Implantes

Etapa cirúrgica e protética: quais as principais diferenças?

agosto 13, 2019
Tempo de leitura 6 min

Ao longo da vida, perder um ou outro dente pode ser comum, mas você não precisa sofrer com isso eternamente. A técnica de implante dentário é uma ótima opção para repor tecidos e dentes, devolvendo a estética e a funcionalidade do sorriso.

Muitas pessoas desistem do procedimento por acreditarem que ele é demorado. No entanto, os avanços da odontologia já permitem que o tratamento aconteça com bastante agilidade, garantindo resultados impressionantes.

Ao longo do artigo explicamos tudo sobre o tratamento, abordando quando ele costuma ser indicado e quais os cuidados necessários. Além disso, falamos a respeito da etapa cirúrgica e protética, englobando o tempo estimado de duração de cada fase. Boa leitura!

O que é implante dentário?

Perdas dentárias podem ocorrer por diversos motivos, como idade avançada, deficiência de cálcio, má higiene bucal, acidentes etc. O implante consiste em uma forma de reparar os espaços ocasionados por essas perdas e devolver ao paciente não só a estética do sorriso, mas também as funções fonéticas e mastigatórias.

O tratamento é realizado por meio da instalação de um implante diretamente no osso que servirá como substituto da raiz do dente. Confeccionadas em titânio, essas ancoragens cilíndricas ou em formatos de parafusos atuam como suporte para as próteses, que vão aparafusadas ou encaixadas sobre elas.

Quando ele costuma ser indicado?

O implante geralmente figura como melhor alternativa em situações de vários graus, desde casos simples, em que falta apenas um dente, até contextos complexos, nos quais o paciente não tem mais nenhum dente e utiliza dentaduras.

Apesar disso, nem todas as pessoas estão aptas a colocar implantes dentários. É preciso que o paciente conserve bons hábitos de saúde bucal e que os ossos maxilares sejam capazes de suportar os implantes. Nos casos em que o tratamento não é indicado, recomenda-se outros tipos de próteses.

Antes de iniciar o processo, é fundamental a avaliação de um profissional qualificado. O objetivo consiste em determinar quais as peculiaridades de cada situação e o melhor caminho a ser seguido.

Quais suas fases?

Todo o tratamento, até a colocação da prótese final, pode ser dividido em três principais etapas:

  • planejamento;
  • etapa cirúrgica;
  • etapa protética.

Vale lembrar que qualquer procedimento dentário deve começar com um exame aprofundado, avaliando indicação e praticabilidade. No caso de implantes, é essencial realizar também uma análise radiológica para verificar o volume ósseo disponível.

Etapa de planejamento

O primeiro passo tem relação com o planejamento individual. O profissional observa o estado geral de saúde bucal do paciente e delimita questões como tamanho, largura, desenho e posição dos implantes.

Quando o paciente não apresenta o volume ósseo suficiente para o implante mas mesmo assim tem esse sonho, o dentista avalia a possibilidade de realizar um enxerto ósseo.

Etapa cirúrgica

Após o planejamento acontece a etapa cirúrgica, caracterizada pela instalação dos implantes nos ossos dos maxilares. Esse procedimento ocorre com anestesia local e demora cerca de 30 minutos para ser finalizado. No entanto, o tempo sempre varia de acordo com a complexidade e o número de implantes.

A cirurgia consiste em uma pequena incisão na gengiva para expor o leito ósseo. Em seguida, pequenas brocas fazem a perfuração do osso e o implante é inserido na cavidade, que recebe uma tampa de proteção. Por fim, é feita a sutura da região.

Depois da conclusão do processo cirúrgico, o paciente espera pela cicatrização, período também conhecido como osseointegração. Nesta fase, as células reagem e formam um osso na superfície de titânio, garantindo a fixação do pino no organismo. O período dura em média três meses, e o paciente fica com um implante provisório para, então, passar para a etapa protética.

Etapa protética

Finalizada a cicatrização, chega a hora da etapa mais esperada pelos pacientes: a confecção e instalação das próteses dentárias. Normalmente elas levam em torno de quatro consultas para serem concluídas.

Entre os tipos de próteses colocadas sobre implantes estão:

  • prótese total tipo protocolo, uma solução fixa que substitui a dentadura;
  • prótese Overdenture, que também substitui a dentadura, mas é removível;
  • prótese fixa para repor a ausência de um ou mais dentes;
  • prótese parcial de silicone, que não apresenta grampos e proporciona maior conforto.

A escolha do tipo de prótese mais adequado para cada caso deve ser dialogada com o profissional. Fixa, removível, unitária ou total, as próteses sobre implantes consistem em excelentes soluções para conquistar o resultado desejado.

Quanto tempo dura o tratamento?

Por padrão, o tempo total do tratamento é de quatro meses, três para o período de osseointegração e mais um mês para confecção e instalação das próteses. Entretanto, alguns fatores podem influenciar nesse prazo.

Nos casos em que é necessário o enxerto ósseo, por exemplo, deve-se aguardar sete meses antes da instalação do implante, e a finalização total do tratamento acontece em um período de cerca de um ano.

Existem casos nos quais é possível que a colocação da prótese se dê imediatamente após a instalação dos implantes, por meio de uma técnica chamada carga imediata. Nestas situações, todo o tratamento começa e termina dentro de 72 horas.

Independentemente das peculiaridades, é vital saber que em nenhum momento o paciente fica sem o dente. As próteses provisórias são instaladas no intervalo de cada uma das etapas.

Quais os cuidados essenciais após o implante?

Uma vez concluída a instalação dos implantes, alguns cuidados são necessários para reduzir os riscos de inchaços, sangramentos e dores.

É indicado fazer compressas geladas nas primeiras horas, consumir alimentos frios, leves e pastosos e aumentar os cuidados com a higiene bucal. Afinal de contas, o acumulo de resíduos e bactérias tem capacidade de comprometer a gengiva e o osso de suporte.

O implante é uma ótima solução para perdas dentárias, devolvendo ao paciente autoestima e autoconfiança. Na hora de realizá-lo, é importante contar com uma clínica conceituada e profissionais capacitados, sempre aptos a avaliar cada paciente de forma individualizada, conduzindo corretamente a etapa cirúrgica e protética.

Falando nisso, a OdontoCompany conta com uma equipe de alta qualidade para atender esse tipo de procedimento. Entre em contato conosco e agende já a sua avaliação!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário