Agende sua avaliação

Está com dente furado? Saiba o que fazer!

Tempo de leitura 6 min

A saúde bucal é fundamental para o nosso bem-estar geral. É importante prestar atenção aos sinais que nosso corpo nos dá e procurar ajuda profissional quando necessário. Um problema muito comum que afeta a maioria das pessoas em algum momento da vida é o dente furado ou cariado.

Apesar de ser uma condição comum, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como identificar e tratar esse problema. Neste artigo, vamos abordar os principais sintomas de um dente cariado ou furado, incluindo dor e sensibilidade ao frio ou ao calor. Também discutiremos os tratamentos disponíveis para restaurar o dente afetado e prevenir futuras cáries.

Quais são os sintomas de um dente furado?

Um dente furado pode causar dor e desconforto, trazendo complicações se não for tratado adequadamente. É importante estar atento aos sintomas de um dente furado para poder procurar ajuda profissional e iniciar o tratamento adequado. 

Ao longo deste tópico, vamos explorar alguns dos sintomas mais comuns de um dente furado. Confira!

Mau hálito

Um dos sintomas do dente furado é o mau hálito, e isso acontece porque as bactérias que causam a cárie, liberam gases com odor desagradável ao se alimentarem dos restos de alimentos presos nos dentes.

Sensibilidade

Outro sintoma comum é a sensibilidade nos dentes ao consumir bebidas ou alimentos quentes, frios ou doces. Isso acontece porque a cárie danifica o esmalte dos dentes e expõe a dentina subjacente, que é mais sensível às mudanças de temperatura e aos estímulos.

Dor ao morder ou mastigar

A dor ao morder ou mastigar também pode ser um sinal de um dente furado. Isso acontece porque a cárie pode atingir a polpa do dente (onde ficam os nervos e vasos sanguíneos) e causar inflamação e dor.

Manchas escuras ou brancas

Manchas escuras ou brancas nos dentes também podem indicar a presença de cáries. As manchas escuras são causadas por bactérias que produzem ácidos, gerando a desmineralização. Já as manchas brancas são áreas onde o esmalte perdeu minerais, mas ainda não foi completamente destruído pelas bactérias.

Quais são os tratamentos para o dente furado?

Um dentista pode diagnosticar a cárie dentária por meio de um exame visual e tátil dos dentes. Ele procura por sinais de desmineralização do esmalte dental, que podem se manifestar como manchas brancas opacas ou áreas escuras nos dentes.

O dentista também pode usar um instrumento chamado explorador para verificar se há áreas macias ou pegajosas nos dentes que possam indicar a presença de cavidades. Além disso, o profissional pode perguntar ao paciente quais sintomas ele sente, como dor ou sensibilidade nos dentes, para investigar melhor o quadro.

Existem várias opções de tratamento disponíveis para lidar com esse problema. A seguir, vamos explorar três opções comuns de tratamento para um dente furado: restauração, tratamento de canal e extração. Cada opção tem suas próprias vantagens e desvantagens, e o tratamento adequado deve ser determinado pelo dentista após avaliação clínica.

Restauração

Se a cárie for pequena e ainda estiver na superfície do dente, pode ser possível fazer uma restauração. Isso envolve a remoção da parte danificada do dente e a substituição por um material de restauração, como resina composta ou amálgama.

A restauração é um procedimento simples, que pode ser feito em uma única consulta ao dentista. O objetivo é restaurar a forma e a função do dente afetado pela cárie.

Tratamento de canal

Se a cárie for mais profunda e tiver atingido a polpa do dente (onde ficam os nervos e vasos sanguíneos), pode ser necessário fazer um tratamento de canal. Esse procedimento envolve a remoção da polpa infectada e o selamento do canal radicular com um material obturador.

O tratamento de canal é mais complexo que uma restauração e pode exigir várias consultas ao dentista. O objetivo é eliminar a infecção e preservar o dente afetado pela cárie.

Extração

Em casos mais graves, em que o dente está muito danificado para ser restaurado, pode ser necessário extrai-lo.

Nesse caso, o dentista pode recomendar a substituição do dente extraído por uma prótese, como uma ponte ou um implante dentário. A extração de um dente é um procedimento cirúrgico que deve ser realizado por um profissional qualificado. O objetivo é remover o dente afetado pela cárie para evitar complicações futuras.

Lembre-se: cada caso é único, e o tratamento adequado deve ser determinado pelo dentista após a avaliação clínica.

Como prevenir cáries dentárias?

Felizmente, existem várias medidas simples que você pode tomar para prevenir cáries e manter seus dentes saudáveis. Neste tópico, vamos explorar algumas dessas medidas em detalhes.

Mantenha uma boa higiene bucal

Para evitar buracos no dente por cáries dentárias, é essencial manter uma boa higiene bucal. Isso inclui escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia com creme dental com flúor, a fim de fortalecer o esmalte dos dentes e prevenir a formação de cáries.

Também é importante usar fio dental diariamente, para remover restos de alimentos entre os dentes e prevenir o acúmulo de placa bacteriana.

Fique atento à sua alimentação

Outra medida importante para prevenir cáries é limitar o consumo de alimentos açucarados e bebidas ácidas. Esses alimentos podem danificar o esmalte dos dentes e aumentar o risco de desenvolver cáries. Em vez disso, opte por uma dieta equilibrada, com alimentos ricos em nutrientes que ajudam a fortalecer os dentes.

Faça visitas regulares ao dentista

É recomendável visitar o dentista pelo menos duas vezes ao ano para verificar se há sinais de cárie ou outros problemas bucais. Durante essas consultas, o dentista pode realizar exames de rotina e limpezas profissionais para remover a placa bacteriana e o tártaro acumulado nos dentes.

Se você estiver sentindo dor ou desconforto em um dente furado, não hesite em procurar ajuda profissional imediatamente. O tratamento precoce pode auxiliar a preservar o dente afetado pela cárie e prevenir complicações futuras.

Em resumo, um dente furado é um problema dental comum que pode ser tratado de diversas maneiras, dependendo da condição do dente. O melhor é prevenir o problema adotando uma boa higiene bucal e visitando regularmente o dentista. Lembre-se: a prevenção é sempre a melhor opção quando se trata da saúde bucal!

Gostou do nosso post sobre dente furado e seus sintomas? Para saber mais sobre esse assunto, confira este artigo: “Por que o dente dói? Explicamos tudo para você!“.

Quer receber mais conteúdo como esse de graça?

Cadastre-se para receber nosso conteúdo por e-mail.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.