Agende sua avaliação

5 formas de amenizar o incômodo do dente latejando

Tempo de leitura 6 min

Você sabe quais são as principais formas de amenizar o incômodo do dente latejando? A dor de dente é um incômodo que pode atrapalhar a rotina e até mesmo dificultar o sono. Quando a dor é latejante, ela pode ser ainda mais difícil de suportar.

A dor de dente latejante é geralmente causada por uma inflamação na polpa dentária, que é a parte interna do dente que contém nervos e vasos sanguíneos. Essa inflamação pode ser causada por uma cárie, um traumatismo, uma infecção ou outro problema bucal.

Em alguns casos, a dor de dente latejante pode ser um sinal de um problema mais sério, como uma infecção óssea ou uma fratura no dente.

Se você estiver sentindo dor de dente latejante, o ideal é procurar um dentista o mais rápido possível para que ele possa diagnosticar a causa da dor e iniciar o tratamento adequado.

O que é hipersensibilidade dentária?

A hipersensibilidade dentária é uma condição que causa dor aguda e de curta duração nos dentes, geralmente em resposta a estímulos térmicos, como alimentos ou bebidas quentes ou frias, ou a estímulos táteis, como escovação ou bochecho.

A dor da hipersensibilidade dentária é causada pela exposição da dentina, a camada interna do dente que fica abaixo do esmalte. A dentina é composta de túbulos dentinários que se estendem até a polpa, a camada mais interna do dente que contém nervos e vasos sanguíneos. Quando a dentina fica exposta, os fluidos da polpa podem se mover através dos túbulos dentinários, causando dor.

Existem várias causas de hipersensibilidade dentária, incluindo:

  • retração gengival: a retração gengival é o recuo da gengiva ao redor do dente. Isso pode expor a dentina, deixando-a mais suscetível a estímulos;
  • abrasão: a abrasão é o desgaste do esmalte dos dentes devido ao atrito. Isso pode expor a dentina, deixando-a mais suscetível a estímulos;
  • erosão: a erosão é a perda de minerais do esmalte dos dentes devido a ácidos. Isso pode expor a dentina, deixando-a mais suscetível a estímulos;
  • traumas dentários: traumas dentários, como fraturas ou trincas, podem expor a dentina.

O tratamento da hipersensibilidade dentária depende da causa subjacente. Em alguns casos, o tratamento pode ser simples, como usar creme dental ou enxaguante bucal para dentes sensíveis. Em outros casos, o tratamento pode ser mais complexo, como recobrir o dente com uma resina ou preencher a cavidade.

Quais as suas principais causas?

Nível de higiene oral baixa

A higiene oral baixa é uma das principais causas de hipersensibilidade dentária. A retração gengival expõe a dentina, deixando-a mais suscetível a estímulos.

Para evitar a hipersensibilidade dentária causada por um nível de higiene oral baixo, é importante escovar os dentes duas vezes ao dia e usar fio dental uma vez ao dia. Também é importante usar creme dental e enxaguante bucal com flúor para fortalecer o esmalte dos dentes.

Bruxismo

O bruxismo pode causar desgaste do esmalte dos dentes, expondo a dentina.

Fraturas nos dentes

As fraturas nos dentes podem expor a dentina, deixando-a mais suscetível a estímulos.

Para evitar a hipersensibilidade dentária causada por fraturas nos dentes, é importante evitar mastigar alimentos duros ou objetos. Também é importante procurar um dentista assim que notar uma fratura nos dentes.

Substâncias ilícitas

As substâncias ilícitas são substâncias que podem causar a retração gengival. Essas substâncias incluem:

  • álcool;
  • tabaco;
  • sucos cítricos;
  • refrigerantes.

Para evitar a hipersensibilidade dentária causada por substâncias ilícitas, é importante evitar o consumo dessas substâncias.

Além dessas causas, a hipersensibilidade dentária também pode ser causada por:

  • refluxo gastroesofágico;
  • exposição a produtos químicos;
  • algumas doenças sistêmicas.

Se você estiver com hipersensibilidade dentária, é importante consultar um dentista para determinar a causa e o melhor tratamento.

Quais os tratamentos mais indicados para hipersensibilidade dentária?

O tratamento da hipersensibilidade dentária depende da causa subjacente. Em alguns casos, o tratamento pode ser simples, como usar creme dental e enxaguante bucal para dentes sensíveis. Em outros casos, o tratamento pode ser mais complexo, como recobrir o dente com uma resina ou preencher a cavidade.

1. Restaurações

As restaurações são o tratamento mais indicado para hipersensibilidade dentária causada por cáries, fraturas ou trincas. As restaurações ajudam a proteger a dentina exposta e a evitar que ela seja danificada por alimentos, bebidas ou outras substâncias.

2. Aplicação de flúor

A aplicação de flúor é um tratamento simples e eficaz para a hipersensibilidade dentária. O flúor ajuda a fortalecer o esmalte dos dentes, o que pode ajudar a proteger a dentina exposta.

3. Adesivos

Os adesivos são substâncias que ajudam a unir materiais odontológicos aos dentes. Os adesivos podem ser usados para recobrir a dentina exposta, ajudando a proteger e a fortalecer a superfície do dente.

4. Uso de dessensibilizantes

Os dessensibilizantes são substâncias que ajudam a bloquear os túbulos dentinários, impedindo que os fluidos da polpa se movam através deles. Os dessensibilizantes podem ser usados em forma de creme dental, enxaguante bucal ou gel.

5. Precipitantes de proteínas

Os precipitantes de proteínas são substâncias que ajudam a formar uma barreira protetora sobre a dentina exposta. Os precipitantes de proteínas podem ser usados em forma de creme dental e enxaguante bucal.

Quais são os cuidados a serem tomados diariamente?

Os cuidados a serem tomados diariamente para prevenir a hipersensibilidade dentária incluem:

  • escova os dentes duas vezes ao dia e use fio dental uma vez ao dia. Isso ajudará a remover a placa bacteriana, uma película pegajosa de bactérias que se forma nos dentes. A placa bacteriana pode causar a retração gengival, expondo a dentina;
  • use creme dental e enxaguante bucal com flúor. O flúor ajuda a fortalecer o esmalte dos dentes, o que pode ajudar a proteger a dentina exposta;
  • evite alimentos e bebidas ácidos, como refrigerantes, sucos de frutas e alimentos cítricos. Os alimentos e bebidas ácidos podem desgastar o esmalte dos dentes, expondo a dentina;
  • use protetor bucal ao praticar esportes de contato. O protetor bucal pode ajudar a proteger os dentes de danos.

A dor de dente latejando é um sintoma que deve ser tratado quanto antes por um dentista. No entanto, as medidas apresentadas neste post podem ajudar a amenizar o incômodo até que seja possível procurar um profissional.

É importante ressaltar que as medidas apresentadas neste post não substituem o tratamento odontológico.

Agora, que já sabe como amenizar o incômodo do dente latejando, confira este conteúdo e entenda qual o melhor momento para tomar remédio para dor no dente.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.