Implantes

Entenda qual a diferença entre implante e prótese nos dentes

abril 29, 2019
Tempo de leitura 6 min

Felizmente, nos últimos anos os cuidados com a saúde bucal cresceram bastante entre os brasileiros. Se há alguns anos parecia impensável fazer tantas visitas ao consultório do dentista, hoje esse é um hábito relativamente comum para a população. No entanto, para expandir ainda mais esse conceito, precisamos entender a diferença entre implante e prótese nos dentes.

Conhecer os termos odontológicos é algo que nem sempre é fácil, especialmente quando não estamos acostumados às suas particularidades. Por isso, é importante que saibamos diferenciar os procedimentos a fim de conhecermos exatamente aquilo que precisamos para manter a saúde bucal em dia.

Pensando nisso, preparamos um artigo que busca responder as principais perguntas sobre próteses e implantes, elencando as suas diferenças mais marcantes e mostrando também quais são as indicações de cada um desses procedimentos. Tudo pronto? Vamos lá!

O que é um implante dentário?

O que passa pela sua cabeça quando falamos sobre implantes? Na maioria das vezes, essa palavra está relacionada à implantação de alguma estrutura em nosso organismo, como fios de cabelo nas pessoas que sofrem com a calvície, por exemplo.

Seguindo por essa linha, é possível determinar o que são os implantes dentários. Eles são estruturas de metais considerados seguros e com baixíssimo nível de rejeição pelo corpo, como o titânico, que são cirurgicamente introduzidos na região do maxilar. Esse procedimento tem como principal objetivo a substituição de raízes que foram perdidas com a extração ou a queda de dentes.

De modo geral, o implante confere o retorno da propriedade da mastigação e auxilia também na fala, processos que podem ser prejudicados com a falta de um ou mais dentes.

Quais são os tipos de implantes existentes?

Os implantes dentários são uma ferramenta revolucionária na odontologia, responsável por trazer vários benefícios para a saúde e para a autoestima dos pacientes. Há, de modo geral, uma série de tipos de implantes. Os principais são:

  • implante unitário;
  • implante com prótese protocolo;
  • implante com prótese overdenture.

Cada um desses tipos será recomendado a pacientes diferentes. Por isso, uma consulta com um dentista especializado em próteses e implantes é fundamental para a determinação do melhor caminho a ser seguido.

O que é uma prótese dentária?

Agora, faça um exercício semelhante ao feito no início de nossa conversa: o que passa pela sua mente ao pensar na palavra ‘’prótese’’? Novamente, na maioria das vezes, o primeiro pensamento diz respeito à colocação de uma estrutura removível, como acontece com as próteses destinadas às pessoas que perderam, por diferentes razões, membros, como as pernas.

As próteses dentárias funcionam da mesma maneira. Embora elas também possam ser fixas, na maioria das vezes se referem a estruturas removíveis. O objetivo aqui também é devolver a qualidade da mastigação e da fala aos pacientes que perderam um ou mais dentes, mas também trazer mais conforto estético a esses indivíduos.

Os cuidados com as próteses são semelhantes aos que devemos ter com os dentes naturais e com os implantes. É necessária a escovação periódica e, obviamente, visitas regulares ao consultório do dentista para fazer a manutenção correta.

Quais são os tipos de próteses existentes?

Assim como acontece no caso dos implantes dentários, as próteses também apresentam tipos diferentes. Cada uma delas terá características específicas. A seguir, confira os tipos mais comuns:

  • prótese total (também conhecida como dentadura);
  • prótese parcial removível;
  • prótese overdenture (feita acima de um implante);
  • prótese protocolo (também feita após um implante);
  • próteses de cerâmica;
  • coroas.

A recomendação de cada tipo de prótese (combinada ou não com um implante) dependerá da análise cuidadosa de um profissional no assunto. Apenas ele poderá determinar qual é o procedimento mais indicado para cada caso.

Qual é a diferença entre implante e prótese nos dentes?        

Em primeiro lugar, precisamos falar sobre as semelhanças entre os dois procedimentos. Apenas a partir dessa compreensão é que poderemos determinar as diferenças entre as duas abordagens.

De modo geral, a maior semelhança entre implante e prótese nos dentes está no objetivo. Em ambos os casos, a função é a mesma: substituir um ou mais dentes que foram perdidos, independentemente da razão que levou à falta dessa estrutura. Assim, não apenas o sorriso fica mais bonito, mas a mastigação e a fala são otimizadas.

As próteses podem estar associadas aos implantes (como no caso da overdenture) ou serem isoladas (como ocorre no caso da dentadura). Na maioria dos casos, elas são removíveis e colocadas de modo mais superficial do que os implantes.

A durabilidade é outro fator que difere ambos os procedimentos. Os implantes são muito mais duráveis do que as próteses, mas também são um pouco mais caros. Já a manutenção, em todos os casos, deve ser frequente, a fim de estender a vida útil desses procedimentos e garantir a saúde dos pacientes.

Quais são as indicações de cada um dos procedimentos?

A indicação do procedimento a ser feito dependerá da análise de um dentista especializado. Ele avaliará os exames e o estilo de vida do paciente e, a partir daí, determinará qual é o melhor caminho a ser seguido.

Para os implantes, por exemplo, muitas vezes é necessária uma certa quantidade de osso ‘’útil’’ para fixar os pinos utilizados. Por isso, algumas pessoas não podem fazer esse processo. Nesses casos, a prótese é recomendada.

Já para pessoas mais jovens, muitas vezes a prótese não é a melhor opção. Afinal, elas não conferem a mesma segurança mastigatória do que os implantes, que são nesses casos a melhor opção. A idade é, inclusive, um fator que auxilia na escolha do melhor procedimento.

Cáries, doenças periodontais, infecções e outras doenças na região bucal (ou até sistêmicas, como a diabetes ou problemas cardíacos) também podem contribuir para a escolha de um ou outro procedimento. Por isso, a avaliação precisa ser bem completa e levar em conta uma série de fatores diferentes, a fim de trazer a solução ideal para cada paciente.

Como podemos observar, há uma certa diferença entre implante e prótese nos dentes. Cada um dos procedimentos tem indicações diversas e benefícios bastante variados. Por isso, o acompanhamento com um dentista especializado é fundamental para determinar qual será o caminho a ser seguido baseado em seu caso particular. Assim, é possível obter um lindo sorriso de forma segura!

Gostou deste artigo? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de fazer algum comentário sobre o tema? Então, entre em contato conosco! A nossa equipe está à disposição para bater um papo sem compromisso e responder às suas principais questões sobre saúde bucal e odontologia.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário