômodo pode ser devido a uma causa séria e acarretar problemas de saúde: a assimetria facial.

Antes de saber por que tratar e como sanar o problema, é importante entender que se trata de um desequilíbrio que mexe com a musculatura e a estrutura óssea da face humana. Além disso, deixa diferenças visíveis nos dois lados do rosto e gera insatisfação pessoal.

Apesar de ser comum, a falta de simetria passa a ser um problema quando modifica a vida do paciente. Para informar você melhor sobre o assunto, preparamos este post e reunimos as principais questões relacionadas à assimetria facial. Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

O que é a assimetria facial?

A assimetria facial é caracterizada por uma diferença excessiva entre os dois lados da face. Nesse sentido, o problema deve ser levado em consideração sempre que o paciente sentir algum incômodo no local, apesar de o tratamento ser indicado em caso de disfunção séria no organismo.

Porém, uma pergunta comum é: por que a assimetria chama bastante atenção no rosto e não é percebida em outras regiões do corpo? A resposta é simples: tudo depende de quem observa e, na maior parte das vezes, a face é vista detalhadamente. Qualquer ponto desarmônico na área pode se tornar pesadelo para a pessoa.

Além disso, é muito provável que o rosto tenha uma aparência minimamente assimétrica por causa da sensibilidade dessa área, da qual dependem a fala, a deglutição, a visão, a respiração e a mastigação.

O curioso é que fatores como respirar e mastigar podem funcionar de forma diferente para cada lado facial, resultando em distúrbios. É o caso do desvio de septo — uma diferença tratada com cirurgia para redefinir a parede que divide as cavidades nasais — ou de vícios de mastigação que mexem com o funcionamento do organismo.

Por que é interessante corrigir a assimetria?

A assimetria facial, a rigor, é muito comum entre as pessoas, mas ela pode acarretar um grande mal-estar no paciente, uma vez que desarmoniza as funções da boca e pode se ligar à dor miofacial, enxaqueca e fibromialgia. A primeira coisa que você deve fazer ao sentir algum incômodo bucal ou em regiões da face é procurar o dentista.

O especialista faz uma verdadeira investigação sobre o seu histórico de saúde e requer uma série de exames odontológicos (como radiografia e fotografias intra e extraorais) para identificar o grau de assimetria. O diagnóstico é indispensável e, por meio dele, o profissional reconhece se o problema é patológico, traumático ou genético.

Se a origem for traumática, a solução pode ser facilmente resolvida com indicação clínica de cirurgia. Já casos patológicos se devem, principalmente, a abcessos, os quais são tratados na raiz do dente com a eliminação da infecção. Outro motivo são os tumores, cujo diagnóstico precisa ser feito com urgência para barrar os efeitos graves.

A assimetria pode, ainda, ser do tipo genético, interferindo no tamanho dos olhos e das pálpebras. Nesse caso, a maquiagem inteligente resulta uma solução prática, ainda que não resolva completamente a desarmonia entre um lado e outro da face.

Conheça 5 técnicas que melhoram a assimetria facial

Você viu que o diagnóstico faz toda a diferença: alguns tipos de assimetria óssea podem ser tratados sem cirurgia quando identificados em crianças, por exemplo. Mas, se você sente alguma diferença na face e isso o desestabiliza, procure um profissional.

Atualmente, há diversas técnicas que deixam o rosto mais simétrico e evitam sérios problemas no organismo. O botox odontológico, a cirurgia na maxila e mandíbula, a execução de movimentos com fonoaudiólogo e a maquiagem inteligente são algumas das possibilidades para ter harmonia na aparência e na função do rosto.

1. Botox odontológico

A odontologia sempre busca métodos eficazes para corrigir disfunções de forma menos invasiva, e o botox é uma dessas inovações da área. Para tratar a desarmonia no rosto, a substância age na contração nervosa e deixa a musculatura estável, o que torna o contorno facial simétrico. A técnica também é indicada para tratar sorriso gengival.

2. Reposicionamento do maxilar

A assimetria do rosto deve ser levada a sério, uma vez que pode causar diversos problemas à saúde da pessoa. Em casos mais graves, a desarmonia pode ser resolvida com intervenção cirúrgica. Nesse sentido, incluem-se cirurgias em áreas como maxila e mandíbula, que reposicionam a parte óssea para equilibrar as funções orais.

3. Execução de movimentos

A prática melhora a aparência assimétrica do rosto e é realizada por um fonoaudiólogo, que dá suporte ao paciente em uma série de exercícios faciais. Os movimentos desenvolvem a musculatura da região e são indicados para quem sofre, principalmente, com as linhas de expressão deixadas pela assimetria.

4. Aparelho ortodôntico

A assimetria causa desarmonia na parte esquelética do rosto e isso pode ser tratado com uso de aparelho ortodôntico, que alinha e ajusta o posicionamento dos dentes e da estrutura óssea da boca.

O tratamento corrige as assimetrias dentoalveolares, nome que se dá à área que compreende dentição, tecidos e ossos da maxila e mandíbula. Após o uso das contenções da peça fixa ou móvel, a mordida geralmente se organiza com qualidade funcional e a posição dos dentes harmoniza a aparência.

5. Maquiagem inteligente

Diferentemente de outras intervenções, a chamada maquiagem inteligente é indicada para quem tem um grau leve de assimetria no rosto, já que a técnica não resolve a disfunção e, sim, suaviza a aparência do local. Para melhorar a estética desigual do rosto, alguns profissionais aplicam uma pintura com pontos de luz e sombra na face.

Você descobriu neste texto as principais informações sobre uma desarmonia na face que pode ser provocada por trauma, patologia ou causa genética. O problema que pode acarretar mal-estar e dores na região, pode ser corrigido com diversas técnicas, como o aparelho ortodôntico, o reposicionamento do maxilar e até mesmo o botox odontológico.

Agora que você sabe o que é, por que é importante corrigir e quais são os principais tratamentos para assimetria facial, assine a newsletter do blog e fique por dentro das novidades para estética e saúde do seu sorriso!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário