Ortodontia

Saiba mais sobre o tratamento para ATM

setembro 24, 2019
Tempo de leitura 6 min

Para muitas pessoas, o dentista é responsável apenas pelo tratamento de problemas nos dentes e nas gengivas, como é o caso da periodontite ou das cáries. No entanto, esse profissional também está encarregado de uma série de problemas diferentes, inclusive nas articulações. Por isso, selecionamos algumas informações sobre como funciona o tratamento para ATM.

Essa articulação, localizada na região da mandíbula, é responsável por boa parte dos movimentos envolvidos na mastigação, na fala e muito mais. Em função disso, está suscetível a problemas frequentes, que podem ser devidamente tratados com a ajuda de um dentista especializado no assunto.

Não sabe exatamente o que é o distúrbio da ATM? Continue a leitura e conheça esse problema, suas causas, os sintomas e os métodos terapêuticos utilizados na odontologia para lidar com essa situação!

O que é ATM?

ATM é a sigla dada para designar a articulação temporomandibular, uma estrutura bastante complexa localizada na mandíbula e que é responsável por uma série de movimentos fundamentais para o nosso maxilar, como mastigar, sorrir e falar.

A sua complexidade ocorre devido à grande amplitude de movimentos possíveis com essa articulação, que pode ir de cima para baixo e também para os lados, ao contrário dos movimentos que muitas outras articulações são capazes de executar.

Assim, devido à sua importância e ao uso constante dessa articulação, ela está muito suscetível ao surgimento de diversos distúrbios. A maioria deles é resumida clinicamente em apenas um tipo de problema: a disfunção temporomandibular.

Como ocorre a disfunção temporomandibular?

De modo simplificado, a disfunção na ATM nada mais é do que um desarranjo da própria articulação ou de estruturas localizadas em sua proximidade. De acordo com a Dra. Sheila Ataíde Linhares Frota, protesista e implantodontista da OdontoCompany Santo Expedito, esses distúrbios são multifatoriais, ou seja, têm diversas causas possíveis.

Entre os problemas mais comumente associados ao surgimento de alterações na articulação temporomandibular, podemos citar o bruxismo, a parafunção noturna (ou seja, o ato de ranger os dentes durante a noite), a hiperfunção muscular ou até mesmo fatores genéticos.

A determinação da causa do problema só é possível por meio de uma avaliação feita por um profissional qualificado. Assim, a origem dessa disfunção poderá ser devidamente tratada, devolvendo a função mandibular do paciente e evitando que o problema se agrave ou volte a afetar a vida do indivíduo.

Quais são os principais sintomas desse problema?

Os sintomas de problemas na ATM podem ser bastante variados, mas geralmente atrapalham bastante a vida dos pacientes que sofrem com essa situação. O principal sinal é a dor, que pode variar de moderada a bem forte, além de ser temporária ou crônica.

Além do desconforto, outros sintomas comuns do problema incluem:

  • dificuldade para abrir a boca;

  • problemas para mastigar;

  • maxilar “travando” em determinados movimentos;

  • barulhos emitidos ao movimentar a mandíbula;

  • sensação de cansaço da região facial;

  • zumbidos no ouvido;

  • inchaços na face;

  • dores na região da cabeça.

Assim vemos, portanto, que esse tipo de problema gera sintomas muito desconfortáveis e que impactam diretamente na qualidade de vida dos pacientes. Por isso, o diagnóstico correto de tais disfunções é fundamental para que o tratamento correto comece o quanto antes.

Como é feito o diagnóstico dos distúrbios da ATM?

Já que o diagnóstico é parte fundamental do tratamento para os distúrbios da ATM, que tal conversarmos agora sobre os métodos utilizados para que esse tipo de problema seja diagnosticado da maneira mais eficaz?

O primeiro passo para chegar nessa conclusão é, sem dúvidas, uma boa anamnese e um exame físico minucioso. Essas etapas são indispensáveis para que o profissional entre em contato com o histórico do paciente, suas principais queixas e, é claro, as evidências observáveis a olho nu com a examinação.

Em seguida são solicitados alguns exames — majoritariamente de imagem —, que contribuem para o fechamento do diagnóstico. Entre eles, podemos citar as radiografias panorâmicas e as tomografias, que permitem identificar as causas para o surgimento da disfunção.

Quais são os tratamentos mais comuns para os problemas nessa articulação?

Com o diagnóstico e as causas fechados, o paciente estará muito mais perto de uma resolução de seu problema, e consequentemente da restauração de suas funções cotidianas.

Há várias abordagens terapêuticas diferentes, que serão definidas a partir do caso individual de cada paciente, de suas necessidades e muitos outros fatores. Entre elas, podemos citar a aplicação de toxina botulínica (conhecida como botox), termoterapias, agulhamentos secos e aplicações de laser.

Em casos mais graves, no entanto, algum tipo de intervenção cirúrgica pode ser necessário. Além disso, abordagens multiprofissionais, com consultas e sessões com fisioterapeutas e psicólogos também podem ser recomendadas em alguns casos.

Qual é a importância da consulta com um dentista especializado?

Como vimos no decorrer deste post, os problemas que atingem a articulação temporomandibular são muito complexos, já que ela é, por natureza, uma estrutura única e com características particulares. Por conta disso, o tratamento desses problemas deve ser bem direcionado e específico.

Por conta das variadas vias de tratamento disponíveis, apenas um profissional especializado poderá determinar qual estratégia vai funcionar melhor para aquele indivíduo, respeitando as suas particularidades e reais necessidades.

Além disso, avaliações periódicas são fundamentais para identificar, em um estágio precoce, qualquer tipo de alteração. Os check-ups podem ser feitos com um dentista generalista que, ao identificar sintomas e sinais específicos, vai encaminhar o paciente a um colega especialista em disfunção.

Gostou de saber um pouco mais sobre o tratamento para ATM e as causas dos problemas nessa região? Conhecer esses aspectos é muito importante para que você possa reconhecer em si mesmo e em outras pessoas os sintomas desse tipo de distúrbio tão comum e que afeta fortemente a qualidade de vida dos pacientes acometidos.

Para saber mais sobre o tratamento para ATM ou para ter acesso a informações sobre outros problemas tratados pela odontologia, entre em contato com a nossa equipe! Estamos sempre à disposição para elucidar as mais diversas questões sobre essas doenças e a sua relação com o bem-estar e a qualidade de vida dos pacientes. Aguardamos o seu contato!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário