Agende sua avaliação

6 recomendações em casos de abscesso dentário infantil

Tempo de leitura 3 min

O abscesso dentário infantil é uma infecção bacteriana que resulta em um acúmulo de pus e, normalmente, se desenvolve na raiz do dente ou na gengiva. Trata-se de um problema que causa dor, febre, inchaço no rosto, sensibilidade e gosto amargo na boca, entre outros sintomas, além de gerar complicações mais graves, se não for tratado.

Esses quadros podem acontecer em qualquer idade, inclusive na infância. Suas principais causas são as cáries e as rachaduras nos dentes, pois elas permitem a entrada de bactérias na polpa dentária, dando origem a uma infecção. Por isso, é importante saber como tratar essa condição tão comum.

A seguir, confira 6 recomendações para lidar com o abscesso dentário infantil!

1. Leve a criança ao odontopediatra

Um passo fundamental para cuidar do abscesso dentário infantil da forma adequada é procurar um odontopediatra. O profissional vai avaliar a situação e indicar o tratamento ideal, que pode incluir o uso de antibióticos, a drenagem do abscesso, a realização de canal e até mesmo a extração do dente, nos casos mais graves.

2. Utilize os medicamentos prescritos

Por falar em antibióticos, é imprescindível que a criança tome medicamentos de acordo com o prescrito pelo odontopediatra. Usar remédios sem prescrição é uma prática que coloca as pessoas em risco e ainda atrasa o início do tratamento correto para a doença. Então, siga as orientações do profissional.

3. Faça compressas

As compressas frias são uma solução caseira interessante no enfrentamento do abscesso dentário infantil, já que elas ajudam a diminuir o inchaço e a dor, proporcionando um alívio muito bem-vindo. Para isso, é só aplicar um pano frio na bochecha por 15 a 20 minutos, alternando períodos com e sem a compressa.

4. Cuide da higienização da boca

Manter a boca higienizada faz toda a diferença no combate à infecção e na prevenção de novos abscessos. Portanto, faça com que a criança escove os dentes com cuidado, após as refeições, e utilize o fio dental para remover os restos de alimentos.

5. Diminua o consumo de alimentos muito quentes ou frios

Uma vez que o abscesso dentário deixa os dentes e a gengiva sensíveis, o ideal é evitar ou, pelo menos, reduzir o consumo de alimentos que causam incômodo, como é o caso dos quentes e frios. Também vale a pena orientar a criança para mastigar devagar, tentando não morder no local mais afetado.

6. Não tente drenar o abscesso dentário infantil em casa

Embora pareça uma solução simples, tentar extrair o pus do abscesso por conta própria apenas piora o problema, já que pode espalhar a infecção. Esse procedimento deve ser feito pelo dentista, com os materiais certos e todos os cuidados para higienizar a região.

Por fim, vale reforçar a importância de procurar um profissional especializado para tratar o abscesso dentário infantil. Afinal, esse é um problema que necessita de tratamento adequado para evitar que se agrave, como quando a infecção se espalha para outras regiões do corpo. Um bom acompanhamento ajudará, inclusive, a prevenir a formação de novos abscessos.

Gostou das recomendações? Acompanhe as nossas redes sociais para mais dicas e conteúdos importantes. Estamos no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.